Viagem de Trem Brasil - São João del Rey a Tiradentes

Viagem de trem no Brasil


O melhor de uma viagem de trem é ver paisagens por um ângulo único e, às vezes, tão próximo da natureza que chega a dar frio na barriga. Aqui no Brasil algumas linhas turísticas vêm com um charme extra que mexe com o imaginário de qualquer viajante. Locomotivas a vapor, estações antigas e uma voz nos guiando através dos cenários, faz não só compreender a nossa história como se sentir parte dela de um jeito inesquecível. Relato agora as viagens que eu já fiz e listo quais pretendo fazer em breve.

Viagem de trem no Brasil

Siga @blogterritorios no InstagramSiga no Instagram

 

A primeira vez que fiz uma viagem de trem não foi agradável. Parti de Campo Grande para Corumbá, no Mato Grosso do Sul, em trem normal de passageiros e até cabrito tinha! Galinhas soltas, o barulho, os cheiros e o tempo do trajeto me incomodaram bastante e eu era apenas uma pré-adolescente nada exigente. Anos depois fui para Europa e a impressão mudou completamente. Lá os trens evoluíram até o rápido trem-bala, todos são confortáveis, seguros, silenciosos e te levam para qualquer país no continente.

O passeio pode ser lindo e misterioso conforme o clima
O passeio pode ser lindo e misterioso conforme o clima

Isto me fez dar uma nova chance ao transporte brasileiro e despertou o meu interesse pelo passeio turístico de trem. Além da viagem, algumas linhas oferecem degustações ou refeições, paradas em pontos turísticos, guia de turismo e atrações exclusivas. Pode colocar a cabeça pra fora pra tirar selfie e sentir o vento na cara, só não pode se importar com o tempo gasto no trajeto. Aproveite para relaxar e desacelerar curtindo paisagens rurais, serranas e urbanas.

“A paisagem vista de um trem não é nunca dramática, observá-la descansa os estressados e chateia os que não se cansam.” Javier Marías do livro Cartel de Viaje de Tren

Viagem de trem: 3 passeios no Brasil

Cabeça pra fora em busca das melhores fotos
Cabeça pra fora em busca das melhores fotos

Trem da Serra do Mar, de Curitiba para Morretes (PR)

A linha mais famosa do Brasil passa por uma ferrovia, de 130 anos, atravessando uma das áreas mais preservadas da Mata Atlântica. São 110 quilômetros feitos em cerca de quatro horas, mas vale a pena mesmo sem sol. A ferrovia passa por viadutos, túneis, muitas curvas, uma cachoeira de 70 metros e pelo Parque Estadual do Marumbi. Sem contar a vista panorâmica da Serra da Graciosa que não deu pra ver no dia porque uma névoa deixou um ar de mistério e a imaginação do grupo bem soltinha.

Estava participando do Curitiblogando com blogueiros de viagem divertidíssimos. Enquanto todos se programaram para almoçar o tradicional barreado e voltar, eu me organizei para um fazer um roteiro sonhado há bastante tempo. Descer a Serra da Graciosa de trem até Paranaguá e pegar um barco para uns dias de praia na Ilha do Mel.

Cercados pela mata atlântica
Cercados pela umidade da mata atlântica

 

Nosso grupo no vagão executivo
Nosso grupo no vagão executivo

Consegui com algumas alterações e imprevisto. Primeiro descobri que o trem não vai mais até Paranaguá, mas tem ônibus com frequência que leva até o porto. Depois, faltando apenas 10 quilômetros pra chegar a Morretes, o trem da frente descarrilou e fomos obrigados a voltar para Curitiba sem almoço. Ainda bem que nosso pacote incluía lanche e um guia que nos explicava tudo. Da rodoferroviária peguei um ônibus e cheguei rapidinho em Paranaguá. Como a paisagem da ida e da volta são a mesma, sugiro descer a serra de trem e voltar pra Curitiba de ônibus.

Horários: o trem parte diariamente às 8h15 da rodoferroviária de Curitiba para Morretes. E volta às 15h de Morretes para a capital, mas é melhor consultar o site da Serra Verde Express porque os horários podem mudar. A rodoferroviária fica na av. Pres. Affonso Camargo, 330.

Ingresso: são várias opções de pacotes para viajar de forma independente ou com tudo incluso na Serra Verde Express. Tem até viagens de luxo aos finais de semana e traslado para pegar no hotel. Viajei de executiva com cadeira estofada, guia de turismo e lanche de bordo. E recomendo comprar com antecedência se for época de férias ou feriados.

