Pinar del Rio

Os vales de Pinar del Rio

Cuba é uma ilha maravilhosa onde tem de tudo: montanha, praia, arquipélago, cidade, história, gente interessante e divertida, floresta… Um lugar completo e com um clima ótimo. Nas montanhas, ou no interior, não é tão quente como na costa e pode até fazer um friozinho. Hoje conto minhas impressões sobre Pinar del Rio.

Siga @blogterritorios no InstagramSiga no Instagram
Autopista Este-Oeste
Autopista Este-Oeste

Fui a serviço para vender produtos de exportação, mas pude fazer três passeios legais ao longo dos 10 dias de viagem. Os vales conheci durante a semana, pois foi para um outro trabalho. Realizei um test drive de um Chery QQ chinês para uma matéria no caderno de veículos do jornal Folha de São Paulo. Então aluguei o carro e viajei para Pinar del Rio com um colega de ofício cubano, que era da região.

Os vales de Pinar del Rio

Dirigindo um Cherry QQ
Dirigindo um Cherry QQ

ENCONTRE HOTEL NA CIDADE | LEMBRE DO SEGURO VIAGEM

A viagem foi bem tranquila, esperava estradas ruins e encontrei boas. Não há sinalização alguma, salvo os constantes cartazes da ditadura cubana evocando falsas ideologias e aquele repetido discurso estilo papo-furado de politico latino-americano que a gente conhece bem… O asfalto é bom e a autoestrada, chamada Autopista Este-Oeste, é ampla. Há paisagismo com lindos canteiros de flores inclusive. Dizem que muitas dessas obras de infraestrutura são da época dos diversos investimentos russos na ilha até 1990.

Sinalização ideológica nas estradas
Sinalização ideológica nas estradas
Fazenda de tabaco
Fazenda de tabaco

As distâncias na ilha não são pequenas, em termos de comparação, Cuba tem praticamente a metade do tamanho da Grã Bretanha. Foram 170 km de La Habana até Pinar del Rio. No caminho tivemos a oportunidade de parar em uma fazenda de tabaco com fabrica de charutos artesanais. Encontrei paisagens e construções muito bonitas. Com aquela arquitetura espanhola antiga, mas infelizmente arruinada pela ditadura. Há um ditado moderno cubano que diz: “Fidel finge que paga e o cubano finge que trabalha”. Então, a cidadezinha também está bem abandonada, até mais que Havana, pois fica no interior e ninguém sabe bem que existe. Tem apenas 190.000 habitantes.

Transporte coletivo em Pinar del Río
Transporte coletivo em Pinar del Río
Edifício em Pinar del Río
Edifício em Pinar del Río

Abastecemos gasolina em um posto estilo anos 60, como todos em Cuba e que eu acho bem legal, comemos algo e andamos pelo comercio local. Presenciamos o horror das pessoas pedindo esmola, fazendo filas para pegar transporte ou comprar coisas em mercadinhos que aceitam peso cubano por produtos bem simples mesmo. Os mais chocantes eram os sucos de frutas artificiais, daqueles bem vagabundos que se vendiam no Brasil nos anos 80. Tipo imitação de Q-Suko… Até hoje eles compram essas armas químicas coloridas de beber por lá…

Mural de la Pre história
Mural de la pre história

Seguimos para os Viñales. Belo passeio mesmo. A natureza foi generosa por ali. Tem uma caverna linda, chamada Cueva del Indio, que se pode visitar. Vimos também o mural da pré-história e esse sim, estava limpo e cuidado. Afinal é regido por militares e se nota a disciplina em tudo.

A linda paisagem
A linda paisagem
Caverna Cueva del Índio
Caverna Cueva del Índio

Viajar por Cuba

Tecnicamente, Cuba é perfeita para viajar. A pesar das mazelas sociais, da pobreza e da falta de consideração pelos direitos humanos, comuns também em outros países do terceiro mundo, Cuba é segura e fácil de se locomover. Os cubanos pedem muita esmola, mas não são violentos e não tentam roubar em momento algum. Mas é um turismo caro, pois nós turistas pagamos tudo com CUC que é a moeda conversível em moeda estrangeira e vale mais caro que o Euro e por ai vai. Que lugar complicado, lindo e problemático, rico e pobre. Lembra o Brasil. Somos todos hermanos.

Abastecendo o carro e tomando Tropicola
Abastecendo o carro e tomando Tropicola

 

Curiosidade

Pinar del Rio se chamou primeiramente Nueva Filipinas, em função da colonização feita por Filipinos que plantaram tabaco e outras culturas agrícolas na região.
Cubanos pedindo esmola e oferecendo serviços aos estrangeiros em tom de desespero
Cubanos pedindo esmola e oferecendo serviços aos estrangeiros em tom de desespero

© Todos os direitos reservados. Fotos e relato 100% originais.

Curioso sobre Cuba, veja alguns relatos:

Intervenção urbana em Cuba

Sozinha em Habana

A praia mais linda de Cuba

Augustin Tomas o'Brien Caceres

Augustin Tomas o'Brien Caceres

Criado em uma família onde se falava espanhol, português, portunhol, italiolo e algo de inglês. Sempre se interessou por outros idiomas e hoje mora nos Estados Unidos e trabalha com comércio internacional na LE Group Industries.

4 comentários

  1. Esa foto es en Cuba chicas. Hay varias cosas en comun con los Estados Unidos. Los desayunos son iguales, las gasoleras tambien, usan pies y libras como peso, etc… Y toman a Tropicola que es fabricada donde se producian las Coca Cola antes de la Revolucion (pelo que me contaram por lá).

  2. é ai não tem frentista temos q fazer por nós mesmos, bom dia bjos

  3. Depois eu leio… muito sono! Mas já curtir pra garantir o posto de “primeira”

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.