fbpx
Bananas e chá de coco são da culinária típica na Indonésia

Indonésia: turismo e dicas aos viajantes


Bali foi o destino escolhido para pisar na Ásia e a primeira impressão foi decepcionante. Mas não desista do seu roteiro, nem de ler as dicas de turismo na Indonésia até o último parágrafo. Afinal, o erro foi meu ao criar uma enorme expectativa sobre uma ilha massivamente invadido por turistas. Percebi isso quando tive a oportunidade de voltar do jeito que eu mais gosto, acompanhada por locais e explorando destinos pouco conhecidos.

Uma coisa é certa, todas as viagens pela Indonésia foram intensas e repletas de aprendizado. A primeira vez foi em família; a segunda foi uma viagem de imprensa acompanhada por outros viajantes especialistas em captar a essência dos lugares; por fim, sozinha e novamente em Bali, mas com uma percepção diferente.

Entendo que o calor úmido, a sujeira, a quantidade de pessoas e o caos no trânsito deixam qualquer um atordoado. Logo, esperar isso sem grandes expectativas, é a primeira dica para desfrutar de uma viagem perfeita. Invariavelmente, a porta de entrada ao país será nas populosas ilha de Bali ou ilha de Java, portanto, não tem como escapar da primeira impressão caótica.

Indonésia: turismo e dicas aos viajantes

Acesso rápido: Localização | Quanto custa | Documentação |Os locais | Culinária | Idioma | Clima | Transporte | Mapa | Curiosidades | Patrimônios Mundiais | Vulcão e Tsunami

Tartaruga marinha vista durante snorkel em Gili T
Vinha marinha na Indonésia é riquíssima e diversa

O que é e onde fica a Indonésia

Localizada no Sudoeste Asiático, Indonésia é uma nação arquipélago formada por 17 mil ilhas posicionadas ao longo da Linha do Equador. É o maior e mais populoso país do mundo situado apenas em ilhas. As porções de terra dividem os Oceanos Pacífico e Índico, além de conectarem os continentes da Ásia e da Oceania.

Indonésia é sinônimo de paraíso para surfistas, mergulhadores, biólogos, baladeiros e qualquer turista interessado em cultura e natureza. O país de montanhas vulcânicas, abriga algumas das praias mais bonitas do mundo, grandes florestas tropicais com fauna e flora endêmicas e um povo riquíssimo culturalmente. Não à toa, seu lema é “unidade na diversidade”.

Embora Bali seja seu principal destino turístico, a capital da Indonésia é Jakarta, na ilha de Java, e há muitas outras para visitar de leste a oeste. As principais ilhas são Kalimantan (compartilhada com a Malásia e Brunei), Nusa Tenggara, Papua (compartilhada com a Papua-Nova Guiné), Sulawesi e Sumatra.

Quanto custa viajar para Indonésia

Viajar pela Indonésia é muito barato quando comparado aos destinos de praia e natureza no planeta, inclusive os famosos aqui no Brasil. O transporte para os lugares mais isolados ou taxas de entrada em reservas podem ser altos, mas o custo benefício compensa. E quem prefere viajar com luxo e nunca tem grana suficiente para bancar, este é o lugar para experimentar resorts e vilas sensacionais a preços razoáveis. O hostel descolado custa a partir de 10 dólares com café da manhã e a suíte real maravilhosa onde me hospedei em Ubud custa 150 dólares para duas pessoas.

Compare valores de hospedagem no Detecta Hotel

Os gastos com alimentação também não serão caros, restaurantes locais servem pratos por 1 dólar enquanto os populares mais turísticos a partir de 5 dólares. Um jantar no hotel chique onde estava hospedada, custou 20 dólares com frutos-do-mar bem servidos e bebida.

Scotter pelas ruas de Yogyakarta

Se tiver coragem de dirigir na mão esquerda, alugar uma moto é o mais econômico, porém, nada prudente em um trânsito caótico. Um carro particular com guia motorista para 4 pessoas custa cerca de 40 dólares por dia.

