Uluwatu

Uluwatu exibe os cenários mais bonitos em Bali

Bali é bem maior e com mais atrativos do que eu imaginava. Mesmo viajado três vezes para o destino mais famosa da Indonésia, não deu pra conhecer nem metade. Mas entre todos os visitados, Uluwatu foi o lugar mais bonito e mais completo. Bom para quem gosta de praia, natureza e surf, além de manifestações culturais e templos.

Templo de Uluwatu
Templo de Uluwatu
Cavernas com acesso ao mar em Blue Point
Cavernas com acesso ao mar em Blue Point

NÃO VÁ PRA BALI SEM SEGURO VIAGEM. PEGUE O DESCONTO AQUI

Estava hospedada em Nusa Dua e aproveitei pra conhecer o sul da ilha de Bali em um dia. Chamei um guia motorista, mostrei alguns pontos de interesse e combinamos o que seria possível visitar considerando o trânsito e as distâncias. Ele sugeriu chegar no máximo até Uluwatu e aproveitar bem a península de Bukit. Aceitei e valeu a pena.

Paramos nas praias mais famosas de Nusa Dua e no Water Blow Bali no caminho até Uluwatu. Ao chegar, começamos pelas praias e terminamos com um pôr do sol nublado no Templo de Uluwatu.

LEIA: O MELHOR CUSTO BENEFÍCIO NO TRANSPORTE EM BALI

Uluwatu: o que fazer

Vista em Blue Point
Vista em Blue Point

Praias na alta temporada de surf

De maio a outubro surfistas invadem as praias de Uluwatu em busca das melhores ondas e eu estava lá pra ver o início desta empolgação. Encontrei vários brasileiros e cenários espetaculares.

Um mar verde, altas ondas e muitos bares vistos do alto do penhasco. Esta foi a primeira visão de Blue Point. Lindo e animado, mas só dá pra pegar praia na maré baixa porque é preciso descer por uma complexa escadaria até alcançar as cavernas com acesso ao mar. O último trecho é assustador porque a descida é íngreme e as ondas começavam a invadir o espaço da areia. Surfistas fissurados passavam por mim correndo com suas pranchas e eu seguia com cautela. Cuidei o movimento do mar e fui chegado perto aos poucos.

Todos os bares tem vistas maravilhosas em Blue Point
Todos os bares tem vistas maravilhosas em Blue Point

Alguns lugares são mais abertos, outros tive que murchar a barriga para passar pelas pedras. É como um labirinto e a cada esquina ia encontrando mais gente, adultos e crianças curtindo a adrenalina de estar ali, seja pelo visual, seja pelo receio de uma onda forte jogar todos contra as pedras. Nada aconteceu, no entanto, tratei de subir a escadaria no primeiro sinal da mudança na maré. Perto dali fica Padang Padang, onde as ondas continuam fortes, mas a areia é bem mais tranquila pra curtir uma praia.

Silhuetas no Templo de Uluwatu
Silhuetas no Templo de Uluwatu
O mar lá em baixo
O mar lá em baixo

Templo de Uluwatu

Saia comprida ou sarong são obrigatórios para visitar os templos em Bali
Saia comprida ou sarong são obrigatórios para visitar os templos em Bali

Um dos templos mais visitados de Bali se chama Pura Luhur, embora a maioria conhece como Templo de Uluwatu. Construído sobre penhascos para proteger a ilha dos maus espíritos vindos do mar. É preciso comprar ingresso, vestir o sarong (canga) e cuidar os ladrõezinhos (os macacos). Como estava vestindo saia comprida, me deram apenas uma faixa para amarrar na cintura. E aqui deixo a dica de levar uma canga ou andar de saia longa como eu fiz. O calor em Bali é quase insuportável e não pareceu agradável ficar vestindo os sarongs usados por um monte de turistas suados.

CONHEÇA OUTROS TEMPLOS EM BALI

Macacos sem vergonha
Macacos sem vergonha

Uma escadaria entre ruinas leva para o alto onde a paisagem impressiona pela altura e silhuetas dos templos. Todos fazendo selfie e muçulmanas de Java pedindo para tirar foto comigo e com minha mãe. Ela por ter olhos verdes e eu pelo cabelo curto. Mas quando eu pedia pra fotografar elas, não curtiam e se mostravam envergonhadas.

No fim da tarde acontece diariamente o Kekak, um show de dança contando uma passagem hindu. Na dúvida entre pagar para assistir o teatro ou o pôr do sol, fiquei com o espetáculo do sol ouvindo a música da dança. O tempo nublou e a diversão foi ver turistas indignados com seus pertences roubados pelos macacos. Eles são muito debochados, sobem na tua cabeça para pegar óculos, tiram comida da tua mão e riem na tua cara. Melhor guardar os acessórios na bolsa e cuidar para eles não pegarem.

O palco onde acontece o Kekak
O palco onde acontece o Kekak

Tome Nota

Entrar no TEMPLO DE ULUWATU custa cerca de 2 dólares e a placa na entrada traz um aviso desconfortável para nós mulheres. Quando menstruadas, só podemos chegar até as escadarias do templo. Pelo menos não há ninguém conferir.

ENCONTRE MAIS DE 300 HOTÉIS NESTA PRAIA

Hotel em Bali: Uluwatu é um local seguro em caso de tsunamis por ser uma região alta. A oferta em hospedagem é grande, mas quem procura luxo deve ficar em Nusa Dua onde se concentram as melhores redes de hotéis.

Mais fotos de Uluwatu:

Blue PointBlue PointBlue PointBlue PointBlue PointRoberta Martins selfie

©Todos os direitos reservados. Fotos e relato 100% originais.

Roberta Martins

Roberta Martins

Publicitária, geradora de conteúdo sobre turismo, idealizadora deste site e fotógrafa. Há 12 anos relata suas experiências de viagem focando em cultura e ecoturismo.

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.