Singapura

Singapura: dicas aos viajantes

Provavelmente você não escolheu Singapura como destino das suas próximas férias, mas ela está lá piscando na sua frente como escala, conexão ou por ser o voo mais barato para quem está na Ásia. Isto acontece porque o Aeroporto Internacional de Changi está entre os melhores do mundo e virou uma espécie de hub para diversas companhias aéreas no continente. E quer um conselho? Aproveite a oportunidade para ficar dois dias, pelo menos.

Eu teria quatro dias livres em Bali, antes de seguir para Austrália, e comecei a pesquisar meses antes quais seriam os destinos para uma viagem rápida. Singapura e Malásia estavam sempre entre os mais econômicos, mas outubro é época de monções na Malásia e Singapura não parecia combinar com meu estilo de viagem. Então lembrei de uma amiga que morava lá e chamei pra conversar. Em poucos minutos ele me convenceu e ofereceu hospedagem em sua casa. Perfeito! No mínimo iria fazer uma imersão cultural com as dicas de uma local.

E como acontece quase sempre com os lugares onde tenho poucas expectativas, eles me surpreendem e ganham destaque aqui no Territórios. Singapura tem o melhor dos dois mundos (oriente e ocidente) e agrada qualquer tipo de viajante. Mas gera dúvidas e abaixo respondo algumas junto com informações úteis para quem deseja planejar a viagem.

Cingapura ou Singapura?

As duas estão certas e são aceitas em português para denominar a cidade, o estado ou país. Eu prefiro Singapura por ser facilmente reconhecido também por estrangeiros porque em inglês é Singapore.

Singapura é um país?

Sim, mais precisamente uma cidade-Estado insular, ou seja, um país independente formado por um grupo de ilhas. É independente da Malásia há apenas cinquenta e três anos.

Onde fica Singapura?

Na Península Malaia, no Sudeste Asiático entre Indonésia, Malásia e Vietnam.

Quanto custa viajar pra Singapura?

Aparentemente, Singapura não é uma cidade barata, mas o caro está exatamente nas “aparências”. Quem deixa de lado os restaurantes chiques, os parques temáticos, a bebida alcoólica e as marcas de luxo pra se concentrar no cotidiano dos locais, vai descobrir um destino muito acessível e funcional. Sem mencionar os diversos atrativos turísticos de graça como Gardens by the Bay ou a estrutura urbana pensada tanto no bem estar da população como em ter grandes ícones da arquitetura global.

Supertrees no Gardens by a the Bay
A metrópole dos arranha céus é também dos jardins como o Gardens by a the Bay

Conforme explicou minha amiga Juju, o país copia descaradamente ideias do mundo todo e consegue fazer uma versão ainda melhor e maior. Os empresários e o governo são ousados e tem dinheiro. Mas o povo colabora, ou melhor, aprendeu na marra com as regras rígidas e multas caríssimas para quem não as cumpre. A vigilância é constante e os avisos do que não pode fazer estão em sinalizações espalhadas pela cidade. Algumas bizarras como Juliana conta no Brasileiras pelo Mundo.

Quem se hospeda em hotéis mais simples, come nos deliciosos mercados de rua, leva garrafa pra abastecer com água de fontes públicas e usa transporte público, vai gastar menos do que em qualquer cidade turística no Brasil. Mesmo visitando atrações pagas selecionadas. E o melhor, qualquer produto ou serviço será seguro, limpo e confiável.

Lau Pa Sat é um dos hawker markets populares de Singapura
Lau Pa Sat é um dos hawker markets populares de Singapura

Não é comum dar gorjeta porque a maioria dos hotéis e restaurantes já incluem o valor na fatura. Cuidado para não pagar dobrado!

Hostel e hotel em Singapura

A metrópole está muito bem servida pelas melhores e mais luxuosas redes de hotéis. E se o orçamento não estiver apertado, vale investir na diária do Hotel Marina Bay Sands só para tomar banho na piscina mais alta do mundo ou ter todas aquelas construções modernas na paisagem.

