Como chegar e circular na Ilha do Mel

Como chegar e circular na Ilha do Mel


Início de setembro fui conhecer a Ilha do Mel e vou contar como chegar e circular por lá. É simples e agradável, contudo, o trajeto não é direto nem permitido veículos a motor ou tração animal na ilha. O jeito é caminhar, pedalar ou navegar.

Siga @blogterritorios no InstagramSiga no Instagram

Precisa de pousada? Veja 6 sugestões

Leia todos os artigos sobre o Paraná

 

Por ser uma ilha sem pista de pouso, um trecho é obrigatoriamente feito em embarcação (táxi náutico, barco ou balsa), os outros podem ser por ferrovia e rodovias até Paranaguá ou Pontal do Sul, no litoral do Paraná. As portas de entrada são dois vilarejos: Nova Brasília e Encantadas. Ambos com estrutura em hospedagem, restaurantes, aluguel de bicicletas e transporte em barcos entre um e outro e o continente, sendo o primeiro maior e o segundo mais bonito.

Placas de sinalização nos pontos turísticos e encruzilhadas
Placas de sinalização nos pontos turísticos e encruzilhadas
Carrinhos de mão são usados para transportar a bagagem
Carrinhos de mão são usados para transporte

Como circular na Ilha do Mel

Grande parte da ilha é uma reserva ecológica tombada pelo Patrimônio Histórico e administrada pelo Instituto Ambiental do Paraná, por isso é protegida e com algumas regras para turistas e moradores. Além das proibições no transporte, algumas áreas são fechadas e o acesso é restrito a cinco mil pessoas por dia contabilizados no embarque em Pontal do Sul e Paranaguá. Ou seja, na alta temporada é bom verificar se a ilha não está lotada e garantir a passagem com antecedência.

Não há iluminação pública, ruas ou estradas, apenas trilhas e 25 km de praias em 28 km2 de área. Alguns caminhos só a pé e outros são pelas pedras contornando os morros, porque os manguezais no interior da ilha tornam o percurso complicado. Apenas o acesso ao farol histórico é pavimentado. E quando a maré sobe muito (raro, mas pode acontecer), a ilha se divide em duas partes com a inundação da estreita praia do Istmo.

Acesso ao farol e vista para dois lados da Ilha do Mel com Istmo ao fundo
Acesso ao farol e vista para dois lados da Ilha do Mel com Istmo ao fundo

Durante dois dias e meio, circulei a pé ou de barco por quase tudo e evitei trilhas pelas pedras por estar sozinha. Na mochila andava sempre com água, lanche e lanterna, caso anoitecesse antes de eu voltar à pousada. Algumas praias são desertas e outras tem onde comprar comida, na dúvida sobre qual seria o destino e tempo em cada lugar, achei melhor andar prevenida e com o mapa.

Vista do barco para a Ilha do Mel
Vista do barco para a Ilha do Mel

Como cheguei e quais as opções para a Ilha do Mel

A minha ideia era pegar o trem turístico de Curitiba até Morretes, visitar Antonina e Paranaguá me deslocando em ônibus e no dia seguinte navegar até a Ilha do Mel. No entanto, o trem da frente descarrilhou 20 km antes de Morretes e o meu teve que voltar a Curitiba. Então, na própria Rodoferroviária, peguei um ônibus direto para Paranaguá, mas só cheguei no final da tarde e com chuva. O restante ocorreu como o planejado, passei a noite na Pousada Naturalis, peguei a embarcação pela manhã e dias depois voltei por Pontal do Sul e lá peguei o ônibus de volta para Curitiba. Mesmo com tempo ruim os barcos partem na hora marcada.

Trem pela Serra do Mar Paranaense
Trem pela Serra do Mar Paranaense

Via Terrestre

Partindo de Curitiba:

SERRA VERDE EXPRESS (trem para Morretes) ou VIAÇÃO GRACIOSA (ônibus) partem da Estação Rodoferroviária. O primeiro, somente pela manhã, é contemplativo pela Serra do Mar Paranaense e leva cerca de três horas. O segundo tem vários horários tanto para Pontal do Sul (tempo de 2h15) quanto para Paranaguá (tempo de 1h30). Quem escolhe o trem, deve procurar a Viação Graciosa na rodoviária de Morretes para continuar a viagem até Paranaguá e lá pegar o barco.

Também pode ir de CARRO próprio ou alugado (reserve pela Rental Cars) e deixar nos estacionamentos em Pontal do Sul ou Paranaguá. O caminho é pela BR 277 até Paranaguá ou, 10 km antes, entrar na PR 407 para Pontal do Paraná e de lá pegar a PR 412 até Pontal do Sul.

Partindo do sul do Brasil:

Pela BR 376 até Garuva e entrar na PR 412 rumo a Pontal do Sul.

