fbpx
Vacina da Febre amarela

Vacina da Febre Amarela para viajantes


Informações e dicas para quem vai viajar para áreas de risco no Brasil, na África ou para países que exigem o certificado internacional comprovando que tomou a vacina da Febre Amarela. Inclui o novo procedimento online para baixar e imprimir o certificado.

O que é a Febre Amarela? Clique pra saber

Febre Amarela é uma doença que pode ser fatal conforme a intensidade e falta de tratamento médico. É transmitida por mosquitos para pessoas não vacinadas. A vacinação está disponível nos postos de saúde de todo o país e é recomendada para quem habita ou visita áreas de risco. Atenção, pessoas ou macacos são vitimas e não transmitem a doença, somente os mosquitos na mata ou na cidade.

O mosquito transmissor é originário da América do Sul e da África. Surtos ocorrem de tempos em tempos em diferentes países desses continentes.

Região endêmica do mosquito transmissor em vermelho, áreas de risco atuais em laranja
Região endêmica do mosquito transmissor em vermelho, áreas de risco atuais em laranja (fonte: Wikipedia)

Lembro de ficar feliz com a seguinte notícia divulgada em 2016 pela Organização Mundial de Saúde (OMS): a vacina da Febre Amarela agora é válida por toda a vida. Não precisa mais repetir a cada 10 anos. Isto somado à redução de casos no mundo, fez alguns países deixarem de exigir a carteira internacional de vacinação para brasileiros entrarem em seus países. Eu já tomei três vezes e agora nunca mais.

No entanto, a felicidade geral durou pouco com o surgimento de um novo surto no sudeste do Brasil. Como resultado, companhias aéreas voltaram a não deixar embarcar passageiros sem carteira internacional de vacinação quando os destinos exigem a vacina da Febre Amarela. Ou seja, nem tem como sair do Brasil se não tiver tomado a vacina até 10 dias (prazo para o remédio fazer efeito) antes de embarcar para um dos países da lista abaixo. Geralmente, o comprovante é solicitado pelas companhias aéreas antes do embarque no Brasil e pelos funcionários do departamento de imigração ao desembarcar.

Quem vai viajar para o exterior

Quem já tomou a dose única da vacina e tem o certificado internacional de vacinação com informações preenchidas sobre a vacina da Febre Amarela, não precisa fazer mais nada. Apenas leve o certificado junto com o passaporte na viagem. Mesmo se a data estiver vencida. Conforme a OMS, uma dose vale para a vida toda.

No momento, 135 países exigem a vacina da Febre Amarela:

Afeganistão, África do Sul, Albânia, Angola, Antígua e Barbuda, Antilhas Holandesas, Arábia Saudita, Argélia, Argentina, Aruba, Austrália; Bahamas, Bahrein, Bangladesh, Barbados, Belize, Benim, Bolívia, Botswana, Brunei, Burkina Faso, Burundi, Butão, Cabo Verde, Camarões, Camboja, Cazaquistão, Chade, China, Colômbia, Coreia do Norte, Costa do Marfim, Costa Rica, Cuba; Djibouti, Dominica; Egito, El Salvador, Equador, Eritreia, Etiópia; Fiji, Filipinas; Gabão, Gâmbia, Gana, Granada, Guadalupe, Guatemala, Guiana, Guiana Francesa, Guiné, Guiné Equatorial, Guiné-Bissau; Haiti, Honduras; Ilha do Natal, Ilha Norfolk, Ilhas Salomão, Índia, Indonésia, Irã, Iraque; Jamaica, Jordânia; Kiribati; Laos, Lesoto, Libéria, Líbia; Madagáscar, Malásia, Malawi, Maldivas, Mali, Malta, Martinica, Maurício, Mauritânia, Mayotte, Moçambique, Myanmar; Namíbia, Nauru, Nepal, Nicarágua, Níger, Nigéria, Niue, Nova Caledónia; Omã; Panamá, Paquistão, Paraguai, Peru, Pitcairn, Polinésia Francesa; Quênia, Quirguistão; República Centro-Africana, República Democrática do Congo, República do Congo, Reunião, Ruanda; Samoa, Santa Helena, Santa Lúcia, São Bartolomeu, São Cristóvão e Nevis, São Martinho, São Tomé e Príncipe, São Vicente e Granadinas, Senegal, Serra Leoa, Seychelles, Singapura, Somália, Sri Lanka, Suazilândia, Sudão, Sudão do Sul, Suriname; Tailândia, Tanzânia, Timor-Leste, Togo, Trindade e Tobago, Tristão da Cunha; Uganda; Venezuela, Vietnã; Wallis e Futuna; Zâmbia e Zimbabwe.

Se vai viajar para um desses lugares e ainda não tomou a vacina. Veja mais abaixo os próximos passos. E confirme com a companhia aérea ou nesta página da ANVISA, afinal, novos destinos podem aumentar essa lista a qualquer momento.

