Os exóticos animais da Austrália

Os exóticos animais da Austrália

Uma das minhas maiores expectativas da viagem era conhecer os animais da Austrália que só existem lá. Você deve estar pensando em cangurus e coalas, mas este país possui muitos outros bichos belos e únicos.

Jellyfish
Jellyfish

A primeira parada foi no SYDNEY AQUARIUM, onde vimos uma grande diversidade de peixes e tubarões, porém o bicho que mais chamou atenção foi o dugong, um animal parente do peixe boi brasileiro. Sua cara era muito simpática parecendo estar sorrindo o tempo todo, e embora ele seja encontrado largamente na costa da Austrália, somente os aborígenes podem caçá-lo.

Dugong
Dugong

 

Broad-shelled Turtle
Broad-shelled Turtle

 

 

 

 

 

 

 

 

Todos pensam que os tubarões são os seres marinhos mais perigosos, porém o responsável por mais mortes na Austrália é na verdade a jellyfish, um tipo de água-viva que possui toxinas nos seus tentáculos. A descrição de quem já sobreviveu a um ataque é a sensação de mil agulhas e facas entrando e saindo incessantemente ao longo da sua coluna vertebral, pés, pontas dos dedos, língua, extremidades e olhos

No aquário ainda vi uma tartaruga de pescoço comprido, chamada broad-shelled turtle, o platypus que é uma espécie aquática do ornitorrinco, pinguins, cavalos marinhos e muitos peixes. Conseguimos até flagrar um peixe palhaço e um blue tang que lembrou o filme Procurando Nemo.

Procurando Nemo
Procurando Nemo

Vi muitos pássaros diferentes nas cidades por onde passei. O ibis foi trazido da china e virou praga, pois se adaptaram rapidamente ao convívio urbano. O australian raven é uma espécie de corvo, que emite um som parecido como uma criança gritando. Os periquitos rainbow lorikeet são os mais bonitos, presentes em praticamente todas as cidades. São pássaros bem coloridos e gritam como a caturrita.

Ibis, Raven e o Rainbow Lorikeet
Ibis, Raven e o Rainbow Lorikeet
Cacatua
Cacatua
Morcegos
Morcegos

 

 

 

 

 

 

 

 

As cacatuas são originárias da Austrália e andam livremente pela cidade de Sydney. No BOTANICAL GARDEN encontramos dezenas delas, e no final do dia parecem travar um duelo com os milhares de flying fox que começam acordar para ir atrás de comida na cidade. Foi bastante tenso caminhar no parque com tantos morcegos sobrevoando minha cabeça.Em uma trilha no Outback, fomos presenteados com a presença de um lagartinho espinhoso, que apareceu quando coletava lenha. Ele é chamado de thorny devil, e embora inspire medo, é na verdade completamente inofensivo. Ele se move bem lentamente e seus espinhos não são venenosos, servem para dissuadir os predadores de tentar engolí-lo.

Thony Devil
Thony Devil
Camel
Camel
Diabo da Tazmânia
Diabo da Tazmânia

 

 

 

 

 

 

 

Ele é pequeno, tem aproximadamente 20 cm, e se alimenta principalmente de formigas. O curioso e a forma como se hidrata: possui pequenos canais capilares em todo corpo que permitem coletar água e canalizar até sua boca.

Em Alice Springs conheci os dromedários, chamados camel. Eles tem uma cara muito cômica, e foram trazidos da África para auxiliar na construção de um telégrafo. No fim da obra era mais caro levá-los de volta, então eles ficaram soltos no país. O que ninguém esperava é que se adaptariam tão bem e acabariam evoluindo, surgindo uma nova raça mais resistente que a original. Hoje a Austrália exporta esses animais para África e o resto do mundo. 

Os zoológicos australianos nos permitem conhecer animais que dificilmente encontraríamos passeando pelo país. O diabo da tasmânia é um deles: um carnívoro ameaçado de extinção que possui hábitos noturnos. Tem caninos grandes que permitem se alimentar de carcaças e tem a força equivalente a média humana.O que mais vimos nos zoológicos foram cangurus, os animais símbolo do país. Porém nem tudo que parece canguru é canguru. Todos são na verdade marsupiais que pertencem à família dos macrópodes que engloba 45 espécies divididas em cangurus, wallabies, cangurus da árvore, wallaroos, pademelons e quokkas. Tive a sorte de ver pelo menos um de cada tipo.