Embarcações que fazem a travessia
Embarcações que fazem a travessia

Via Marítima

A escolha por Paranaguá ou Pontal do Sul depende do interesse de cada um. Pontal do Sul tem mais horários de balsa e menos de ônibus até Curitiba, mas o trajeto até a ilha leva apenas 30 minutos. Já o percurso por Paranaguá é mais bonito e a cidade fica mais perto de Curitiba.

TÁXI NÁUTICO é a opção mais cara pela flexibilidade de horário. Pode ser agendado com a hospedagem ou direto nos terminais de embarque.

Zarpando de Paranaguá:

A travessia para a Ilha do Mel leva aproximadamente 2 horas em barcos que partem diariamente às 9h e 15h. O valor é R$20.

Zarpando de Pontal do Sul:

Os barcos partem de 30 minutos (alta temporada) a 1 hora entre 8h e 17h30 diariamente. O valor é R$15.

Zarpando da Ilha do Mel:

Para Pontal do Sul os horários são os mesmos do mencionado acima em Nova Brasília. Para Paranaguá, os barcos partem de Encantadas às 7h30 e 16h30 (troca para 10h nos finais de semana pela manhã) e de Nova Brasília às 8h e 17h (troca para 10h30 nos finais de semana pela manhã). Os valores são os mesmos da vinda.

Sinalização e trilhas na Ilha do Mel
Sinalização e trilhas na Ilha do Mel

Tome Nota: Como chegar e circular na Ilha do Mel

Passar a noite em Paranaguá complementa a viagem por ser uma cidade histórica com rica arquitetura e opções de passeios para outras ilhas. Infelizmente, os imprevistos e o mal tempo me atrapalharam, mas a rápida primeira impressão foi boa e deu vontade de voltar.

Fiquei hospedada na POUSADA NATURALIS que é afastada do centro, mas tem uma vista privilegiada na beira de um canal, o mesmo que dá acesso à Ilha do Mel e futuramente terá um trapiche com o transporte direto para todas as ilhas. Fica a poucos metros da avenida por onde passam ônibus para o terminal de embarque e rodoviária de Paranaguá.

A pousada é nova e está em ampliação para oferecer mais atrativos e leitos. Os quartos são confortáveis com diferentes opções de preço conforme o padrão da suíte. Inclusive alguns com acessibilidade, e a internet pega bem. O café da manhã é bom com sucos naturais, pães, frios, bolos e cereais e o atendimento é feito pelos próprios donos. Seu Francisco é um viajante experiente que se preocupa com cada detalhe para os hóspedes se sentirem à vontade.

RESERVE AQUI

O café da manhã na Pousada Naturalis
O café da manhã
Meu quarto na Pousada Naturalis
Meu quarto na Pousada Naturalis

 

 

 

 

 

 

Pacotes de viagem para Morretes e Ilha do Mel:

Tour Ilha do Mel de trem Trem para Morretes e Antonina Trem Morretes e Paranaguá

 

 

A hospedagem foi cortesia.

© Todos os direitos reservados. Fotos e relato 100% originais.

Roberta Martins

Roberta Martins

Publicitária, geradora de conteúdo sobre turismo, idealizadora deste site, fotógrafa e guia de turismo. Há 13 anos relata suas experiências de viagem focando em cultura e ecoturismo. Saiba mais na página da autora.

10 comentários

  1. ÓTIMO CONTEÚDO, BEM EXPLICADO. ATENDEU MINHA NECESSIDADE, PRETENDO CONHECER A REGIÃO NO FINAL DESTE ANO (2019). PARABÉNS.

  2. Olá, muito bom seu posto. Estou querendo ir em setembro tb. Será que pegarei mt frio? Será que conseguirei curtir a praia. Obrigada

    1. Oi Larissa, fui em setembro e peguei praia, mas também chuva como mostra nos outros relatos sobre a Ilha do Mel. Já leu todos?

  3. Boa Noite.confesso a você que estava muito confuso fazendo meu planejamento de passeio para ilha do mel com a esposa,pois a muita informação bem complicada de como chegar até lá.agora fiquei contente com as dicas valiosas que você explicou a acima, e acabou tirando um certo receio de conhecer um lugar tão bonito nesse nosso Brasil.muito obrigado,que você continue fazendo esse belo trabalho a tanta gente.Parabéns…

  4. Valeu as dicas!!! Vou pra lá

  5. Ilha do mel é demais! Faz muitos anos que fui e espero voltar em breve. Boas opções de ondas para o surf!!!

  6. Muito bacana, me ajudou demais explicando exatamente tudo que eu precisava saber!! rs

    Valeu, beijos!

  7. Ainda não conheço a Ilha do Mel, mas até final de ano quero conhecer. Muito legal seu post!

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.