camaquã

A parada em Camaquã


Camaquã foi a segunda parada da nossa viagem pelo Caminho Rota Farroupilha. A terra de gaúchos ilustres como Zeca Netto e Barbosa Lessa foi a residência do líder Bento Gonçalves e totalmente contra os imperialistas. Por isso leva o título de Terra Farroupilha.

Leia todos os artigos sobre o Rio Grande do Sul

AGILIZE SUA VIAGEM
Veja opções de excursões, ingressos e transfer na Serra Gaúcha

A parada em Camaquã

Zeca Netto foi maragato herói de outras revoluções (1893 e 1923). Barbosa Lessa foi escritor, músico e autor da canção Negrinho do Pastoreio. Um dos responsáveis por resgatar o folclore gaúcho em uma fase de quase esquecimento.

 

Recepcionadas pelo historiador Paulo Vianna Sant’Anna, percorremos todos os pontos turísticos da cidade em uma tarde de domingo. Uma passagem de poucas horas é o suficiente para conhecer Camaquã no inverno. Se fosse verão, precisaríamos de um dia inteiro para as cascatas e histórias do Sítio Água Grande (Fundação Barbosa Lessa) e outro para curtir a Barragem do Arroio Duro, Prainha e as atrações visitadas.

A Camaquã do século XIX se dividiu em vários municípios como Cristal e Arambaré. E no interior deles se encontram estâncias e charqueadas das famílias dos heróis farroupilhas. Muitas resistem ao tempo, mas tem difícil acesso e não são abertas ao público. Uma pena, porque seriam grandes atrativos turísticos.

Igreja Matriz São João Batista
Igreja Matriz São João Batista

O que ver em Camaquã

O centro histórico tem como destaque os prédios ao redor da PRAÇA SYLVIO LUIZ como o Cine Teatro Coliseu, a Intendência Municipal e a Igreja Matriz São João Batista.

Intendência Municipal
Intendência Municipal

 

Cine Teatro Coliseu
Cine Teatro Coliseu

CINE TEATRO COLISEU (1914) foi reformado e tem espaço para diversas atividades culturais. No dia só estava aberto para visitas, mas vale consultar a agenda de eventos quando passar por ali.

Na rua Duque de Caxias, 190. Aberto a visitação das 8h30min às 11h30min e das 13h30min às 17h30min. Informações: 3692-2008.
Jardim do Forte Zeca Netto
Jardim do Forte Zeca Netto

FORTE ZECA NETTO (1903) foi a parte mais interessante pela boa conservação e quantidade de informação. Tombada pelo Patrimônio Cultural do Rio Grande do Sul, a antiga casa de Zeca Netto virou um complexo cultural com bibliotecas, memoriais, Acervo do Barbosa Lessa e o Museu Municipal Divino Alziro Beckel.

Na Rua Zeca Netto, 20. Aberto durante a semana das 13h30 às 17h30. Ou agendando como nosso amigo historiador.

Cabelos emoldurados eram peça de decoração Objetos mais recentes De tudo um pouco no museu Peças das residências históricas de Camaquã

Sinaleira francesa
Sinaleira francesa

 

 

Este semáforo diferente, ou SINALEIRA como chamam no Rio Grande do Sul, é único no Brasil e um dos quatro exemplares existentes no mundo. Dizem ser uma doação do governo francês. Por estes motivos é um ponto turístico e Paulo nos levou até lá. Mas é engraçado, um farol útil para cruzamentos movimentados parar em Camaquã nos anos 50. Afinal, até hoje o cruzamento da rua Olavo de Moraes com a avenida Presidente Vargas parece tranquilo.

Barragem do Arroio Duro
Barragem do Arroio Duro

Pra finalizar o passeio, uma tentativa de pôr do sol na BARRAGEM DO ARROIO DURO. Chegamos tarde, mas ali é local de lazer dos moradores da região. Cercado por mata nativa, o lago artificial costuma lotar nos finais de semana mais quentes por conta das churrasqueiras, pracinha e água própria para praticar esportes aquáticos como canoagem, pesca e stand up paddle.

Aberto diariamente das 8h às 20h na Estrada de acesso à Vila Aurora.

Mais sobre a Revolução Farroupilha

Camaquã é onde ficava a charqueada de Bento Gonçalves (hoje pertence ao município de Cristal e a casa histórica é propriedade privada), inclusive seu pai é o fundador da cidade. O Capitão Joaquim Gonçalves da Silva cedeu o terreno para a construção da Capela Curada de São João Batista de Camaquã e assim começou a história do município em 1815.

Por ali circulavam os revolucionários e existe uma briga sobre o local real da casa das sete mulheres, aquela do seriado famoso. Contrariando a atração famosa em São Lourenço do Sul, os locais dizem que a fazenda de Don’Anna, uma das irmãs de Bento Gonçalves, esta em Camaquã. A propriedade fica distante do centro e não tivemos tempo de visitar e averiguar mais informações.

O museu dentro do Forte Zeca Netto tem elementos contando esta história. Paula, do Mochilinha Gaúcho, explica a parte dos lanchões (os barcos criados ali por Garibaldi) neste artigo. E se recomendarem visitar o túmulo de Caetana, mulher de Bento, digo que não vale a pena. O antigo foi demolido porque um marmoraria local quis dar um presente à cidade. Virou uma propaganda da empresa e o patrimônio histórico foi apagado sem dó.

Bonecos de pano da Revolução Farroupilha em Camaquã
Bonecos de pano da Revolução Farroupilha em Camaquã

 

Leia todos os artigos postados aqui sobre a Rota Farroupilha

Aproveite que o Rio Grande do Sul é um excelente destino para viagens de carro e alugue o seu no site da Rental Cars.

Tome Nota: Camaquã

Como chegar a Camaquã: localizada entre a Lagoa dos Patos e o Rio Camaquã tem a BR 116 passando no meio do município. Fica exatamente na metade do caminho entre Pelotas (125 km) e Porto Alegre (127 km) e por isso desde sempre foi meu ponto de parada.

Para contratar o historiador Paulo, envie e-mail para pvsa21@yahoo.com.br ou ligue 051 8556 9247.

Consulte programação cultural da cidade na FANPAGE da Secretaria de Cultura e Turismo de Camaquã.

Guia RS pra levar na viagem e ler em qualquer aparelho

Esta cidade é um dos destinos da Rota Farroupilha. Se prefere ter todo o conteúdo sobre este itinerário para consultar durante a viagem e ainda ter sugestão de roteiros com mapa interativo detalhado, adquira o guia Guia RS Rota Farroupilha >>

A viagem #RotaFarroupilha é um projeto do Territórios em parceria com As Peripécias de uma FlorCafé ViagemMochilinha Gaúcha e participações especiais de Andarilhos do Mundo e da jornalista Criz Azevedo. O roteiro teve o apoio de empresas regionais como BC&M Advogados e Agropecuária Sallaberry, além do suporte do Sebrae Costa Doce e de algumas secretarias de turismo. A ideia surgiu ao saber da Rota Caminho Farroupilha, elaborada pelo Sebrae RS e oferecida como pacote turístico pela Tchê Fronteira Turismo.

© Todos os direitos reservados. Fotos e relato 100% originais.

Roberta Martins

Roberta Martins

Publicitária, geradora de conteúdo sobre turismo, idealizadora deste site, fotógrafa e guia de turismo. Há 12 anos relata suas experiências de viagem focando em cultura e ecoturismo. Saiba mais na página da autora.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Chame via WhatsApp