Mariana

Tesouros de Mariana

Mariana foi a cidade mais importante do Ciclo de Ouro, fundada em 1696 é cheia de ladeiras, e casarios do período colonial. Faz parte de roteiros turísticos como o Circuito do Ouro, Estrada Real e a trilha dos Inconfidentes. Dá para visitar a cidade em uma tarde ou uma manhã.

Siga @blogterritorios no InstagramSiga no Instagram

Read in English

Ladeira e casarios
Ladeira e casarios

Roteiro uma tarde em Mariana

Chegando na cidade pegue um mapa no Centro de Informações Turísticas e vá seguindo os caminhos. Vejam os pontos que visitei:

Vista da cidade do alto da torre
Vista da cidade do alto da torre da Igreja dos Clérigos

RUA DA DIREITA tem o principal conjunto colonial da cidade com casas, igrejas e museus.

IGREJA DE SÃO PEDRO DOS CLÉRIGOS é a melhor visita e uma bela caminhada. Vale entrar e subir na torre para ver toda a cidade do alto.

Igreja de São Pedro dos Clérigos
Igreja de São Pedro dos Clérigos

CATEDRAL DA SÉ foi a primeira catedral de Minas, mas eu só passei na frente, tem um órgão famoso dentro dela.

Praça Minas Gerais
Praça Minas Gerais
Pelourinho
Pelourinho

PRAÇA MINAS GERAIS é o principal ponto turístico rodeado por 3 construções famosas: SANTUÁRIO DE N. SRA. DO CARMO, IGREJA SÃO FRANCISCO DE ASSIS e a ANTIGA CASA DE CÂMARA E CADEIA. Entrei nesta última é um museu com entrada livre.

Casa de Câmara
Casa de Câmara

Todos os museus fecham segunda, o dia que fui. Sem problemas, me interesso mais pela arquitetura e caminhar pelas ruas imaginando como era antigamente do que ver arte sacra e barroca. Os que gostam devem escolher outra dia para conhecer Mariana.

Mina da Passagem

O passeio que mais gostei foi entrar na maior mina de ouro aberta à visitação do mundo, a MINA DA PASSAGEM. A descida para as galerias subterrâneas é feita através de um trolley (carrinho nos trilhos), que chega a 315 metros de extensão e 120 metros de profundidade. Lá embaixo não tem mais ouro, mas desde a sua fundação, no início do século XVIII, foram retiradas umas 35 toneladas. Agora restam algumas ferramentas, o clima úmido e um lago com água cristalina que hoje é usado para prática de mergulho profissional.

Lago subterrâneo
Lago subterrâneo
Voltando no trolley
Voltando no trolley

Esperar o trolley para voltar a superfície não foi tão agradável, ele demorou por que não tinha mais ninguém para descer. O pensamento foi para os mineiros chilenos que ficaram presos num lugar ainda mais profundo. O medo veio mesmo quando sentamos na primeira fila do carrinho, não tem proteção nenhuma, tive que me agarrar nas laterais. Fiquei olhando para baixo e parecia que ia sair dos trilhos a qualquer momento e eu ia voar. Deu tudo certo e um pouco de aventura faz bem, afinal esta viagem foi tranquila demais.

Interior da mina
Interior da mina

Tome Nota Mariana

Como chegar em Mariana: saindo de Ouro Preto pegue o trem Maria Fumaça ou vá de ônibus comum. Para voltar o caminho é o mesmo. Tem um trem por dia e ônibus de hora em hora. Perdi o trem e fui de ônibus, mas o que parece melhor é ir de trem e voltar de ônibus.

Como chegar na Mina da Passagem: Fica no meio do caminho entre Ouro Preto e Mariana, voltando de Mariana perguntei para o cobrador onde descer e foi bem fácil. Para ir embora volte para onde desceu do ônibus e espere o próximo ônibus com o letreiro sinalizando Ouro Preto.

Sobre os horários da Maria Fumaça visite o site.

© Todos os direitos reservados. Fotos e relato 100% originais.

Roberta Martins

Roberta Martins

Publicitária, geradora de conteúdo sobre turismo, idealizadora deste site e fotógrafa. Há 11 anos relata suas experiências de viagem focando em cultura e ecoturismo.

4 comentários

  1. Acabo de receber convite de um casamento que acontecerá na República Dominicana, estou torcendo para que possa ir. Moro em Maceió e quem não conhece venha, pois nosso caribe é aqui.

  2. O PASSEIO NA MINA É UMA HISTÓRIA DE “”CHILE””

Deixe uma resposta