Quem vai viajar dentro do Brasil

Ninguém é obrigado a tomar a vacina da Febre Amarela para viajar pelo Brasil, mas é altamente recomendado para evitar a doença nas áreas de risco. Conforme os surtos anteriores e por ser região endêmica do mosquito transmissor da Febre Amarela, era necessário tomar a vacina somente para viajar para Amazônia e Pantanal. Agora a área de risco aumentou para Bahia e Sudeste. Ou seja, se a ideia é passar o carnaval no Rio de Janeiro, melhor se vacinar até 10 dias antes de partir.

Os Estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Bahia estão recebendo ou vão receber doses fracionadas da vacina. Esta serve para viajar pelo Brasil e deve ser tomada novamente daqui a 8 anos. Mas se a ideia for incluir um roteiro internacional no futuro, tente tomar a dose única padrão.

Como fazer a vacina da Febre Amarela

Procure o posto de saúde do SUS ou serviço privado de vacinação credenciado mais próximo e solicite, é grátis pelo sistema público de saúde. Porém, com tantas pessoas procurando tomar a vacina por conta do surto, alguns postos de saúde não estão dando conta da demanda. Alguns só atendem por senha pra quem chegar primeiro e outros só com agendamento prévio. Confirme como esta a situação na sua região e organize-se para tomar a vacina com 10 dias de antecedência da viagem.

Recomendo guardar a carteira de vacinação mesmo se não for viajar agora, somente com ela poderá tirar o certificado sem precisar de uma nova vacina. E reforço, a dose fracionada não vale pra viajar para fora do país. É necessário um intervalo de 1 mês para tomar uma nova dose. Se a viagem for para o exterior leve a passagem aérea para comprovar.

Quem não pode tomar a vacina*
  • Crianças menores de 6 meses
  • Pessoas que estejam fazendo agora quimioterapia e radioterapia
  • Pessoas com alergia a ovo

Quem deve consultar o serviço de saúde antes de tomar a vacina*

  • Idosos
  • Gestantes
  • Mulheres amamentando
  • Pessoas que vivem com o HIV
  • Pessoas que terminaram o tratamento de quimioterapia e radioterapia
  • Pessoas com doenças do sangue

*Se tiver alguma dessas contraindicações médicas para a vacinação, deverá apresentar o relatório médico atualizado devidamente assinado e carimbado, antes da data de viagem. ANVISA recomenda um atestado em francês ou inglês.

Mais informações sobrea a vacina no Portal do Ministério da Saúde.

Certificado internacional de vacinação e profilaxia
Certificado internacional de vacinação e profilaxia

Como fazer o certificado internacional de vacinação e profilaxia (CIVP)

Online

Desde abril de 2019, o viajante pode emitir o certificado pela Internet. Basta fazer cadastro no Portal de Serviços. Depois, deve-se preencher o formulário, enviar uma foto ou RG digitalizados e também o comprovante de vacinação, entregue pelo posto de saúde na ocasião do procedimento.

Depois de enviar os documentos, é preciso esperar até cinco dias úteis para receber o e-mail da Anvisa com o CIVP. Imprima e assine (menores de idade devem ter o documento assinado pelo responsável legal). A segunda via pode ser impressa a qualquer momento no site do Portal de Serviços. 

Presencial

Com a carteira nacional de vacinação em mãos e devidamente preenchida sobre a Febre Amarela, faça um cadastro no site da ANVISA e agende o atendimento em um dos centros de orientação ao viajante (COV). No dia agendado leve carteira de vacinação, um documento original com foto e a passagem para o país que exija a certificação. A presença física do interessado é obrigatória, exceto crianças ou adolescentes menores de 18 anos, neste caso, os pais ou responsáveis podem representa-los.

Se estiver fora do Brasil, esta página da ANVISA explica como emitir a 2° via do CIVP.

Em São Paulo, o melhor lugar para tomar a vacina e sair com o certificado internacional no mesmo dia era o Instituto de Infectologia Emilio Ribas. Como esta na zona de risco, é preciso confirmar esta possibilidade.

Tirei o certificado duas vezes no Rio Grande do Sul, primeiro no Porto de Rio Grande e depois no Aeroporto de Porto Alegre e o atendimento sempre foi rápido.

Alguns Centros de Orientação ao Viajante

PORTO DE RIO GRANDE
Atendimento: segunda a sexta-feira, 8h às 12h e 13h às 17h.
Endereço: Rua Marechal Floriano 5 – 3º piso.

AEROPORTO DE PORTO ALEGRE
Atendimento: segunda a sexta, 8h às 14h.
Endereço: Av. Severino Dullius nº 90010 – Terminal 1- 2° piso.

INSTITUTO DE INFECTOLOGIA EMILIO RIBAS
Atendimento: segunda a sábado, 8h às 17h.
Endereço: Av.Dr.Arnaldo,165- Cerqueira César.

©Todos os direitos reservados.

Roberta Martins

Roberta Martins

Publicitária, geradora de conteúdo sobre turismo, idealizadora deste site, fotógrafa e guia de turismo. Há 13 anos relata suas experiências de viagem focando em cultura e ecoturismo. Saiba mais na página da autora.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.