Ingressos para templos e apresentações artísticas custam menos de 5 dólares ou são gratuitos. Quando contratar um motorista ou for dirigir por conta própria, deve prever gastos com alimentação e entradas nos atrativos. Conforme o roteiro, vale contratar uma excursão com tudo incluso.

Moeda e câmbio

Rupia Indonésia (IDR) é a moeda oficial e bastante desvalorizada frente ao nosso real. Para ter uma ideia, 1 dólar vale cerca de 14 mil rúpias. E aqui vai uma dica para câmbio, não leve trocado. Notas de 100 dólares valem mais do que 10 notas de 10, por exemplo. Pegue dicas para comprar dólar no Brasil no link.

Compras

Os preços são ótimos para comprar roupas, artesanato, prata e objetos de arte. Apenas cuidado em relação ao próximo país a ser visitado, alguns não permitem entrar com certos materiais naturais como madeira. Mesmo avisando que o destino final do objeto será o Brasil, podem encrencar a sua entrada ao país. Fui bastante recomendada sobre isso quando estava na Austrália e fui passar uns dias em Bali, não poderia trazer nada de origem animal ou vegetal na mala.

Documentação

Brasileiros que viajam para a Indonésia a turismo não precisam mais de visto, para entrar e circular pelo país por até 90 dias, desde março de 2016. Já a vacina da Febre Amarela, passaporte com validade superior a 6 meses e passagens de ida e volta são obrigatórios.

Seguro viagem não é exigido na Indonésia, mas é imprescindível para amenizar incômodos e cobrir despesas imprevistas em qualquer viagem. Neste país específico, há vários relatos de incidentes de trânsito ou na prática de esportes, noticiados pela imprensa australiana (a grande massa de turistas). Meu irmão mora no país vizinho e reforçou eu atentar para o seguro ter cobertura contra terceiros e esportes porque mesmo que a culpa do acidente seja do indonésio, eu como turista estrangeira, sou obrigada a arcar com as despesas de saúde dos locais envolvidos. Infelizmente, alguns tiram proveito disso, segundo o alerta bastante divulgado na Austrália.

Além disso, o ideal é adquirir o seguro primeiro e só depois fazer as reservas. Desta forma, se houver cancelamentos ou alterações por motivos de doença, as despesas entram na cobertura contratada. Tenho feito com a Next Seguro Viagem que oferece desconto aos leitores. Clique no link e saiba como comprar online.

Leia: Checklist viagem internacional

Juntar as mãos e um sorriso é para dar as boas vindas dos balineses
Juntar as mãos e um sorriso é o gesto dos balineses para dar as boas vindas

Quem nasce na Indonésia é indonésio

Simplicidade, curiosidade e muita simpatia definem o indonésio, em geral. Embora tenham culturas, tradições e crenças diferentes conforme a região, a boa hospitalidade é comum a todos. São quase 500 grupos étnicos e mais de 500 dialetos.

Muçulmanas em Bandung, Java
Muçulmanas em Bandung, Java
Guia de turismo em Gili Trawagan
Guia de turismo em Gili Trawagan
Fazendo selfie com as meninas de Arborek, Papua
Fazendo selfie com as meninas de Arborek, Papua
Noiva em Bali
Noiva em Bali
Rahung Nasution e as tradicionais tatuagens feitas por tribos na Sumatra
Rahung Nasution e as tradicionais tatuagens feitas por tribos na Sumatra

Qual a principal religião da Indonésia

Mesmo de maioria muçulmana, Indonésia não é considerado um país muçulmano como os do Oriente Médio e África. As leis são baseadas no código penal com influência Holandesa e não fazem qualquer distinção quanto à crença. Feriados cristãos, muçulmanos e hindus são respeitados pelo governo e população. Apesar de agora serem religiões minoritárias, o hinduísmo e o budismo permanecem definindo influências na cultura indonésia, principalmente em Bali.

É importante saber como a religião está no centro da vida dos balineses e tudo é motivo para oferendas. Montar a cestinha com flores, incenso, frutas ou outros objetos é como tomar água, hábito realizado diversas vezes por dia e motivo da ilha ser super cheirosa. Fazem em casa, no carro, no trabalho, na praia e nos templos. São mais de mil construções que abrigam centenas de festivais e cerimônias anuais. Sendo Ngaben a mais importante como contei no texto Arte e Cultura na Indonésia.

