Walking tour no centro

Walking tour no centro


O centro de São Paulo é cheio de particularidades que não vemos na correria do dia-a-dia. Mesmo turistas ficam atordoados com toda a movimentação dos dias úteis. Nos finais de semana, quando não são véspera de data comemorativa, a poeira baixa e a região pode ser descoberta com calma.

Eder lendo a cola
Eder lendo a cola

Logo que vim morar em São Paulo fiz um roteiro a pé que tirei de uma revista e sempre faço trajeto semelhante com os amigos que vem me visitar. Não me canso de repetir, pois percebo mais detalhes ou descubro atrações diferentes a cada vez. Também aproveito para ver as exposições do momento em museus ou centros de cultura. Entre as coisas que mais gosto da capital é sempre ter algo novo acontecendo.

Meu último tour foi diferente, talvez o melhor de todos, fui levada pelos blogueiros do Quatro Cantos do Mundo junto com um pessoal vindo de várias partes do Brasil. Foram 2 trajetos nas manhãs de sábado e domingo com curiosidades detalhadas pelo Eder Rezende. Leia essas explicações no blog.

O texto continua após os serviços recomendados no destino.

AGILIZE SUA VIAGEM
Veja opções de tours e transfer em Campos do Jordão e Ilhabela

Pretende alugar um carro? Veja na Rent Cars

Ainda falta reservar hospedagem? Veja os hostels mais legais

Walking tour no centro de São Paulo

Teatro Municipal
Teatro Municipal
Edifício Itália
Edifício Itália

ROTEIRO 1 – sábado

O ponto de encontro foi no Metrô República às 9h. Saindo pela Praça da República vimos a feira de artesanato, que acontece aos sábados, e passamos na frente de prédios famosos como o Edifício Itália (um dos mais altos do Brasil com uma bela vista), o Edifício Copan (projetado por Oscar Niemeyer), o Teatro Municipal e o Shopping Light, já na Praça Ramos. Seguimos pelo Viaduto do Chá e avistamos a Prefeitura de São Paulo, uma construção com um jardim no topo que sempre achei bonito, tenho vontade de subir um dia para ver por dentro.

Feira na Praça da República
Feira na Praça da República
Praça da Sé, Centro, São Paulo, SP - Brasil
Praça e Catedral da Sé

Da Praça do Patriarca fomos até o Pátio do Colégio, onde São Paulo começou em 1554. Aqui pedia uma parada para um café, descansar no jardim ou conhecer o museu, mas ficamos só nas fotos. Em seguida veio a parte que eu não conhecia, a CASA DA IMAGEM e casa da Marquesa de Santos. A primeira é um espaço que exibe a história da cidade em fotografias. Além das exposições, possuí um grande acervo digital para consultas no local.

Pátio do Colégio
Pátio do Colégio

Continuamos até a Praça da Sé para ver o Marco Zero do Estado de São Paulo e a Catedral da Sé. A rua logo atrás já é o bairro Liberdade e, como a fome já estava batendo, aproveitamos para comer em um buffet oriental. Opções não faltam nessa região.

ROTEIRO 2 – domingo

Cheguei 10h na Estação da Luz e direto para o museu que adoro encontrar os viajantes. O MUSEU DA LÍNGUA PORTUGUESA sempre tem exposições interessantes sobre grandes escritores do nosso idioma, além de um andar inteiro contando a história da língua Portuguesa de forma interativa. Nesse dia a atração principal era Jorge Amado, um jeito diferente e marcante de conhecer vida e obra do autor.

Exposição Jorge Amado
Exposição Jorge Amado

Estação da Luz
Estação da Luz

Depois de algumas horas interagindo com a literatura, passamos em frente ao Parque da Luz e a Pinacoteca, outro museu especial. Seguindo em direção ao Largo São Bento, entramos no hall da Sala São Paulo, casa da famosa Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo que um dia ainda vou assistir. Um espetáculo estava acabando e todos saiam com uma cara boa, fiquei com mais vontade ainda.

Vista do Viaduto Santa Efigênia
Vista do Viaduto Santa Efigênia

Passamos pelas vazias ruas da Santa Efigênia (domingo é assim) e pelo viaduto de mesmo nome. Observamos o primeiro arranha céu da cidade, o Edifício Martinelli, e chegamos no Mosteiro São Bento, que dizem valer a visita de manhã cedo para ouvir o canto gregoriano e comprar delícias na padaria dos monges beneditinos. Nunca consegui chegar cedo, mas já provei os quitutes feitos pelos monges e recomendo. Quase no destino final passamos pela Bolsa de Valores e antigo prédio do Banespa. Esse último é outro que quero subir até o topo para ver a cidade, mas só abre durante a semana das 10h às 15h.

Primeiro arranha céu da América Latina
Edifício Martinelli


Mosteiro de São Bento
Mosteiro de São Bento

E o passeio terminou com um farto almoço no Mercadão. Entre chopes, pastéis, bolinhos e sanduíches super recheados, ficamos horas falando sobre viagens.

Os sanduíches do Mercadão
Os sanduíches do Mercadão

Tome Nota Encontro dos Viajantes

Encontros de viajantes tem acontecido em todo país reunindo uma galera animada e conectada. Aqui em São Paulo o blog Quatro Cantos do Mundo promove palestras sobre destinos mensalmente há mais de 2 anos. Em outubro será minha vez de falar sobre Torres del Paine.

No próximo final de semana é o Intrip que promove no Rio de Janeiro um final de semana com palestra, tour fotográfico e feijoada.

Siga @blogterritorios no Instagram

Já segue @blogterritorios no Instagram?

Informações dos museus

MUSEU DA LÍNGUA PORTUGUESA pegou fogo e aguardamos o restauro. Fica ao lado da Estação da Luz.

CASA DA IMAGEM funciona de terça a domingo das 9h às 17h com entrada franca. O endereço é perto da Praça da Sé, na rua Roberto Simonsen, 136-B.

Leia as impressões do mesmo passeio no Diário de Mochileiro e Eu vou de Mochila.

Pegue os trajetos no Google Maps Roteiro 1 e Roteiro 2

Veja outros artigos sobre walking tour:

Curitiba é doce!

Era uma vez o Reino da Suazilândia

Descobrindo o centro do Rio

© Todos os direitos reservados. Fotos e relato 100% originais.

Roberta Martins

Roberta Martins

Publicitária, geradora de conteúdo sobre turismo, idealizadora deste site, fotógrafa e guia de turismo. Há 13 anos relata suas experiências de viagem focando em cultura e ecoturismo. Saiba mais na página da autora.

5 comentários

  1. Muito legal esse dia com todos vcs. 🙂 Quando voltar em SP quero repetir…

    Olha, esse sanduíche de mortadela deu água na boca 🙂

    Bjs

    Junior

  2. O meu foi de filet com tomates secos e estava maravilhoso. Mas sempre fico com vontade de comer os bolhinhos de abóbora ou bacalhau. Vamos fazer outros sim, que tal uma das trilhas que escrevi em outro post?

  3. E olha q o sanduíche estava bom mesmo, Luiz. Foi minha primeira vez no mercadão e a primeira com esse big lanche de mortadela tb. Super recomendado e parabéns pelo post, Rô! bjs

  4. Ahhhh foi mto legal esse final de semana Ro, temos que fazer de novo hein!

    bjão,
    Jonathan Padua

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.