Cangurus, Wallabie, Canguru da árvore, Wallaroo, Pademelon e Quokka
Cangurus, Wallabie, Canguru da árvore, Wallaroo, Pademelon e Quokka

O que diferencia um do outro é basicamente seu tamanho, que vai dos 30 cm dos cangurus-ratos ao 1,60 metros do canguru-vermelho. Eles são animais bem sociáveis e fáceis de serem encontrados até mesmo em parques.

Coala
Coala
Wombat
Wombat

Os coalas são bichos muito preguiçosos, chegam a dormir 20 horas por dia. Sua alimentação é basicamente folha de eucalipto e quase não bebem água, o que originou seu nome que em aborígine quer dizer “que não bebe”. Apenas no estado de Queensland é permitido pegá-los no colo.

Eles possuem um parente que não sobe em árvores: o wombat, embora não seja muito conhecido, é o maior herbívoro mamífero da Terra e está ameaçado de extinção.

Dingo
Dingo

Outro animal que está ameaçado é o dingo, uma espécie de cachorro selvagem. Eles ficaram conhecidos na década de 80 quando uma mãe afirmou ter visto um dingo levar seu bebê em um acampamento próximo à Uluru. Isso resultou no maior julgamento da história do país, e mais tarde virou filme.

O ser mais estranho que vi, foi o ornitorrinco. Com certeza é o bicho mais incomum do mundo: um mamífero de vida aquática que tem bico de pato e põe ovo. Além de tudo isso, possui ferrões nas patas traseiras que soltam veneno e são capazes de matar seres do tamanho de um gato.

No flickr do Territórios criamos um álbum com todos bichos que fotografamos na Austrália.

Ornintorrinco
Ornintorrinco

Tome Nota: animais da Austrália

Canguru Albino
Canguru Albino

Ao visitar a Austrália você deve ir nos Zoológicos para ver de perto sua fauna exótica.

Em Sydney recomendo o TARONGA ZOOSYDNEY AQUARIUM.

Em Cairns tem o KURANDA VILLAGE onde é permitido segurar um coala no colo e alimentar os cangurus. Tem também uma gaiola gigante onde você pode interagir com muitas espécies de pássaros.

No oeste da Austrália é interessante ver os cangurus albinos no Zoológico de Perth ou em Hyden, no WAVE ROCK WILDLIFE PARK .

Veja mais fotos de animais australianos:

Emu na Austrália por Leandro Gabrieli

Corais austrália

Diabo da Tasmânia

zoo de sydney

Coala

Cangurus

Kookaburra

kuranda Roberta Martins abraço coala Austrália por Leandro Gabrieli Roberta Martins e canguru

Canguru de árvore

©Todos os direitos reservados. Fotos e relato 100% originais.

Veja todos os textos sobre esta viagem no post Índice – Mochilão Austrália.

Leandro Vettorazzi Gabrieli

Leandro Vettorazzi Gabrieli

Co-fundador do Territórios versão 2010, fotógrafo amador e entusiasta de tecnologia. Combina o hobby de viajar com a paixão de fotografar, principalmente animais. Parceiro para tudo, não precisa perguntar duas vezes para fazer uma aventura ou indiada. Se você encontrar com ele em uma viagem certamente estará com sua mochila nas costas e sua Nikon na mão.

7 comentários

  1. GOSTO DE TODO OS ANIMAIS

  2. Que coisa, quando estive no Taronga em 2000, eu peguei um coala no colo! Tinha até um espaço próprio para fotos e tudo. O dificl era conseguir pegar o bichinho acordado porque pelas regras, as fotos só eram permitidas quando eles estivessem acordadinhos. Será que o espaço não continua lá e vocês passaram batido porque quando eles estão dormindo não há muvuca de turista?

  3. que jogos legaiaaaaaaal adorei muuuuuuuuuuuuuuuito ass;maria eduarda

  4. Oi Júlia,

    Muito obrigado pelos esclarecimentos!

    Minha descrição aqui no post é de alguém bem leigo.

    Fui olhar minhas anotações, e a foto na verdade é da Moon Jellyfish, que pelo que li no Sydney Aquarium é uma água-viva geralmente inofensiva.

    Abraço!

  5. Olá, muito bom post. Morei na Austrália e sou bióloga. Mas queria fazer uma pequena correção, na parte da água viva você colocou que jellyfish é um tipo de água viva, na verdade jellyfish é agua viva em inglês. E no caso acho que a água viva da qual você está se referindo é a Irukandji (que é a da foto) ou a Box Jellyfish que é a que melhor se encaixa com a descriçao.
    Att.

Deixe uma resposta