Idioma

Bahasa é a língua oficial do país, mas cada ilha tem seu próprio dialeto. Em uma das visitas ao país, tive a oportunidade de viajar com instagramers indonésios das regiões de Sumatra e Java e foi incrível para compreender melhor a cultura deles. Inclusive, encontramos várias palavras com o mesmo significado em bahasa e português, por exemplo, foto com f.

Dicionário básico de Bahasa:

Quanto? – Berapa?

Bom dia – Selamat paggi
Boa tarde – Selamat sian
Boa noite – Selamat malan

Obrigada – Terima khasi
Por nada – Samá samá

Toilete Feminino – Wanita

Pimentas e especiarias vendidas nos mercados de rua
Pimentas e especiarias vendidas nos mercados de rua

O que comer na Indonésia

Temperos aromáticos, frutas tropicais e variedade de pimenta são ingredientes essenciais na culinária da Indonésia. As receitas variam por região, mas são baseadas em influências chinesas, europeias, árabes e indianas. Arroz é o alimento mais comum acompanhado de carnes e legumes. Entre os pratos nacionais estão o nasi goreng (arroz frito com molho de soja, legumes e ovo), mie goreng (macarrão frito) e o satay (espetinho).

Se pimenta é problema, procure os restaurantes de comida ocidental ou turísticos. Eu gosto do picante desde que não predomine no sabor do prato e passei algum trabalho (pra não dizer fome) quando experimentei os lugares mais tradicionais. Um exemplo surreal foi o almoço no voo para Sorong, até o pãozinho era apimentado e o que salvou foi o fast food do aeroporto.

Os doces são bonitos de ver e sem graça de comer, na minha opinião. As frutas sempre caem bem para refrescar e ajudar na digestão.

Frutas e doces típicos
Frutas e doces típicos
Frutos-do-mar com molho agridoce
Frutos-do-mar com molho agridoce
Café da manhã reforçado com mie goreng (macarrão frito)
Café da manhã reforçado com mie goreng
Nasi goreng com linguiça e ovo no almoço
Nasi goreng com linguiça e ovo no almoço

Leia: Luwak Coffee, o café cagado da Indonésia

Como é o clima e quando ir

A Indonésia possuí clima tropical por estar na linha do Equador. É úmida e com temperaturas na faixa dos 30 graus o ano todo. Há duas estações definidas: chuva e seca, esta última, alta temporada para o surf que vai de maio a outubro. O período de chuvas mais frequentes acontece entre novembro e abril, sendo o maior volume nas regiões montanhosas.

Elephant Temple
Sarong é obrigatório na maioria dos templos

Como se vestir e o que levar

Roupas práticas e leves para aguentar o calor sem deixar a mala volumosa ou pesada (o ideal é não despachar nos voos porque a segurança no desembarque não é das mais confiáveis conforme relatou Juliana). Vale abusar de lenços e cangas para dar um colorido no visual e ter seu próprio sarong ao entrar nos templos.

Alguns destinos pedem que o turista seja mais recatado, pelo menos ao visitar cidades, vilarejos e templos. Na beira da praia é igual a qualquer lugar turístico, independente da religião. Apenas avisam para não circular com pouca roupa pelas ruas internas em respeito aos locais.

Itens essenciais: repelente, protetor solar, canga ou lenço e óculos (alguns itens podem ser comprados ao chegar).

Acesso rápido: Localização | Quanto custa | Documentação |Os locais | Culinária | Idioma | Clima | Transporte | Mapa | Curiosidades | Patrimônios Mundiais | Vulcão e Tsunami

Como se locomover na Indonésia

Tanto o aeroporto internacional de Jakarta, quanto o de Bali, recebem voos de vários países e conectam com todas as regiões da Indonésia. Agora, o melhor transporte vai depender do local. Por exemplo, em Papua usei mais transporte fluvial, em Bali optei pelo motorista privativo ou táxi, bicicleta e charrete foram as escolhas em Nusa Tenggara e excursões em Java porque estava em um grupo.

