Safari fotográfico

Safari fotográfico no Pantanal


Pantanal é o local nacional para observar de perto pássaros, felinos, mamíferos, peixes e répteis. A maior extensão úmida do planeta é habitat natural de diversas espécies locais, além das migratórias; fica no Brasil e tem mais de 80% de vegetação nativa. Passei um dia na Fazenda São Francisco para safari fotográfico, observação de aves e giro de chalana. Nos próximos parágrafos conto como foi e mostro o que vi no Pantanal.

Café da manhã das araras canindé na Fazenda São Francisco
Café da manhã das araras canindé na Fazenda São Francisco

safari fotográfico safari fotográfico safari fotográfico

 

 

 

 

 

Safari fotográfico

A partir de Bonito, distante 162 km, madruguei para pegar a estrada rumo ao noroeste do Mato Grosso do Sul e cheguei a tempo de registrar o café da manhã servido aos tucanos, ararás, papagaios e cardeais na entrada da fazenda. Ali era o ponto de encontro de quem havia agendado o primeiro passeio e logo partimos para o SAFARI FOTOGRÁFICO em caminhões adaptados para passageiros e abertos para facilitar o registro.

Capivara
Capivara

 

O famoso tuiuiú
O famoso tuiuiú

 

Coruja
Coruja

 

Martim Pescador
Martim Pescador

 

Jacaré
Jacaré

 

Outro Martim Pescador
Outro Martim Pescador

 

Durante três horas percorremos campos de arroz, criação de gado e rios com o objetivo de observar fauna e flora pantaneira. Uma guia com a vista treinada encontrava os animais e nos apontava contando curiosidades enquanto o carro parava para tirarmos fotografias. No início já teve o famoso tuiuiú, martim pescador, coruja, garça, capivara e o jacaré. Quando a guia parou bem perto e ainda mexeu com o bicho para ele mostrar os dentes.

Leia as experiências de safari na África do Sul e Quênia

Trilha do Carandá
Trilha do Carandá
Cardeais
Cardeais

No meio do caminho descemos para fazer os vinte minutos da TRILHA DO CARANDÁ, caminho suspenso pela mata ciliar do Rio Miranda, que estava seco apesar de ser época de chuvas. Este momento sem vento foi sofrido porque eu cometi um erro grave de usar cor preta e não passar repelente sobre a roupa. Durante o dia os mosquitos procuram o preto, sentem cheiro de sangue fresco e estes tem o poder de perfurar tecidos! O resultado foi boa parte do meu corpo tapado de bolotas e uma coceira irritante que durou alguns dias.

Infelizmente, não tivemos sorte de avistar cervo, onça pintada e outros felinos porque a probabilidade de encontrar gatos selvagens é bem maior nos safaria noturnos. Opção para quem planeja passar a noite na fazenda e não foi o meu caso desta vez. Está na lista para uma próxima viagem.

Sede da fazenda
Sede da fazenda

O passeio de Chalana

Na tarde teve almoço pantaneiro na sede, descanso nas redes e três horas em CHALANA NO CORIXO (braço de rio) São Domingos com direito a Pesca Artesanal de Piranhas. Outra boa oportunidade de avistar aves, afinal elas acompanham a embarcação e parecem saber que vamos pescar. Biguás, carcarás e jaçanãs se aproximam timidamente, mas garças e gaviões fazem um show de exibicionismo motivando uma enxurrada de cliques durante todo o trajeto.

Gavião Preto
Gavião Preto
O caldo de piranha
O caldo de piranha

Sobre a PESCARIA DE PIRANHAS, achei totalmente desnecessário a matança. Pra começar eu não tenho paciência de esperar o anzol ser fisgado, não gostei de ver os bichos agonizando no balde e achei o caldo muito sem graça (preparado com aquelas mesmas piranhas no final do passeio). Só valeu o momento de tirar as fotos dos enormes jacarés atacando as piranhas nas nossas varas. Mas o guia poderia ter pescado umas duas para mostrar, dar aos jacarés e pronto.

Jaçanã no meio do aguapé
Jaçanã no meio do aguapé

 

Gavião Belo
Gavião Belo

 

A chalana
A chalana

safari fotográfico safari fotográfico safari fotográfico safari fotográfico safari fotográfico safari fotográfico safari fotográfico safari fotográfico

 

Decoração
Decoração

 

Pra chamar a boiada
Pra chamar a boiada

Tome Nota Safari fotográfico no Brasil

Jamais vista-se com roupas escuras durante o dia ou roupas claras durante a noite para evitar ser chamariz de mosquitos. Leve na bolsa e abuse do repelente, passe na pele e por cima da roupa quantas vezes for necessário. Mesmo protegido recomendo levar uma pomada para aliviar picadas de mosquitos. Não consigo lembrar de outro lugar com número maior desses insetos do que o Pantanal, prepare-se!

As atividades na Fazenda São Francisco devem ser agendadas com agências turismo ou na recepção para quem está hospedado lá, não adianta chegar na hora. Pelo menos neste dia vi pessoas não conseguirem vaga nos passeios por não terem reservado antes.

Quando ir: a região tem duas estações bem definidas: seca e chuva. Tudo o que mostrei foi no período das chuvas. Na seca a probabilidade de encontrar animais aumenta. Acontece de abril a setembro.

Acesse o texto guia que ajuda a planejar a viagem para Bonito.

Amplie a imagem para ver a quantidade de mosquitos grudados em mim
Amplie a imagem para ver a quantidade de mosquitos grudados em mim

© Todos os direitos reservados. Fotos e relato 100% originais.

Fotos de Roberta Martins e Leandro Gabrieli.

Roberta Martins

Roberta Martins

Publicitária, geradora de conteúdo sobre turismo, idealizadora deste site, fotógrafa e guia de turismo. Há 13 anos relata suas experiências de viagem focando em cultura e ecoturismo. Saiba mais na página da autora.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.