Primavera em Paris


Quem vai a Paris pela primeira vez, normalmente tem a sensação de já conhecer alguns dos lugares clássicos, isso porque os endereços famosos costumam servir de cenário para muitos filmes e, não raro, vemos na tela do cinema o ator passeando no rio Sena como no filme “Meia Noite em Paris” ou com a pirâmide de vidro do Louvre ao fundo como no “Código da Vince”, entre outras cenas de filmes que eternizam os momentos na Cidade Luz. Eu adorei passar a primavera em Paris e deixo as dicas para não perder tempo.

Seguro viagem é obrigatório na Europa: saiba como comprar online
Leve o chip internacional com Internet desde o Brasil
Agendar passeios e transfer pela Get Your Guide

Leia todos os artigos sobre a França

Cenário de cinema - Rio Sena
Cenário de cinema – Rio Sena

É claro que em uma única visita, dificilmente se consegue aproveitar tudo o que ela oferece e é por isso que muitos acabam voltando, afinal a capital é linda e tem paisagens magnificas que se transformam a cada estação. Os meses da primavera e verão costumam ser os campeões de visitação, o que ajuda o destino a ser uma das três cidades mais visitadas no mundo, atualmente só perdendo para Londres e Bangkok.

Uma das melhores opções de transporte local é o metrô, cobre aproximadamente 280 km e 300 estações, fazendo com que nenhum lugar fique mais de 500 m de uma estação. É realmente um sistema que funciona cada vez melhor desde sua inauguração em 1900. A outra boa opção é andar a pé mesmo, pois assim se pode ver a cidade com mais calma e aproveitar todos os momentos de forma mais intensa.

Por dentro da pirâmide
Por dentro da pirâmide

MAIS DE 5 MIL LUGARES PARA FICAR EM PARIS

Roteiro para curtir a primavera em Paris

Museu do Louvre

Pode-se começar o roteiro pelo Museu do Louvre onde a entrada principal é pela Pirâmide de Vidro, uma boa dica é entrar pela Rue de Rivoli, onde a concorrência é menor. Este é um museu para várias visitas, pois é enorme e tem em seu acervo as maiores obras de arte da Europa, como a Venus de Milo, a Monalisa de Leonardo da Vince, entre outras.

Fila para ingresso no Louvre
Fila para ingresso no Louvre

Uma curiosidade é que este museu foi montado quase que praticamente com obras pilhadas por Napoleão no período de suas conquistas, o antigo imperador da França era fanático por obras de arte. Quando foi deposto, poucas obras voltaram aos seus países de origem e hoje todas estas obras fazem parte do acervo do museu mais visitado do mundo.

Piramide de vidro
Piramide de vidro

Avenida Champs Eliseés

Após a visita ao Louvre, o legal é ir caminhando pela avenida Champs Eliseés até o Arco do Triufo, passando em frente a Place de Tuileries, onde ficava o antigo Palácio das Tuileries e que foi destruído por um incêndio em 1871. É uma boa caminhada, mas vale a pena pois essa avenida é linda e tem muita coisa bonita para ver. No arco do Triunfo não deixe de subir até o topo para ver Paris de cima, são muitos degraus, mas vale o sacrifício.

Fuja das filas! Adquira o Paris City Pass

Vista do Arco do Triumfo
Vista do Arco do Triumfo

Torre Eiffel

Ir a Paris e não tirar uma foto com a Torre Eiffel ao fundo é como não ter ido a Paris, pois a torre é um dos monumentos mais famosos do mundo. Foi construída para a world Expo em 1889 como forma de comemorar os 100 anos da Revolução Francesa. O ângulo de visão da torre muda muito dependendo de onde se está, e é um prato cheio pra quem gosta de fazer boas fotos. Próximo a região da Torre Eiffel também é possível visitar o Hotel do Inválidos ou o Palácio dos Inválidos onde está sepultado Napoleão.

