Wave Rock, rocha com formato de onda na Western Australia

Uma pedra de surfar


Na cidade de Hyden, situada 350 km de Perth, fica uma grande pedra em formato de onda quebrando — a Wave Rock. Um penhasco de granito com 15 metros de altura e 110 de comprimento que os cientistas acreditam ter levado 2,7 bilhões de anos para ser formada pelo clima, água e erosão química. É a pedra mais antiga da Austrália. E só um pedaço da imensa Hyden Rock está visível. Ou seja, é paraíso para os geólogos.

Siga @blogterritorios no InstagramSiga no Instagram
Leia todos os artigos sobre a Austrália
Precisa de seguro?
Pegue o cupom de desconto
Vai alugar um carro?
Faça a reserva aqui
Falta reservar hotel? Veja onde me hospedei

Surfando na Wave Rock
Surfando na Wave Rock

Wave Rock e arredores

Estar na pedra foi muito divertido, todos ficavam tentando subir nela para tirar fotos surfando. O que não é fácil, é bem inclinada, escorregadia e não tem onde segurar. Ao redor existem algumas trilhas leves, a mais longa tem 3,6 km. E na entrada do parque tem o Centro de Informações Turísticas e algumas atrações como:

Leandro interagindo com cacatoa
Leandro interagindo com cacatoa

Canguru Albino
Canguru Albino

THE LACE PLACE

É um museu de noivas com vestidos antigos e novos.

TOY SOLDIER COLLECTION

Museu de brinquedos com mais de 10 mil peças.

THE WILDLIFE PARK

Neste eu entrei para ver os cangurus albinos, é um zoológico pequeno com animais nativos e muitos pássaros, alguns carentes que conversam e outros que querem te morder. Achei um tanto descuidado, mas por A$8 valeu a visita, se comparado aos caríssimos zoológicos australianos.

Tentando subir na Wave Rock
Tentando subir na Wave Rock

Curioso é um muro em cima da Wave Rock com 1827 km ligando Esperance a Port Hedland. Foi uma obra construída desesperadamente para conter a praga nacional de coelhos em 1900. Mais uma introdução desastrosa do homem que prejudicou o meio ambiente e a agricultura local.

Caminhando na Humps
Caminhando na Humps

HUMPS é outro granito gigante perto dali. Dá para fazer trilhas e visitar a MULKA’S CAVE, uma caverna cheia de marcas de mãos feitas por aborígenes com algumas lendas. Na região também existem outras pedras com formatos diferentes e alguns atrativos.

Making of das fotos surfando
Making of das fotos surfando

Placa numa trilha da Wave Rock
Placa numa trilha da Wave Rock

Vale a pena ir até Wave Rock?

Não recomendo fazer o que fiz, dirigir 800 km com o objetivo principal de ver a Wave Rock. Teriam outros lugares interessantes mais perto de Perth que deixei de conhecer por falta de tempo e transporte público. Este foi o único final de semana que tínhamos amigos com carro para viajar e acabamos escolhendo o mais distante. Acho que vale passar por aqui quando é rota para outro lugar como Esperance ou Outback. Ou vir com mais tempo para curtir o clima das fazendas, conhecer mais pedras estranhas e as cidades pequenas e típicas. A primavera parece ser a melhor época, dizem que o Golden Outback ganha vida com campos cheios de flores silvestres e orquídeas.

Lua quase minguante entre as nuvens
Lua quase minguante entre as nuvens

Percorrendo as estradas do Cinturão do Trigo vimos belas paisagens nas fazendas com campos dourados, cruzamos no meio de cidades de uma só rua e na volta passamos por uma fazenda de criação de emus que tinha alguns cangurus no meio. Sempre acompanhados por uma lua semi cheia iluminando o caminho.

Televisão de cachorro
Televisão de cachorro

Churrasco australiano
Churrasco australiano

Veja todos os textos sobre esta viagem no post Índice – Mochilão Austrália

 

Tome Nota Hyden

Hospedagem: TRESSIE’S CARAVAN PARK fica na estrada em Karlgarin. Fone 98895043. Antes de sair de Perth ligamos para algumas opções (é o mais indicado a fazer nessas cidades pequenas para garantir um colchão) e os preços estavam salgados até que encontramos este com cabines para 2 pessoas por A$24. Lugar limpo, novo e bem cuidado por um senhor que deve estar na casa dos 80. Caravan Parks são lugares para ficar no trailer ou, em alguns, cabines. Oferecem cozinha cheia de utensílios, banheiro e churrasqueira compartilhados. A cabine é pequena com beliche, mesa e armário. Tem que levar saco de dormir ou pagar A$50 pelas cabines com roupa de cama, cobertor, TV e microondas.
Na recepção tem um museu com velharias de colecionador que vão desde caixinha de biscoito à máquina de costura e ferramentas de fazenda.

Restaurante: WAVE ROCK MOTEL foi o único lugar aberto onde encontramos algo para comer no sábado (RESERVE HOSPEDAGEM NO MOTEL). Fica em Hyden e funciona entre 11h30 e 2h e das 6h as 9h da noite. Jantar aqui foi uma agradável surpresa tipicamente australiana. Tinha um buffet e uma vitrine com cortes de carnes cruas e preços variados. Escolhemos a carne, pegamos o pedaço cru e fomos preparar na churrasqueira elétrica que ficava no meio do restaurante. Podia fazer na grelha ou na chapa. Eram várias pessoas utilizando ao mesmo tempo, inclusive, tinha até um quadro explicando como preparar e deixar no ponto preferido. Só haviam australianos e alguns quiseram nos ensinar a fazer o churrasco! A carne é ótima, mas os gaúchos ainda fazem melhor!

Pacotes de viagem para Wave Rock: encontrei um, a partir de Perth, com a Get Your Guide.

Conheça roteiros nos sites Wheat Belt tourism e Australias Golden Outback 

A cabine para dormir
A cabine para dormir
Guia de viagem sobre a Oceania

15 experiências sensacionais em 36 páginas cheias de dicas, vivências e fotos. Tudo vivido e relatado por quatro viajantes em épocas diferentes. Adquira o pdf Grandes Experiências Oceania aqui. >>

© Todos os direitos reservados. Fotos e relato 100% originais.

Roberta Martins

Roberta Martins

Publicitária, geradora de conteúdo sobre turismo, idealizadora deste site, fotógrafa e guia de turismo. Há 12 anos relata suas experiências de viagem focando em cultura e ecoturismo. Saiba mais na página da autora.

1 comentário

  1. Dá pra praticar AIR SURFER ai que nem se pratica AIR GUITAR!

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.