Pinguins em Cape Town


Na verdade, as colônias de pinguins ficam nos arredores de Cape Town, em False Bay. Onde dizem ser Boulders Beach a melhor do mundo para ver pinguins africanos, mas achei Betty’s Bay melhor. Os cerca de quatro mil pinguins são os mesmos, eles ficam circulando de um lado a outro da baía e fazem seus ninhos nessas duas colônias protegidas. As maiores diferenças são a quantidade de turistas e o vento.

Uma é abrigada pelo vento e o chato é ultrapassar os turistas sem noção até conseguir alcançar o melhor ponto para ver os bichos. Enquanto na outra os pinguins estão por todo o caminho da passarela, mas o vento constante e gelado atrapalha. Eu prefiro vestir um corta-vento e fazer uma visita mais tranquila (menos turistas) para fotografar melhor.

O texto continua após os serviços recomendados no destino.

Leia todos os artigos sobre a África do Sul

AGILIZE SUA VIAGEM
Precisa de seguro viagem? Pegue o cupom de desconto

Deseja ficar conectado? Leve o chip internacional com Internet desde o Brasil

Encara dirigir na mão esquerda? Pegue as dicas para alugar um carro no exterior

Quer agendar passeios e transfer agora? Use a Get Your Guide ou saiba como funciona

Não é a toa que os pinguins passam o ano todo em Cape Town
Os pinguins também curtem a paisagem em False Bay

Onde ver pinguins em Cape Town

Explico os dois passeios e um resumo sobre os pinguins africanos. Começo pela famosa Boulders:

Colônia de pinguins Boulders

Faz parte do Table Mountain National Park, na cidade de Simon’s Town, e está no caminho para o Cabo da Boa Esperança. Motivo de tantos turistas diariamente, já que está incluso nos passeios tradicionais ao ponto extremo do continente africano.

Deve apresentar o ingresso e somente caminhar pelas passarelas curtindo o visual e procurando pinguins. O cenário é lindo entre pedras, areia branca e mar verde. O dia colaborou, mas os pinguins estavam aglomerados em Foxy Beach e todo mundo vai para lá porque é garantia de encontra-los. Depois de só ver cabeças de humanos, tive poucos minutos para fotografar porque já estavam me empurrando.

Em todas as praias próximas é comum encontrar um ou outro sem o limite da passarela. Caso se depare com eles, resista a vontade de pegá-los no colo. Chegue perto, fotografe e observe, afinal são selvagens e podem ser agressivos quando se sentem ameaçados.

Todos seguem o líder
Todos seguem o líder

 

e continuam
e continuam

 

Ele estica a cabeça...
Ele estica a cabeça…
  • Colônia de pinguins Boulders

Horário: mudam conforme a temporada, mas está sempre aberto entre 8h e 17h.

Como chegar: contrate um tour ou vá de trem até Simon’s Town e pegue um táxi. Fica na Kleintuin Road. Achei o máximo o passeio de caiaque para poder chegar bem perto deles.

pinguins em Cape Town
pinguins em Cape Town

 

Stony Point African Penguin Colony

Localizada em Betty’s Bay, 50 km da cidade de Hermanus, na ponta onde termina False Bay. De um lado tem uma montanha e do outro é mar aberto, motivo da constante ventania e mar agitado.

Paga o ingresso na hora e percorre a passarela. Logo no início os pinguins estão perto da cerca de proteção e espalhados pelas pedras. Muitos ninhos, vários filhotes e pinguins adolescentes. Eles são curiosos, olham quando chama e um chegou bem pertinho da câmera quando passei a mão pela grade.

onde ver pinguins
Betty’s Bay

Além de ser bem mais tranquilo para observar, a estrada partindo de Cape Town até lá é uma das mais bonitas por onde já passei. Margeia toda False Bay entre montanhas, túneis, curvas e aquele mar de cor intensa. Conforme a época ainda pode avistar baleias na baía.

Quantidade máxima de turistas juntos
Quantidade máxima de turistas juntos

  • Stony Point African Penguin Colony

Horário: está sempre aberto entre 9h e 17h.

O passeio fez parte do roteiro final da PANGEA TRAILS, depois de 21 dias por estradas sul-africanas paramos ali antes de terminar a viagem em Cape Town. Mas devem há excursões de um dia partindo de Cape Town.

Vento deixa mar agitado em Betty's Bay
Vento deixa mar agitado em Betty’s Bay

 

Eles atendem quando chamados
Eles atendem quando chamados

Os Pinguins Africanos

Os mamíferos têm cerca de 60 centímetros de altura e são encontrados pela costa da Namíbia e África do Sul o ano todo. A espécie se diferencia principalmente pelo prolongamento no acasalamento, formato da cor no pelo e pelo som emitido.

Gritam como os burros para se comunicar e isso fez eles serem chamados como Jackass, inclusive outro dia saiu uma pesquisa sobre o idioma dos pinguins africanos e seus seis significados interpretados. Dos citados na matéria, ouvi o som do êxtase e da fome quando um filhote gritava com a sua mãe e ela olhava para o lado com cara de que não era com ela. Fiquei um tempo gravando e, no momento em que desliguei a câmera pra ir embora, a mãe abre um bocão, o filhote entra com a cabeça dentro e tira um peixe! Perdi a cena por segundos! Até onde filmei está no final do vídeo.

Os pinguins acasalam e fazem os ninhos entre fevereiro e agosto, logo vem os bebês e meses depois começam a trocar as penas (quando ficam esquisitos). Visitei em outubro e vi vários bebês e alguns adolescentes. Eles se tornam adultos aos dois anos e começam a acasalar sempre com o mesmo parceiro a partir dos quatro anos.

Pinguins adulto e adolescente trocando as plumas atrás
Pinguins adulto e adolescente trocando as plumas atrás

Acompanhe todos os posts sobre esta viagem no artigo resumo – 33 dias em 5 minutos.

O projeto Blogueiros na África do Sul (#DescubraAfricadoSul) foi uma realização do Travel Concept Solution e apoio da Pangea TrailsSouth African AirwaysDetecta Hotel e incentivo da agência nacional de turismo (South African Tourism), da cidade de Joanesburgo (Joburg Tourism) e também de Cape Town (Cape Town Tourism). A viagem foi patrocinada, mas as opiniões aqui expressas são de livre expressão do autor. Veja também os blogs que participaram da viagem: Dentro de MochilãoTerritóriosViajando com Eles e Viagem Criativa.

© Todos os direitos reservados. Fotos e relato 100% originais.

Roberta Martins

Roberta Martins

Publicitária, geradora de conteúdo sobre turismo, idealizadora deste site, fotógrafa e guia de turismo. Há 13 anos relata suas experiências de viagem focando em cultura e ecoturismo. Saiba mais na página da autora.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.