Pra quem prefere hostel, se eu não tivesse hospedagem, teria ficado The Pod Boutique Capsule Singapore. O conceito capsula é perfeito para quem viaja sozinho e este foi o primeiro hostel a inovar no estilo.

ENCONTRE HOTEL NA ILHA | COMPARE VALORES

Hotel Marina Bay Sands
Hotel Marina Bay Sands e Art Science Museum

Moeda e câmbio

A moeda oficial é o dólar de Singapura (SGD) que vale alguns centavos a menos que o dólar americano. Trocar dólares ou euros é muito fácil e seguro em qualquer casa de câmbio. Consulte as taxas da Cotação para trocar reais por moeda estrangeira. Leitores do Territórios tem preços especiais quando mencionam o nome do site.

Como é o clima e quando ir?

Singapura tem clima tropical por estar perto da linha do Equador. É úmida, chuvosa e com temperaturas na faixa dos 30 graus o ano todo. Mas dei sorte nos dias ensolarados em outubro. O mês com menor precipitação é julho e o período de chuvas mais frequentes vai de novembro a janeiro. Se programar para visitar durante um festival ou grande evento pode deixar a viagem mais especial. O ano-novo chinês acontece em fevereiro, o GP Formula 1 em setembro e Deepavali em outubro. Estes são exemplos importantes dentro de uma série realizados o ano todo.

Documentos

Não precisa de visto para ficar até 30 dias no país e a vacina da Febre Amarela é obrigatória. Seguro saúde não é exigido, mas altamente recomendado. Eu sempre faço com a Mondial e ofereço desconto aos leitores. Clique no link e saiba como comprar online.

Como circular em Singapura

Prédios tem ventiladores de teto para os pedestres na calçada
Prédios tem ventiladores de teto para os pedestres na calçada

O transporte público cobre toda a ilha principal, tem preço acessível, é seguro, limpo e rápido. Paga-se pela distância percorrida com desconto em cartão, já o turista pode comprar um cartão, válido por um ou mais dias, vendido em qualquer estação. Ônibus aceita dinheiro, mas não dá troco. Pergunte ao motorista a distância a ser percorrida até o ponto desejado e pague o valor exato ou use o cartão.

Cheguei sábado a noite no Aeroporto de Changi e já era tarde para pegar o transporte público, então fui de Uber* sem gastar uma fortuna. Na volta peguei o metro com bastante espaço para mim e minha mochila.

Ao desembarcar no aeroporto de Singapura, procure o centro de informações turísticas para pegar a senha do Wifi, um mapa, folhetos com cupom de desconto e informações sobre eventos acontecendo durante a sua estada.

*Nunca usou o Uber? Baixe o aplicativo e use o código 7kk1jm3jue para ganhar descontos nas suas duas primeiras viagens.

Cable Car conecta Mount Faber com a ilha Sentosa
Cable Car conecta Mount Faber com a ilha Sentosa

Mapa de Singapura

Clique nos pontos e encontre todos os lugares mencionados no roteiro feito por lá.

Compras

Embora seja um destino de compras, em geral, os preços são superiores aos encontrados nos Estados Unidos, semelhantes à Austrália e menores do que os praticados no Brasil. Estava procurando uma câmera fotográfica e optei por comprar dias depois na Austrália, por isso a referência.

O turista pode ter de volta 7% do valor pago nas compras a partir de 100 dólares nos estabelecimentos credenciados como Tax Free. Na hora de deixar o país, no porto ou aeroporto, deve procurar um quiosque de autoatendimento antes de despachar as bagagens. Ali vai encontrar as explicações.

Loja flutuante da Louis Vuitton em Singapura
Loja flutuante da Louis Vuitton

Por enquanto é isso porque certamente vou voltar a Singapura para descobrir mais. E você já passou por lá? Tem mais dicas? Deixe no comentário.

©Todos os direitos reservados. Fotos e relato 100% originais.

Roberta Martins

Roberta Martins

Publicitária, geradora de conteúdo sobre turismo, idealizadora deste site, fotógrafa e guia de turismo. Há 12 anos relata suas experiências de viagem focando em cultura e ecoturismo. Saiba mais na página da autora.

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.