Sandwich Harbour no deserto da Namíbia


Para começar, o sanduíche não é de comer. É ponto para ver, de uma altura considerável, parte do deserto mais antigo do mundo. Sandwich Harbour é o tour mais buscado em Walvis Bay e conto como foi o passeio disponível no Get Your Guide

Inclusive, o nome Namíbia tem origem no Deserto de NamibNaukluft, território de alguns dos principais destinos turísticos do país como Sossusvlei, Costa do Esqueleto e Sandwich Harbour. A faixa costeira é formada pela areia que vem da África do Sul com o vento e caracteriza-se pela fauna e flora única deste ambiente desértico, além de abrigar as dunas mais altas do planeta.

O texto continua após os serviços recomendados no destino.

AGILIZE SUA VIAGEM
Precisa de seguro viagem? Pegue o cupom de desconto

Encara dirigir na mão esquerda? Pegue as dicas para alugar um carro no exterior

Quer agendar passeios e transfer agora? Use a Get Your Guide ou saiba como funciona

View this post on Instagram

com Red Dune Safaris

A post shared by Roberta Martins – Territórios (@blogterritorios) on

O tour Sandwich Harbour

O ponto de encontro foi no Walvis Bay Waterfront onde estacionamos o carro e seguimos no Toyota 4×4, o melhor transporte para as adversidades do terreno. Passamos por vários cenários interessantes e o guia JP só dizia: “Vamos parar na volta para fotografar, agora temos horário para chegar.” O acesso à Sandwich Harbour só é possível na maré baixa ou o mar invade a estrada, por isso as excursões saem cedo e o passeio pode não ser completo se o clima mudar. 

O tour Sandwich Harbour dura 5 horas e engloba vários atrativos. Embora o nome seja o principal e ponto mais distante. O local era um lago espremido entre dunas altíssimas onde uma estreita faixa de areia impedia a conexão com o Oceano Atlântico. A disputa entre sal areia é constante neste deserto e as dunas têm avançado rapidamente cobrindo casas e deixando navios encalhados à mostra. Certo dia o Oceano venceu e invadiu o lago de água doce. Essa mistura virou um banquete para aves em local protegido. Não há predadores neste lado da Namíbia e a comida é muito nutritiva. Para ter uma ideia, só a população de flamingos residentes na região é maior que os habitantes de Walvis Bay, a segunda cidade mais populosa da Namíbia.

Na duna mais alta para ver Sandwich Harbour
Na duna mais alta para ver Sandwich Harbour

Além das aves, antílopes, lobos-marinhos e cachorros selvagens são os bichos mais vistos no trajeto. O diferente foi ver os animais africanos no cenário dunas e mar ao fundo. Lamento estar nublado e não conseguir mostrar a beleza disso nas fotografias. Pelo menos, o sol apareceu por minutos no mirante mais bonito.

Antílopes no deserto a caminho de Na duna mais alta de Sandwich Harbour
Antílopes no deserto

+ Se Namíbia parece muito longe, experimente a Lagoa do Peixe

O deserto da Namíbia e os lagos cor de rosa

Passado o objetivo de chegar ao principal atrativo, teve um tempo livre para explorar o local e fazer um piquenique. Na volta JP veio contando curiosidades, parando nos mirantes e sempre que alguém pedia para fazer uma foto. Teve momentos divertidos e tensos, no estilo rally, nos sobes e desces das dunas gigantes.

Dunas de 5 milhões de anos no deserto da Namíbia
Dunas de 5 milhões de anos no deserto da Namíbia

As dunas deste lado do deserto têm cerca de 5 milhões de anos e são jovens quando comparadas aos 20 milhões das oxidadas de Sossusvlei. Até existem manchas vermelhas na areia, mas o guia afirmou serem pó de pedra preciosa (talvez diamante vermelho) arremessada ao oceano milhões de anos atrás que volta gradualmente com as ondas do mar. Outra curiosidade foi ver esqueletos humanos na areia. São antigos de quando as tribos locais enterravam seus parentes deixando uma parte do corpo para fora justamente para devolver ao meio ambiente aquilo que foi oferecido em vida, alimento para outros seres vivos. Embora as tribos não façam mais isso, os locais são sagrados e fotos não são permitidas.

Salinas em Walvis Bay
Salinas em Walvis Bay
Salinas cor de rosa em Walvis Bay
Salinas cor de rosa

A parada final foi nos lagos cor de rosa vistos previamente no Pinterest. Na verdade, são um composto químico usado nas salinas em determinada época do ano. Em junho começam a desbotar, mas ainda tem um efeito colorido.

O passeio termina no Walvis Bay Waterfront e ainda sobra tempo para explorar o local. Restaurantes com vista para o mar, lojas de souvenir e artesanato funcionam durante o dia até o início da noite. Ali perto pode caminhar na beira mar (The Esplanade) e encontrar vários flamingos.

Flamingos na Walvis Bay Lagoon
Flamingos na Walvis Bay Lagoon

Tome Nota

Além de veículo adequado, precisa de permissão ou contratar tour e nossa escolha foi Red Dunes Safaris. O guia JP é um sul-africano simpático e com vasto conhecimento sobre o deserto e a cultura local. Eu estava de carro, mas o pacote inclui busca no hotel.

Leve chapéu, protetor solar, corta-vento e roupa de frio, o vento é cortante e o sol pode ser escaldante.

Pegue as dicas para viajar pela Namíbia nesse link.

Mirante em Sandwich Harbour
O carro lá na beira da praia foi o local no nosso piquenique
Casa soterrada pelas dunas na costa da Namíbia
Casa soterrada pelas dunas na costa da Namíbia

© Todos os direitos reservados. Fotos e relato 100% originais.

O passeio foi cortesia para o Territórios.

Roberta Martins

Roberta Martins

Publicitária, geradora de conteúdo sobre turismo, idealizadora deste site, fotógrafa e guia de turismo. Há 13 anos relata suas experiências de viagem focando em cultura e ecoturismo. Saiba mais na página da autora.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.