São Luís

São Luís: roteiro histórico e outros atrativos

Caminhar no centro histórico e comer são as atividades mais interessantes de São Luís do Maranhão. Tanto que faço questão de repetir a cada nova visita. Procuro variar caminhos e descobrir novos estabelecimentos, mas pouca coisa mudou nos últimos cinco anos. Trago neste texto a compilação de três viagens contando onde comer, onde se hospedar, passeios bate e volta e um roteiro pela arquitetura colonial e neoclássica da capital.

Primeiro é bom saber alguns fatos sobre a importância da cidade no contexto histórico. Sabia que é a única cidade brasileira fundada por franceses? Que o centro é o maior patrimônio histórico arquitetônico da América Latina? Que a técnica de usar azulejos nas fachadas surgiu em São Luís, só depois virou tendência em Lisboa e, consequentemente, símbolo de status no Brasil? Que os holandeses também estiveram no poder e, assim como os franceses, foram expulsos por portugueses? Que uma das personalidades mais poderosas e temidas na cidade foi uma mulher? E que toda essa bagagem deixou fortes influências no modo de vida local?

Pra resumir a história, dos três anos da colônia francesa restam alguns azulejos, o mérito da fundação em 1612, o Palácio dos Leões e o nome São Luís. Dos outros três anos de ocupação holandesa, ficaram alguns azulejos. Já a influência portuguesa segue até hoje em vários aspectos além da arquitetura, como a conjugação de verbos mais próximo do português original. A mulher poderosa foi Ana Jansen, amada e odiada por ter opinião própria e dinheiro para se meter com política, negócios e todos os assuntos importantes do início do século XIX.

Siga @blogterritorios no InstagramSiga no Instagram
Exemplos de azulejos encontrados em São Luís
Exemplos de azulejos encontrados em São Luís

Prepare-se para visitar um museu a céu aberto declarado Patrimônio Histórico da Humanidade pela Unesco. Mas vá em grupo e contrate um guia de turismo. Além de poder se aprofundar nas questões acima, o centro de São Luís não é um lugar para sair caminhando à vontade com a câmera no pescoço. Entre os cinco mil casarões coloniais e neoclássicos vai se deparar com becos, ladeiras, escadarias de pedra e travessas. Em alguns trechos é melhor passar de carro sem ser percebido como turista e isto só um residente pode confirmar quais são.

Roteiro pelos centro histórico de São Luís

Fachada típica revitalizada
Fachada típica revitalizada

Neste passeio a arquitetura é o destaque. Inclusive, essas fachadas acabaram inspirando arquitetos de Lisboa no século XVIII. Ao contrário do que se pensa, primeiro os portugueses vivendo no Brasil decoraram as fachadas das suas casas com azulejos e só depois a tendência se expandiu por Portugal. A técnica de usar cerâmica nas fachadas tinha uma função além da estética, servia para minimizar o calor interno refletindo a luz do sol. Somente os azulejos portugueses são 150 modelos diferentes, a maioria azul e branco.

As características comuns dos casarões são cerâmica e balcão de ferro. Janelas e portas enormes comunicavam a prosperidade econômica fruto do algodão no século XVIII. Geralmente, os comerciantes usavam o primeiro piso para instalar seu comércio e viviam com a família no piso superior. Um tempo depois veio a decadência e a deterioração que só viu perspectiva de melhora com o processo de restauração iniciado no final dos anos 70. Porém, o caminho para recuperar todas ainda é indefinido.

Escadarias de Catarina Mina
Escadarias de Catarina Mina

A caminhada geralmente começa pela Praça Dom Pedro II, desce as escadarias de Catarina Mina e cai na Rua Portugal, na Praia Grande. Mais adiante faz uma parada no Largo do Comércio por causa dos bares e a Casa das Tulhas, o lugar para provar e comprar produtos típicos.

Se fizer por conta, quando alcançar a Rua da Paz, siga para a Praça João Lisboa e de lá para a Rua do Sol, onde esta o Teatro Arthur de Azevedo. Atração com visita guiada que ainda exibe espetáculos. Em frente está a Rua do Ribeirão que leva para a Fonte do Ribeirão e suas lendas. Apenas tenha cuidado com as pombas, certa vez minha cabeça foi alvo de uma pomba com diarreia.

Pontos de interesse em fotos

Palácio dos Leões, antiga fortaleza
Palácio dos Leões foi erguido pelos franceses sobre o antigo forte Saint-Louis, por isso a muralha de pedra vista de baixo
Igreja da Sé é a Catedral Metropolitana de São Luís, construída no século XVIII teve sua fachada reformada no estilo neoclássico em 1922
Igreja da Sé é a Catedral Metropolitana de São Luís, construída no século XVIII teve sua fachada reformada no estilo neoclássico em 1922

A Fonte do Ribeirão (1796), com símbolos cristãos e pagãos, era usada para abastecimento da cidade e ainda hoje inspira lendas e crenças populares. Entre elas a lenda da serpente adormecida que não para de crescer nos túneis subterrâneos de São Luís. Um dia vai crescer tanto que sua cabeça vai encontrar o rabo e, quando acontecer, ela vai despertar furiosa soltando fogo até afundar a cidade. Obviamente, estórias incentivadas pelos poderosos da cidade para evitar curiosos nos subterrâneos onde eles usavam como passagem secreta. Dizem que os tuneis subterrâneos conectam as principais igrejas de São Luís.

