Pelos Caminhos de Pedra, um passeio na Serra Gaúcha


Caminhos de Pedra é um roteiro turístico, de 12 km na Serra Gaúcha, declarado Patrimônio Histórico do Rio Grande do Sul. Foi criado nos anos 90 para resgatar, preservar e manter viva a cultura dos imigrantes italianos que chegaram à região em 1875. Hoje é perfeito pra quem gosta de turismo rural e cultural, além de comer bem e curtir a paisagem.

Quem mostra toda esta história são as famílias descendentes desses italianos, elas atendem ao público com aquela acolhida típica e orgulho de suas origens. O roteiro ainda segue em expansão e atualmente possuí 15 pontos de visitação e 56 de observação. São casas de pedras, produções artesanais, cantinas e experiências diversas. Dessas, conheci quatro durante o segundo dia do Tchêncontro – Encontro de blogueiros de viagem em Porto Alegre. E conto como foi o nosso dia de comilanças.

O que fazer (fiz) no Caminhos de Pedra:

Casa da Ovelha ou Parque das Ovelhas

Uma casa de madeira verde na beira da estrada foi a nossa primeira parada. Ali deram  chapéu de palha para cada um e pediram para formar grupos atrás das cercas dentro do potreiro. Logo veio um tratador explicando sobre o lugar e como cães border collie são treinados para o pastoreio.

 

Cadela Fly trabalhando
Cadela Fly trabalhando

A cadela Fly fez a demonstração, ela obedece aos comandos do apito e direciona as ovelhas da raça Lacaune para onde a tratadora indica. Desta forma, trouxe as ovelhas para cada grupo poder tirar fotos e tocar para sentir a lã. No campo ao lado, fomos interagir com os cordeirinhos e a comoção foi geral, os filhotes com pelo extra macio queriam carinho e pareciam até sorrir de olhos fechados enquanto eram acariciados.

Interação com os filhotes
Interação com os filhotes

Depois veio a degustação de queijos e iogurtes produzidos ali mesmo com os derivados do leite das ovelhas. Acontece dentro da casa verde, prédio de 1917 que abrigou hotel e restaurante antes de virar a fábrica da Casa da Ovelha, com breve palestra sobre a história do Caminhos de Pedra e a empresa, bem como os detalhes de cada produto. A Casa da Ovelha também produz cosméticos, além dos queijos pecorino, ricota, feta e labneh. Adorei o Pecorino Toscano de 270 dias, me lembrou o parmesão só que mais saudável (livre de glúten e lactose) e rico em cálcio. São diferentes maturações e o mais fresco lembra mozarela.

Casa da Ovelha, casa histórica preservada
Casa da Ovelha, casa histórica preservada

E finalmente chegou a hora de gastar na lojinha que também tem lembranças, objetos de decoração, sucos (pode provar e o de uva branco foi o meu preferido) e doces. Depois da degustação é impossível não levar algo e foi ótimo saber que os melhores produtos são distribuídos pra todo o Brasil. Eu lembro de ter visto o rótulo, mas ainda não havia provado.

Além dessas atividades e conforme o horário, pode amamentar cordeirinhos, ver o manejo de marrecos, tosquiar lã, ordenhar ovelha, passear de trator e até apostar em corrida de ovelhas. Enfim, é um passeio sensacional para crianças e quem não conhece este ambiente de fazenda. Eu convivo desde pequena e sempre acho interagir com os filhotes a melhor parte.

A CASA DA OVELHA abre diariamente das 9h às 17h30. A loja é aberta ao público. PARQUE DA OVELHA cobra uma taxa para poder participar de todas as atrações do dia, inclusive a degustação. Todos as atividades fazem parte da rotina diária de uma fazenda de ovinos e os produtos são fabricados ali mesmo. Verifique a agenda e escolha o que mais gosta.

Casa da Erva-mate

Sem saber qual seria a próxima parada, preparei o meu mini chimarrão e entrei na Casa da Erva-Mate tomando o amargo. Serviu de exemplo do início ao fim do passeio guiado. Contudo, ninguém pediu para provar, afinal teria degustação no final e imagino que a minha cara de sono antipática desencorajou o pessoal.

Erva-mate nativa
Erva-mate nativa

No local funcionava um antigo moinho (1884) onde a roda d’água ainda move os soques e serve de fachada. A casa mostra o processo artesanal de produção da erva-mate desde a árvore, a desidratação das folhas, o corte feito pelos socadores, a peneiração até estar pronta para ser embalada.

Socadores do início do século passado na Casa da Erva-mate
Socadores do início do século passado na Casa da Erva-mate
Lâminas dos socadores
Lâminas dos socadores
Socadores cortam as folhas
Socadores cortam as folhas

 

 

Depois tem a explicação sobre o preparo do chimarrão, as regras e os tipos de cuia enquanto alguns experimentam o chá. Acontece na loja onde vende os acessórios para a bebida, a erva Ferrari (produzida no local), souvenires típicos e até sorvete de erva-mate (é bom, mas está mais um mousse).

