fbpx
A praia que parou no tempo

A praia que parou no tempo


A impressão é de que ali o tempo parou. Sua falta de estrutura, com ruas de areia iluminadas à noite apenas pelas estrelas, nos faz ver que é um destino especial, um lugar onde não é preciso muito para ser feliz. Pelo menos assim era antes de Jericoacoara se tornar um dos destinos mais desejados do Brasil. O acesso continua difícil por causa das dunas, mas agora pode ir de avião até a cidade vizinha de Cruz e o trajeto por terra ficou bem mais curto pela beira da praia. O texto a seguir conta o jeito antigo que ainda é uma  alternativa para quem busca uma viagem fora do tradicional, embora os pontos mencionados sejam os mais visitados.

Read in English

Tranquilidade é o que não falta em Jericoacoara
Tranquilidade é o que não falta

ENCONTRE HOTEL EM JERICOACOARA | COMPARE VALORES

A praia que parou no tempo

Jericoacoara é uma das praias mais bonitas que conheci. Já foi considerada pelo jornal The Washington Post dos Estados Unidos como uma das dez mais bonitas do mundo. Além de lagoas transparentes, um mar calmo e dunas gigantescas, existem diversas opções de passeios que a tornam um ótimo lugar para conhecer. A praia que parou no tempo localiza-se 280 km de Fortaleza, está inserida em uma região protegida pelo IBAMA e só é possível chegar lá em veículos com tração nas quatro rodas.

Dentre os passeios mais conhecidos estão a Lagoa Azul e a Lagoa do Paraíso, podendo fazer no mesmo dia. Existem diversas empresas que levam até elas. A Lagoa do Paraíso fica ao sul, tem água doce e transparente cercada por dunas que chegam a 15 km de extensão. É muito tranquilo, pois, é proibido utilizar equipamentos com motor e tem uma ótima infraestrutura para turistas. Ficamos horas tomando banho na água quente e relaxante.

Lagoa Paraíso
Lagoa Paraíso

A Lagoa Azul chama atenção pelo seu azul esverdeado em contraste com a areia bem branca. Isso faz com que as pessoas comparem essa paisagem com as praias do Caribe.

Rota das Emoções
Lagoa Azul

Um dos cartões postais mais famosos é a Pedra Furada, distante cerca de 30 minutos de caminhada a partir da praia. Porém, só deve ser feito na maré baixa, na alta é preciso escalar as dunas. O interessante foi logo no início da caminhada quando um nativo, equipado com um isopor, começou a nos acompanhar. No meio do caminho entendemos: bateu a sede e compramos dele coca-colas bem geladas.

Pedra Furada
Pedra Furada

A Duna Pôr-do-Sol é outra atração de Jeri. Serve de encontro nos finais de tarde,  levando turistas e nativos ao alto para vislumbrar o sol mergulhar dentro do mar. O único lugar no Brasil continental onde isto é possível.

A noite de Jeri é bem agitada com festas, boates, bares e restaurantes para diversos gostos reunindo pessoas do mundo todo. Não começa antes da uma hora da madrugada. Desta forma, o pessoal pode tirar um cochilo e recuperar as energias gastas durante o dia.

Duna Pôr-do-Sol
Duna Pôr-do-Sol

Pra saber mais sobre Jericoacoara clique nos títulos abaixo:

Carveboard Windsurfing

E como não amar Jeri?

De Buggy em Jericoacoara

Tome Nota: a praia que parou no tempo

Como chegar a Jericoacoara: é necessário ir até o município de Jijoca e então alugar um Buggy ou ir com um carro 4×4. São cerca de 25 km em estrada de areia com sinalização muito precária, por isso contratar um guia nativo é obrigatório.

Outra alternativa é ir de ônibus que saem da rodoviária de Fortaleza diariamente para Jijoca. De lá é preciso pegar uma Jardineira 4×4, uma espécie de ônibus aberto, que vai pela areia sem atolar.

Um lugar de difícil acesso
Um lugar de difícil acesso

© Todos os direitos reservados. Fotos e relato 100% originais.

Leandro Vettorazzi Gabrieli

Leandro Vettorazzi Gabrieli

Co-fundador do Territórios versão 2010, fotógrafo amador, empresário e entusiasta de tecnologia. Combina o hobby de viajar com a paixão de fotografar, principalmente animais. Parceiro para tudo, não precisa perguntar duas vezes para fazer uma aventura ou indiada. Se você encontrar com ele em uma viagem certamente estará com sua mochila nas costas e sua Nikon na mão.

5 comentários

  1. linda mesmo a praia, moro aqui no ceará, sempre q posso to la em Jeri, é simplesmente perfeita!!!!

  2. Muito interessante a matéria, desconhecia a alusão feita pelo jornal Washington Post como uma das 10 praias mais bonitas do mundo. Acredito que não é preciso viajar para fora do país para se conhecer lugares extraordinários como este.

  3. Pra que carro 4×4 se eu tenho um fusca ^^

  4. A praia é otima, porem a ganancia dos nativos está deixando a praia muito exclusiva, claramente o objetivo da praia é atender turistas estrangeiros, nada de brasileiros.
    Pagar estacionamento é obrigatorio, 10 reais por dia, em um local sem violencia e sem estrutura isso é um exagero.
    Fora outros casos de preços altos e de preferencias para estrangeiros.
    Pra quem quer curtir só a praia existem cidades similares no nordeste onde voce pode chegar com seu carro ate a praia, acampar e ser livre da maneira que quiser…

  5. oi Leandro. Muito legal a materia. Ja planejei de ir algumas vezes para essa praia, mas nunca concretizei. Confesso que viajar hoje ao nordeste brasileiro tá muito caro e disfuncional, então desanima um pouco, mas vá saber como será no futuro. ‘Never say never’.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.