Roberta Martins nos Tours personalizados no Awasi Atacama

Tours personalizados no Awasi Atacama


Exclusividade é o ponto alto do Awasi conforme relatei na experiência de hospedagem. E hoje mostro como foram os tours personalizados no Atacama passando por Vilama, Quebrada del Diablo, Cordillera de la Sal, Vale de Catarpe, Quebrada de Quezala e Salar de Tara.

Reunião para definir o roteiro na frente do mapa
Reunião para definir o roteiro na frente do mapa

Primeiro acontece um bate papo com o guia para definirmos o roteiro completo da estadia com base em opções pré-definidas. Como estávamos em duas cabanas, tínhamos dois carros à disposição e duas pessoas para nos guiar. Eles sugeriam atividades compatíveis aos interesses do grupo ou individuais porque poderíamos seguir para até duas atividades diferentes ao mesmo tempo. Optamos por sairmos juntos no primeiro passeio, até pela necessidade de se aclimatar a altitude e eles avaliarem o nosso condicionamento físico para possíveis alterações. Mas seguimos o roteiro inicial que misturava as opções oferecidas e foi maravilhoso.

Túnel na Quebrada del Diablo
Túnel na Quebrada del Diablo

Tours personalizados no Awasi Atacama

Vilama, Quebrada del Diablo, Cordillera de la Sal e Vale de Catarpe

Quatro atrações naturais em uma manhã parece muito, mas fomos caminhando sete quilômetros tranquilamente passando uma após a outra com paradas para explicações sobre o entorno. O motorista nos deixou em Vilama no meio da manhã e no início da tarde estaria nos esperando no Vale de Catarpe.

Subida em Vilama
Subida em Vilama

Vilama

Começou com uma subida íngreme, mas a altitude não passou dos 2500 metros de altura e ninguém teve problemas com isso. No alto uma caminhada plana com vista para alguns vulcões e a primeira surpresa do Atacama, arte rupestre de mais de 5 mil anos que eu não esperava encontrar no deserto. Eram desenhos de lhamas, cruzes e sacerdotes deixando claro que ao menos três civilizações tinham deixado sua marca naquelas rochas, inclusive os primeiros europeus.

Ótimas explicações de Alexandro
Ótimas explicações de Alexandro

A visibilidade estava ótimo, contudo o guia não concordou, disse ser possível visualizar uns 50 quilômetros quando está totalmente limpo. E imaginei como deve ser ainda mais incrível de fotografar esta paisagem.

Início da Quebrada del Diablo
Início da Quebrada del Diablo

Quebrada del Diablo

Cordillera de la Sal
Cordillera de la Sal

Uma pequena decida e dava pra ver um mar de colinas alaranjadas, estávamos entrando na Quebrada del Diablo. Um cânion onde as paredes vão crescendo conforme adentramos pelo caminho demarcado, ou melhor, o leito de um rio que fica seco a maior parte do ano. Quando chove vai abrindo caminhos entre a argila e gesso formando túneis cenográficos.

Cordillera de la Sal

A Cordillera de la Sal se apresenta em seguida, quando notamos as manchas brancas nas rochas. Era o sal formando cristais e desenhos nas colinas. Neste ponto começam a surgir alguns ciclistas e deu vontade de também estar de bicicleta, seria uma possibilidade se tivéssemos feito o caminho inverso retirando Vilama do itinerário. Mas perderíamos as artes rupestres e a exclusividade de sermos os únicos turistas no passeio.

Vale del Catarpe
Vale del Catarpe

Vale de Catarpe

Lanche pós trilha
Lanche pós trilha

Então o deserto mais árido do mundo fica colorido com a vegetação em tons de amarelo e verde, era o princípio do Vale de Catarpe. Em poucos metros avistamos os carros com lanche nos esperando e bicicletas! Deu para matar a vontade em uma rápida volta só pra sentir o clima.

Cervejas, água, bolachas, frutas, cereais e chocolate caíram bem depois de caminhar no sol do meio dia. Mas era apenas aperitivo, pois voltamos para almoçar no hotel.