10 mandamentos do Chimarrão
10 mandamentos do Chimarrão
A CASA DA ERVA-MATE funciona das 9h às 18h e é indicado agendar pelo e-mail casadaerva_mate@hotmail.com ou telefone (54) 3455-6427.

Salumeria Caminhos de Pedra

A fome começou a bater quando paramos em uma casa para degustar embutidos. Copas, salames com mais ou menos gordura e até de javali fizeram a nossa alegria. Eu gostei dos mais fortes e só não levei porque ia continuar viajando e o cheiro seria desagradável aos outros. No mesmo ambiente tem a loja que também vende geleias, compotas, queijos e cervejas.

Variedade em salames
Variedade em salames
SALUMERIA CAMINHOS DE PEDRA fica aberta de terça à domingo das 9h às 18h.

Casa Ângelo

Finalmente a hora do almoço em moradia construída em 1889 – a Casa Righesso. É uma casa de pedras de basalto pretas unidas por uma mistura de feno, palha de trigo e estrume de vaca. A casa foi a salumeria mencionada acima e, inaugurada a pouco tempo, é uma cantina italiana dos mesmos donos. Então é aquela fartura de comida com polenta e antepastos na mesa, panelões da deliciosa sopa de capeletti, buffet de sobremesa e atendentes servindo carnes e massas sem parar. Daqueles lugares para sair rolando com um sorriso na cara.

Casa de Pedra centenária é o Casa Ângelo Restaurante
Casa de Pedra centenária é o Casa Ângelo Restaurante
CASA ÂNGELO RESTAURANTE fica na Linha Palmeiro, 26 e serve almoço de terça a domingo entre 11h30 e 16h.

Blogueiros e apoiadores do Tchêncontro

Visite os demais blogs para ver a visão deles sobre Porto Alegre:

Across The Universe  Andarilhos do Mundo  Blog da Glacy  Cafe Viagem  Colecionando Viagens  Dicas e Roteiros de Viagem  Ensaios de Viagem  Giros por Ai  Janela ou Corredor  Ta indo pra onde? . Territorios . Viaja, Bi! . Viajandinha Mafra . Brasil Naturista . Colecionando Imas . Devaneios de Biela . Disney Guia . Dudu Afora . Ferias de Mochila . A Fragata Surprise . Viagens da Mochilinha Gaucha  .  Necessaire na Mala  .  Nerds Viajantes  .  No mundo com a gente  .  Nos no Mundo  .  Por ai e Por aqui  .  The Way Travel  .  To pensando em Viajar  .  Turismo by Neneca Campos  .  Uma Senhora Viagem  .  Viagens que Sonhamos  .  Viaje com a Flora

Tome Nota Caminhos de Pedra

CAMINHOS DE PEDRA localiza-se cerca de 120 km de Porto Alegre e compreende as cidades de Bento Gonçalves, Farroupilha e Caxias do Sul. Conheça todas as atrações do roteiro no site.

A região tem outros roteiros como Vale do Rio das Antas, Vale dos Vinhedos, Rota Cantinas Históricas e Rota Rural Encantos de Eulália. Já fiz pedaços de todas antes de serem organizados e quero voltar com mais tempo.

Quando ir: é bom em qualquer temporada e melhor com sol. No inverno a visibilidade melhora e parece mais agradável apreciar a culinária no clima gelado. Já no verão as temperaturas são mais amenas que o resto do estado.

Use repelente porque os invisíveis mosquitos estão lá prontos a atacar e só vai perceber quando começar a coçar. Senti já na primeira parada.

Alugue um carro no nosso parceiro Rental Cars e faço o roteiro do seu jeito.

Tchêncontro foi um evento informal com o apoio de algumas empresas. Neste roteiro as Linhas Turismo e Cisne Branco foram cortesias.

Fotos de Roberta Martins e Alessandra Fratus.

© Todos os direitos reservados. Fotos e relato 100% originais.

Roberta Martins

Roberta Martins

Publicitária, geradora de conteúdo sobre turismo, idealizadora deste site, fotógrafa e guia de turismo. Há 12 anos relata suas experiências de viagem focando em cultura e ecoturismo. Saiba mais na página da autora.

3 comentários

  1. Bom Dia , Roberta Martins ou quem ler este e-mail…

    Gostaria de saber com urgência como é a primeira fez que vou para Caxias do Sul, Canela, Gramado e Bento Gonçalves e Balneário Camboriú e Blumenau (SC) se estas cidades foram atingidas pelas chuvas e se é aconselhável eu ir agora na virada do Ano Novo e nas minhas ferias de janeiro/ 2016 para estes lugares do Rio Grande do sul!!! Irei de carro com o meu marido!! Me responda com urgência dependendo da resposta de vocês fecho pousada hoje até as 11:30hs!!!

    Atenciosamente e Obrigada Joméli (Jô)

    1. Bom dia Joméli
      Espero que ainda ajude porque não consegui me conectar antes.
      Santa Catarina sugiro olhas as notícias locais pra confirmar. Já a Serra Gaúcha não costuma ter problemas ocasionados pelas chuvas por ser alto. Inclusive o clima nublado combina com o cenário. Feliz Ano Novo!

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Chame via WhatsApp