Aeroporto Internacional Ngurah Rai é um dos principais na Indonésia
Aeroporto Internacional Ngurah Rai, em Bali

Dicas:

Preste atenção ao trânsito na mão esquerda praticado na Indonésia. Para andar de charrete ou bicicleta, devemos circular pelo lado contrário do que estamos acostumados no Brasil.

Em todas as idas voei com as empresas aéreas locais Batik Air, Express Air e Lion Air, além das internacionais Garuda, Tiger, Air Asia, Etihad e KLM.

Mapa da Indonésia

Fuso Horário

+10  horas em relação ao horário de Brasília. Podendo chegar a +12 nas ilhas mais ao leste.

Curiosidades

Em vários lugares da Ásia, nós ocidentais, viramos celebridades por sermos diferentes. Somos facilmente identificados e solicitados para fazer selfies, principalmente pelos turistas javaneses. Paravam minha mãe pelos olhos verdes, eu pelo cabelo curto, meu sobrinho pelo cabelo loiro e assim por diante. Tenho a impressão que eles colecionam selfies de quem é diferente deles.

O chamado banheiro turco é comum. Alguns tem descarga, outros o balde fica ao lado

Não se assuste ou tenha nojo ao se deparar com o vaso sanitário no piso. É bastante comum e até mais higiênico para banheiros públicos por não precisar deixar a pele em contato com o vaso.


Os nomes próprios são dados conforme a ordem do nascimento na família. O primeiro filho será Wayan, Putu ou Gede (conheci vários Wayans). O segundo será Kadek ou Feito. E o terceiro, Nyoman ou Komang. E o quarto é Ketut. Para mais filhos a lista recomeça.

Java é a ilha mais povoada do planeta com cerca de 141 milhões de habitantes.

Conjunto Prambanan, na llha de Java, Indonésia
Conjunto Prambanan, na llha de Java

Turismo nos Patrimônios Mundiais da UNESCO

Quem curte visitar lugares classificados pela UNESCO, vai encontrar 8 atrações na Indonésia, das quais visitei duas (clique nos links para ler os meus relatos). 

  1. Conjunto de Borobudur 
  2. Conjunto de Prambanan 
  3. Parque Nacional de Komodo
  4. Parque Nacional de Ujung Kulon
  5. Sítio dos primeiros homens de Sangiran
  6. Parque Nacional de Lorentz
  7. Património das florestas tropicais ombrófilas de Sumatra
  8. Paisagem Cultural da Província de Bali: o sistema Subak como manifestação da filosofia Tri Hita Karana
Vulcão inativo Monte Sumbing e as ruínas de Borobodur em Java, Indonésia
Vulcão inativo Monte Sumbing e as ruínas de Borobodur

Vulcão e Tsunami na Indonésia

Situado entre as placas tectônicas do Pacífico, Euro-Asiática e Indo-Australiana, a Indonésia é um país com mais de 200 vulcões (100 ainda ativos) e sismos frequentes. Por outro lado, são o motivo do solo fértil e das paisagens incríveis em constante transformação.

Acho que a viagem vale o risco de se deparar com algum desastre natural, até porque não acontece toda hora. Até o momento, nem eu ou amigo próximo presenciamos algo assim enquanto estávamos por lá. Uma dica para tsunami, é se hospedar em lugares altos como Uluwatu, se o destino for Bali.

Acesso rápido: Localização | Quanto custa | Documentação |Os locais|Culinária | Idioma | Clima | Transporte | Mapa | Curiosidades | Patrimônios Mundiais | Vulcão e Tsunami

Fontes: experiências pessoais, Itamaraty e Wikipedia.

© Todos os direitos reservados. Fotos e relato 100% originais.

Roberta Martins

Roberta Martins

Publicitária, geradora de conteúdo sobre turismo, idealizadora deste site, fotógrafa e guia de turismo. Há 13 anos relata suas experiências de viagem focando em cultura e ecoturismo. Saiba mais na página da autora.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.