Stanley Park

Um dos maiores parques do mundo

Stanley Park  é o maior parque de Vancouver e um dos maiores do mundo.

Read in English

Stanley Park

Stanley Park é o ponto turístico mais visitado e, sem dúvida, meu lugar favorito da cidade. Isto porque lá você pode desde fazer um piquenique sem pressa junto de algumas das vistas mais lindas da metrópole, até vislumbrar parte do registro histórico das primeiras nações canadenses por meio de totens distribuídos pelo espaço ou aproveitar uma de suas praias.

Outra atividade recomendada e muito apreciada é alugar uma bicicleta ou patins e percorrer o entorno do parque, com 8,8 km de  circunferência. No Stanley Parque fica localizado o Vancouver Aquarium, com espécies animais de diferentes trópicos e que promove a preservação e a educação ambiental. É uma programação imperdível para toda a família!

Precisa alugar carro? Veja na Rental Cars

Saia do Brasil conectado com o chip de celular da EasySim4U

A famosa Capilano Bridge
A famosa Capilano Bridge

Outros pontos que valem ser visitados em Vancouver:

GRANVILLE ISLAND: É aqui que fica o Granville Public Market com especiarias, alimentos frescos, lojas de artesanato, restaurantes.

CAPILANO BRIDGE: Parque que tem como principal atração a ponte suspensa de madeira que serviu de cenário de filme da série Indiana Jones.

DEEP COVE: Parque próximo de Vancouver.

CANADA PLACE: Local construído por ocasião da Expo 86.  É ponto de referencia da cidade.

  • TOME NOTA
Pode-se caminhar com tranquilidade e segurança nas ruas de Vancouver. No entanto, recomenda-se evitar o Stanley Park à noite, especialmente as trilhas no interior do parque.

ENCONTRE HOTEL EM VANCOUVER | LEMBRE DO SEGURO VIAGEM

Leia mais sobre Vancouver:

Atividades para todas as estações do ano

© Todos os direitos reservados. Fotos e relato 100% originais.

Carol Leal

Carol Leal

Jornalista, doutora em Ciências Sociais pela PUC-RS. Não se considera uma mochileira, mas nem tão pouco uma "piriguete dos embarques"... podemos dizer que planejamento e pechincha em viagens é com ela mesmo. Seis meses antes já tem tudo programado: da passagem reservada ao mergulho cultural para não fazer feio nas interações. Claro que isso não evitou uma série de "pagações de mico" e outras histórias hilárias, o que deu um tempero extra às diversas aventuras. Para Carol, viajar é como uma terapia... é um encontro com o auto-conhecimento, de vislumbrar novas sensações, experiências e amizades para toda a vida.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.