Arte Rupestre em Quebrada de Quezala
Arte Rupestre em Quebrada de Quezala

Quebrada de Quezala

Trilha em Quebrada de Quezala
Trilha em Quebrada de Quezala

A tarde seguimos rumo a Toconao para mais uma trilha dentro de um cânion. Descemos o penhasco e fizemos apenas um trecho com muitas paradas, afinal era uma verdadeira galeria de arte a céu aberto. Centenas de petroglifos de diferentes épocas chegam a 7 mil anos se sobrepondo uns aos outros.

Vicunhas predominavam nos desenhos junto com flamingo, puma, cachorro e lhama. E em carne e osso, ovelhas nos observavam do alto do paredão. De novo, nosso grupo era o único de turistas na região.

Arte rupestre no Atacama Arte rupestre no Atacama

Coquetel no final da trilha
Coquetel no final da trilha

Arte rupestre no Atacama Arte rupestre no Atacama

 

A sombra tomava conta de quase todo o interior do cânion quando subimos para voltar aos carros. E lá em cima o cenário estava bárbaro! Montanhas e vulcões estavam laranja vivo por causa da inclinação do sol, era hora dele se pôr no primeiro espetáculo do Atacama. Tudo regado a vinho chileno e aperitivos.

Ovelhas nos observando
Ovelhas nos observando

Leia Foto da Semana #202 Arte Rupestre

Lagoa de Tara
Lagoa de Tara

Salar de Tara

Salar de Tara está entre os passeios mais bonitos e altos do Deserto do Atacama. É preciso viajar algumas horas de carro e subir até 4800 metros de altura para apreciar as Catedrais de Tara, o Salar, os flamingos e o totem com perfil de índio no caminho. Além de enfrentar o frio cortante desta altitude.

No final da caminhada um almoço nos esperava com a mesa montada e mais vinho chileno. Pela distância foi passeio de um dia e, como Thaís já conhecia, nos separamos. Eles foram fazer uma trilha mais pesada enquanto nós fomos enfrentar a altitude.

Catedrais de Tara
Catedrais de Tara

Leia Trilha pelas maravilhas do Salar de Tara

Machuca – Rio Grande

Thaís e Alan fizeram o tour para ver fauna e flora e exercitar as pernas subindo e descendo pedras a 4000 metros de altura. Chegaram empolgados depois de 12 km difíceis de caminhada e fiquei com bastante vontade de ter feito. Quem sabe na próxima… Quando eles escreverem a experiência, insiro o link aqui.

Tome Nota Tours personalizados Awasi

Mapa das excursões
Mapa das excursões

Estas foram as opções de tours escolhidos por nós em dois dias de hospedagem. A lista do hotel é grande com quase 50 excursões a pé, a cavalo, em bicicleta ou de carro que podem ser moldadas conforme o desejo de cada um. Os passeios incluem lanches, coquetéis ou almoços conforme a duração.

Para as trilhas oferecem bastão de caminhada e eu recomendo sempre que houver descidas.

AWASI é um hotel com arquitetura típica atacameña perto do centro de San Pedro de Atacama. Membro do RELAIS & CHATEAUX, segue o conceito de se sentir em casa nos pequenos e grandes detalhes como cada suíte ter seu carro com motorista à disposição até os bonequinhos na mesa de jantar.
CONSULTE VALORES EM REAIS AQUI

Catedrais de Tara
Um carro 4×4 por suíte no Awasi Atacama

#JustFunChile é um projeto de Territórios e As Peripécias de uma Flor. Contamos com o apoio de hotéis e empresas locais, inclusive este passeio.

Fotos Gardênia Rogatto e Roberta Martins.

© Todos os direitos reservados. Fotos e relato 100% originais.

Roberta Martins

Roberta Martins

Publicitária, geradora de conteúdo sobre turismo, idealizadora deste site, fotógrafa e guia de turismo. Há 13 anos relata suas experiências de viagem focando em cultura e ecoturismo. Saiba mais na página da autora.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Chame via WhatsApp