Pose em cenário clássico
Pose em cenário clássico

Sacre Couer e Notre Dame

Como toda boa cidade Europeia, Paris também tem inúmeras igrejas, onde se destacam a Sacre Coeur, a famosa Basílica do Sagrado Coração. Construída em 1914, é o templo da Igreja Católica Romana em Paris. O lugar é lindo e tem uma vista sensacional. Dá pra ver a cidade toda, principalmente se o céu estiver limpo e azul (não foi o meu caso). Fica no bairro de Montmatre, famoso por abrigar vários cabarés tipo Moulin Rouge e ainda ter sido o bairro dos pintores famosos no passado.

Igreja de Notre Dame
Igreja de Notre Dame

A outra igreja famosa é a catedral de Notre Dame que fica as Margens do Sena, numa mini ilha chamada Ille de lá Cité. Onde Napoleão se auto coroou Imperador da França. Localiza-se muito próximo ao bairro Quartier Latin que conta com excelentes restaurantes. Uma boa pedida para quando a fome apertar. Neste bairro também pode-se visitar a famosa universidade Sourbonne e depois o Pantheon, que fica bem próximo.

Palácio de Luxemburgo
Palácio de Luxemburgo

Perfeitos na primavera: Jardins de Luxemburgo e Versailles 

Também no Quartier Latin, ficam os Jardins de Luxemburgo. O maior parque público da capital tem mais de 220 mil m2 de paisagens belíssimas. Este parque fica muito próximo ao Pantheon e aos restaurantes do bairro. Local onde os parisienses costumam correr aos domingos pela manhã enquanto as suas crianças brincam com os barquinhos no lago.

Jardim de Versailles
Jardim de Versailles
Flores no Jardim de Versailles
Flores no Jardim de Versailles

Quem vai a Paris, sempre quer ir a Versailles, distante 16 km a sudoeste da cidade, para visitar o Palácio e seus jardins. Porém é necessário programar um passeio de um dia todo, caso contrário não vale a pena. Este palácio foi por muitos anos o símbolo do luxo e da riqueza da corte Francesa. As festas realizadas em seus salões eram eventos sempre comentados pela mais alta nobreza. Foi planejado para ser o maior palácio da terra e ainda hoje deixa os visitantes impressionados. Seu porte, sua decoração e seus jardins impecáveis que criam um visual único, principalmente na primavera quando as tulipas florescem.

Curiosidade histórica

Vem da França a expressão direita e esquerda utilizada até hoje na política. Na época da Revolução Francesa existiam duas forças políticas os Girondinos e os Jacobinos. Dentro da Assembleia, do lado direito sentavam-se os chamados Girondinos, que eram moderados e queriam o respeito à Constituição. Do lado esquerdo, sentavam-se os Jacobinos, que eram radicais e queriam a implantação da República, limitando o poder real. 

Academia Militar de Paris
Academia Militar de Paris

Tome Nota

Não deixe de experimentar o crepe de Jambon/Fromage (presunto e queijo).

Existem os trens de Metrô e trens da RER que fazem o trajeto para o subúrbio e áreas mais distantes.

Atração e estação mais próxima:
Louvre – Metrô Louvre Rivoli ou Palais Royal du Louvre
Sacre Coeur – Metrô Anvers
Notre Dame – Metrô Cité
Torre Eiffell – Metrô Bir Hakeim ou Trocadero
Versailles – pegue a Linha C da RER – Versailles-Rive Gauche

Na estação de metro Tour Eiffel
Na estação de metro Tour Eiffel

© Todos os direitos reservados. Fotos e relato 100% originais.

Raul Botelho

Raul Botelho

Apesar de ser nascido em uma cidade pequena, no interior do estado de São Paulo, tive a oportunidade de conhecer várias cidades ainda muito novo, pois meu pai era motorista de caminhão e eu sempre aproveitava pra viajar junto, quando possível. Hoje percebo que foi nessa época, ainda criança que descobri a paixão por viagens, por novos lugares, novas pessoas e diferentes costumes.

1 comentário

  1. Paris *—*

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.