Estação de trem em Tiradentes
Estação de trem em Tiradentes

Trem Turístico São João del Rey – Tiradentes (MG)

O trajeto entre as cidades históricas de Minas Gerais é feito em locomotiva maria fumaça considerada a mais antiga do mundo em funcionamento ininterrupto. Percorre 12 quilômetros da antiga Estrada de Ferro Oeste de Minas, inaugurada pelo Imperador Dom Pedro II em 1881, passando por rios, fazendas e a Serra de São José durante 30 minutos.

É uma das atrações do Caminho Velho da Estrada Real e também fiz com amigos blogueiros divertidos. Desta vez não houve contratempos, mas gostaria de ter ficado mais horas em São João del Dey. Só deu tempo de visitar a Igreja São Francisco de Assis na correria. E uma dica é sentar ao lado direito para um visual mais natureza selvagem, fazendas predominam do outro lado.

Nosso grupo Estação de Tiradentes
Nosso grupo Estação de Tiradentes (Foto: Fabio Pastorello)

 

Os trilhos em Tiradentes
Os trilhos em Tiradentes

 

Paisagem rural em viagem de trem
Paisagem rural
Horários: saídas aos finais de semana a partir de sexta-feira.

Ingresso: somente na estação de trem na Av Hermillio Alves, 366, em São João Del Rey. Local do Museu Ferroviário.

Trem do Vinho, de Bento Gonçalves para Carlos Barbosa (RS)

O passeio de 23 quilômetros conta como foi a chegada dos imigrantes italianos na Serra Gaúcha. Começa em Bento Gonçalves, passa por Garibaldi e termina em Carlos Barbosa cerca de duas horas depois.

Este fiz há muitos anos e hoje tem opções mais variadas de experiência. A que parece como diferencial às viagens mencionadas acima é Maria Fumaça + Epopeia com atrações musicais e degustações de queijos e vinhos. E ainda dá pra se caracterizar e tirar fotos antigas.

Horários: são duas saídas diários (manhã e tarde) que podem ser combinadas com outros passeios como a Epopeia.

Ingresso: Touron oferece 4 pacotes e busca em Gramado e Canela. O local de partida do trem é na rua Duque de Caxias, s/n.  

 

Viagem de trem: 9 passeios pra fazer

  1. Trem da Serra da Mantiqueira, de Passa Quatro para Manacá (MG)
  2. Trem da Vale, de Ouro Preto para Mariana (MG) em locomotiva de 1949
  3. Trem das Águas, de São Lourenço para Soledade de Minas (MG) em locomotiva de 1928
  4. Trem das Montanhas, de Viana para Domingos Martins (ES)
  5. Trem das Termas, de Pirituba (SC) para Marcelino Ramos (RS)
  6. Trem dos Ingleses, trecho na cidade de Paranapiacaba (SP)
  7. Trem do Pantanal, de Campo Grande para Miranda (MS)
  8. Trem Cultural dos Imigrantes, dentro da cidade de São Paulo (SP)
  9. Trem Maria Fumaça, de Campinas a Jaguariúna (SP)

Agora me diz no comentário se já fez algum ou quais tem vontade de fazer?

Mais fotos da viagem de trem pela Serra do Mar:

Viagem de Trem Curitiba - Morretes

Vento na cara apreciando a paisagem

Viagem de Trem Curitiba - Morretes Viagem de Trem Curitiba - Morretes Viagem de Trem Curitiba - Morretes Viagem de Trem Curitiba - Morretes Viagem de Trem Curitiba - Morretes

Único registro com a luz do sol
Único registro com a luz do sol

© Todos os direitos reservados. Fotos e relato 100% originais.

Roberta Martins

Roberta Martins

Publicitária, geradora de conteúdo sobre turismo, idealizadora deste site, fotógrafa e guia de turismo. Há 13 anos relata suas experiências de viagem focando em cultura e ecoturismo. Saiba mais na página da autora.

4 comentários

  1. Faltou Guararema – SP

    1. Olá Voz, desconheço. Por favor, me conte mais sobre essa linha para eu inserir no texto

  2. Já fiz o passeio de Maria Fumaça que vai de Campinas até Jaguariúna e adorei. 🙂

    1. Que legal Adriano, espero fazer em breve e relatar a experiência por aqui

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.