Fonte de Ribeirão
Fonte de Ribeirão
Detalhes da Fonte de Ribeirão
Detalhes da Fonte de Ribeirão
Teatro Arthur de Azevedo de 1817
Teatro Arthur de Azevedo de 1817
Igreja São José do Desterro é a mais antiga de São Luís
Igreja São José do Desterro é a mais antiga de São Luís

É muita informação e a gente só dá valor quando sente de perto, seja no olhar, no ouvir ou no paladar. Por isso, mesmo com os problemas de segurança e horários de funcionamento equivocados que atrapalharam a minha primeira viagem, a visita a São Luís é válida e deixa belas recordações. Você já foi? Deixe a sua opinião nos comentários.

Hotel em São Luís

A melhor localização por segurança e proximidade dos atrativos é na praia, perto da Lagoa da Jansen. Fica longe do centro histórico, mas o transporte é rápido e a distância é cerca de 3 km. Se a prioridade for o lado histórico, a experiência de se hospedar em um casarão colonial é válida.

Hotel Pousada Colonial é a opção mais charmosa e simples ao mesmo tempo. Pode sair para o roteiro recomendado a pé e se acomodar em ambientes amplos dentro da pousada. O café da manhã é bem servido. As suítes possuem TV e WiFi grátis.

RESERVE AQUI

Interior do Hotel Pousada Colonial
Interior do Hotel Pousada Colonial

Stop Way é o melhor dessa lista pela localização e custo benefício, principalmente aos finais de semana por ser voltado a quem viaja a negócios. Excelente atendimento, bom sinal WiFi, café da manhã variado e conforto do quarto. Todas as suítes tem vista para Lagoa ou Oceano.

RESERVE AQUI

Recepção no Stop Way
Recepção no Stop Way
Buffet no café da manhã do Veleiros
Buffet no café da manhã do Veleiros

Veleiros Mar Hotel também fica perto da Lagoa e foi bom para uma noite. Porém, o café da manhã e o conforto da suíte perdem para recomendação acima. Vale comparar valores antes de decidir.

RESERVE AQUI

Tome Nota

Como chegar: o Aeroporto Internacional de São Luís é a principal porta de entrada, como fica afastado, recomendo contratar o transfer na TourOn se viajar sozinho. Outra opção é fazer a Rota das Emoções e chegar por barco, jipe e carro desde Jericoacoara. 

Quando visitar São Luís: a melhor época é junho porque a cidade se transforma em uma grande festa folclórica. E a dica também vale para os melhores atrativos do Maranhão. É alta temporada na Chapada das Mesas e período das lagoas cheias nos Lençóis Maranhenses.

Compre online: PASSEIO 1 DIA LENÇÓIS MARANHENSES 

O que e onde comer em São Luís

Não deixe de provar o arroz de cuxá, torta de camarão, pernas de caranguejo, manteiga de garrafa e doce de espécie.  E nem pense em perder tempo em restaurantes de culinária internacional, eu fiz isso e me arrependi. Procure restaurantes de comida regional e experimente uma autêntica comida brasileira.

Casa das Tulhas é o lugar para provar e comprar produtos típicos como doce de espécie, licores e camarão seco com açaí e farofa. Este último soa estranho e a fruta é chamada por jussara ou juçara, mas eu gostei. Na Rua da Estrela, 171.

Açaí com camarão?!!!
Açaí com camarão?!!!
Arroz de cuxá com lula empanada
Arroz de cuxá com lula empanada
Camarão à granel na Casa das Tulhas
Camarão à granel na Casa das Tulhas

Restaurante Feijão de Corda é pra provar de tudo um pouco e curtir o astral na beira da praia. O arroz de cuxá com frutos do mar é a melhor lembrança. Na Rua São Bernardo, 150.

Sorvete na Elefantinho
Sorvete na Elefantinho

No Restaurante Cabana do Sol vale experimentar a carne de sol, mas a patinha de siri estava muita boa. Na Rua João Damasceno, 24 A.

Sorveteria Elefantinho oferece um sorvete bem feito, mas doce demais. É programa comum entre os moradores e fui de curiosa. Na Av. Colares Moreira, 01.

Mapa de São Luís e arredores

Passeios bate e volta a partir de São Luís vale a pena?

Lençóis Maranhenses

Na primeira viagem pensei logo em visitar os Lençóis, mas percebi que a distância seria um problema e deixei para uma próxima oportunidade. Quando voltei me hospedei em Barreirinhas e pude aproveitar várias atrações na região.

COMPRE SÓ O TRANSFER E FICA MAIS TEMPO EM BARREIRINHAS

Alcântara

O bate volta mais interessante foi passar o dia em Alcântara com travessia de barco.

COMPRE O PACOTE NA TOURON 

Raposa, Fronhas e São José do Ribamar

Fiz o passeio de um dia de van e barco até Fronhas, praia deserta e cheia de dunas parecidas com os Lençóis, porém em menor proporção. A parte mais interessante foi em Raposa para conversar com pescadores e rendeiras e comer frutos do mar com preços excelentes no Restaurante Natureza. São José do Ribamar é uma cidade religiosa com uma igreja bonitinha que poderia ter ficado de fora. Mas talvez o tempo nublado tenha deixado a impressão negativa. Pra quem está interessado em compras, vale ir somente a Raposa.

VEJA O TOUR RAPOSA E FRONHAS MARANHENSES

Veja mais fotos do centro histórico de São Luís:

Casa Major TabordaCasa virou rede de lojasPraia Grandeazulejos de São Luísazulejos de São Luísazulejos de São LuísTeatro Arthur Azevedo

©Todos os direitos reservados. Fotos e relato 100% originais.

Roberta Martins

Roberta Martins

Publicitária, geradora de conteúdo sobre turismo, idealizadora deste site e fotógrafa. Há 12 anos relata suas experiências de viagem focando em cultura e ecoturismo.

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.