Co-pilota ajuda na estrada

Permissão Internacional para Dirigir (PID): o que é, como fazer e onde aceitam

Tenho observado que muitos blogueiros do Brasil que escrevem sobre viagens ao Chile, em especial de carro, comentam erroneamente que basta o motorista ter em mãos a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) para dirigir tranquilamente no país andino. Não caia no vacilo. Se por acaso um carabineiro (polícia) lhe parar e pedir a sua habilitação e você apresentar somente a CHN, poderá ter problemas, inclusive multa e apreensão do veículo, no pior dos casos. 

Conhecida popularmente como “PID”, a Permissão Internacional para Dirigir é obrigatória no Chile. A reportagem do Territórios, costumada a viajar pelos quatro cantos do mundo, inclusive para o Chile, apesar de já saber das normas de trânsito chilena, foi atrás das informações oficiais para a tranquilidade dos nossos leitores. Abaixo, o texto na íntegra enviado pelo Consulado General de Chile em Porto Alegre ao Territórios.

Resposta do Consulado do Chile sobre obrigatoriedade da Permissão Internacional para Dirigir (PID)

Mas afinal, o que é essa tal de PID?

A PID (Permissão Internacional para Dirigir) é o documento internacional que comprova a condição de condutor habilitado. A PID emitida no Brasil é válida nos territórios das Partes Contratantes da Convenção sobre Trânsito Viário, celebrada em Viena, em 8 de novembro de 1968, desde que seja apresentada junto com a CNH (Carteira Nacional de Habilitação) dentro do prazo de validade.

O Chile exige portar a PID junto com a CNH, visto que se trata de um documento internacionalmente reconhecido, traduzido em oito idiomas (além do português, alemão, árabe, chinês, espanhol, francês, inglês, japonês e russo). A PID pode facilitar a checagem das informações do condutor, não apenas em situações de fiscalização com agentes oficiais, mas também na hora de locar veículos, resgatar seguros e buscar agilidade nos atendimentos em casos de acidentes. 

Onde fazer a PID?

A solicitação da Permissão Internacional para Dirigir (PID) deve ser feita em um CFC (Centro de Formação de Condutores) de residência ou domicílio do condutor. No setor você receberá todas informações necessárias.

Quanto custa? 

Em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul a Expedição de Permissão Internacional para Dirigir custa: R$ 59,29. O valor é referente ao ano de 2018-19. O prazo de validade da PID será de no máximo três anos da data de sua emissão ou até a data de expiração da validade da CNH, o que ocorrer primeiro, observado o limite máximo de três anos. O documento leva cerca de 5 dias úteis para ficar disponível para retirada no CFC (Centro de Formação de Condutores).

Permissão Internacional para Dirigir (PID)
Permissão Internacional para Dirigir (PID)

Diferença absurda nos preços

Para facilitar a vida do leitor do Territórios, fiz uma tabela que apresenta a diferença absurda dos valores da emissão de uma PID entre alguns estados brasileiros.

EstadoPreço
Rio Grande do SulR$ 59,29
Santa CatarinaR$ 85,10
ParanáR$ 100,29
São PauloR$ 282,70
Rio de JaneiroR$ 144,68
BahiaR$ 329,27
Minas GeraisR$ 176,07
Espírito SantoR$ 290,84
Mato Grosso do SulR$ 298,58

A PID vale como documento?

Não. A permissão internacional deve ser apresentada junto a CNH. No território brasileiro, a PID também não vale como documento. 

Países onde a Permissão Internacional para Dirigir (PID) é aceita

De acordo com a Convenção de Viena, a PID é aceita nos seguintes países: África do Sul, Albânia, Alemanha, Angola, Argélia, Argentina, Austrália, Áustria, Azerbaidjão, Bahamas, Barein, Belarus (Bielo-Rússia), Bélgica, Bolívia, Bósnia-Herzegóvina, Bulgária, Cabo Verde, Cazaquistão, Chile, Cingapura, Colômbia, Coréia do Sul, Costa do Marfim, Costa Rica, Croácia, Cuba, Dinamarca, El Salvador, Equador, Eslováquia, Eslovênia, Estados Unidos, Estônia, Federação Russa, Filipinas, Finlândia,  França, Gabão, Gana, Geórgia, Grécia, Guatemala, Guiana, Guiné-Bissau, Haiti, Holanda, Honduras, Hungria, Indonésia, Irã, Israel, Itália, Kuweit, Letônia, Líbia, Lituânia, Luxemburgo, Macedônia, Marrocos, México, Moldávia, Mônaco, Mongólia, Namíbia, Nicarágua, Níger, Noruega, Nova Zelândia, Panamá, Paquistão, Paraguai, Peru, Polônia, Portugal, Reino Unido (Inglaterra, Irlanda do Norte, Escócia e País de Gales), República Centro – Africana, República Democrática do Congo, República Tcheca, República Dominicana, Romênia, San Marino, São Tomé e Príncipe, Seychelles, Senegal, Sérvia e Montenegro, Suécia, Suíça, Tajiquistão, Tunísia, Turcomenistão, Ucrânia, Uruguai, Uzbequistão, Venezuela e Zimbábue. (fonte: Denatran)

Princípio de Reciprocidade

Angola, Argélia, Austrália, Canadá, Cabo Verde, Cingapura, Colômbia, Coréia do Sul, Costa Rica, El Salvador, Equador, Estados Unidos, Gabão, Gana, Guatemala, Guiné-bissau, Haiti, Holanda, Honduras, Indonésia, Líbia, México, Namíbia, Nicarágua, Nova Zelândia, Panamá, Portugal, Reino Unido (Inglaterra, Irlanda do Norte, Escócia e País de Gales), República Dominicana, São Tomé e Príncipe e Venezuela. (fonte: Denatran)

Então, para quem pretende viajar de carro ou morar no exterior, a dica é ter em mãos a PID junto com a CNH. Outra vantagem de obter o documento é que você terá facilidades na hora que desejar alugar um veículo e poderá evitar constrangimentos em caso de abordagens policiais nos países visitados. 

© Todos os direitos reservados. Fotos e relato 100% originais.

Luciano Nagel

Luciano Nagel

Jornalista, gaúcho, 42 anos e casado com uma chilena. Atualmente trabalha como correspondente para alguns jornais de grande circulação do Brasil e exterior.

7 comentários

  1. Teve sorte. No entanto o melhor é não arriscar.

  2. No texto acima fica claro a exigencia da PID para o ingresso de carro no Chile. No caso de aluguel do veiculo no Chile não é obrigatório. Já aluguei varias vezes e em julho de 2018 fui parado em blitz sem problemas.

  3. Absurdo e VERGONHOSO o preco para emissao do PID. Só brasileiro aceita pagar por este absurdo. Como pode deixar o estado definir mais custo. Ja nao basta o custo altissimo e demorado para obter uma habilitacao. Sao tantos Impostos “que nem cabem mais num hd”.

  4. Aluguei carros em varios paises da europa e morei seis anos na alemanha e nunca portei PID. Com a carteira de motorista brasileira é possivel alugar carros e dirigir por até seis meses nos paises da uniao européia. Acho que essa PID é uma maneira de tirar mais dinheiro dos brasileiros.

    1. Concordo com Jean. Tb já dirigi em vários países e nunca tive problemas. Inclusive tive um acidente com minha moto no Chile e fui na polícia registrar o fato e não tive problema algum

  5. Gostei bastante da informação sobre a PID . Acredito que nos EUA vai de acordo com o policial que lhe abordar .

  6. boa, informação perfeita pra motoristas que não tem conhecimento.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.