Oribi George

Oribi George, uma reserva selvagem e radical


O significado de selvagem vai além da vida animal na África do Sul, são cenários e aventuras de tirar o fôlego até dos mais viajados. Experiências radicais que tive o prazer de participar durante o projeto Descubra África do Sul, quando conheci parques espalhados pelo país e o Oribi George, na costa sul de KwaZulu-Natal, estava entre eles.

Oribi George Nature Reserve

Paredão onde acontece o swing tem uma cachoeira quando não é época de seca
Paredão onde acontece o swing tem uma cachoeira quando não é época de seca

Oribi George tem áreas pra safari, hotéis fazenda, fábrica de café e o parque WILD 5 (trocadilho com o big five), onde fiz trekking e Guilherme o swing (se jogar como um pêndulo). Tudo acontece nas margens e dentro de um canyon cujas rochas tem cerca de 356 milhões de anos e chegam a mais de 170 metros de altura. Vale considerar também os 27 km de comprimento e 1 km de largura.

O parque oferece atividades como rafting de até dois dias, trilhas de 1 a 9 km, rapel de 100 metros, paintball, cavalgada, tirolesa por 120 metros a 165 metros de altura (mais longa da África) e o maior swing do mundo. O corajoso que encara o SWING deve pular de 165 metros de altura, rente as pedras, cachoeira e no meio da mata, segurando uma corda que leva ele até o outro lado e volta por segundos intensos. Gui garante que o medo foi maior que o swing no estádio de Durban. Eu acredito e, se não tivesse feito um dia antes, não deixaria de experimentar (veja o vídeo do meu swing).

Corda da tirolesa
Corda da tirolesa

Para fazer a trilha é preciso enfrentar o medo de altura, tanto no início quanto no final é obrigatório cruzar uma ponte pênsil com 84 metros de comprimento e 100 metros de altura! Passam seis pessoas por vez e pular não é permitido, mas sempre tem o engraçadinho…

Depois é só relaxar e curtir o visual, tem cenários pra fotos em caverna e uma pedra estratégica para dar aquela sensação de não sermos nada perante a natureza. Neste momento comecei a observar as flores silvestres que iriam aparecer cada vez mais até chegarmos a Cape Town. São diferentes e quase todas muito pequenas, é preciso um olhar atento para encontrá-las e bom equipamento para registrá-las.

Cris delirando com o visual sentada na pedra estratégica
Cris delirando com o visual sentada na pedra estratégica

Tome Nota Oribi George

Valores em rands, cerca de 0,29 de real
Valores em rands, cerca de 0,29 de real

WILD 5 funciona todos os dias das 8h30 as 16h30. Paintball e rafting precisam ser agendados com antecedência, para as outras atividades basta chegar. Todas as atrações são pagas, mas os valores pra fazer esportes radicais na África do Sul são bem em conta quando comparados a outros destinos como Nova Zelândia e até Brasil.

Como chegar: o aeroporto mais perto fica em Durban e a cidade próxima é Port Shepstone. É preciso contratar um transfer ou alugar um carro, as estradas tem sinalizações indicando o caminho para o parque. Eu usei uma opção mais divertida, Oribi George é uma das paradas do tour PANGEA TRAILS.

Casa na árvore em Umzumbe
Casa na árvore em Umzumbe

 

 

 

 

 

 

 

Torta de carne para o almoço
Torta de carne para o almoço

Hospedagem: passei dias bem tranquilos desfrutando praia, yoga e natureza no MANTIS & MOON BACKPACKERS, em Umzube. Fica cerca de 25 km do parque.

RESERVE AQUI

CONHEÇA 2 PROPRIEDADES DENTRO DO PARQUE

Onde comer: WILD FIG CAFE é bastante acessível por ser a única opção de restaurante do parque. Almocei uma torta de carne deliciosa e bem recheada com batatas e molho por cerca de R$ 16, enquanto o prato mais caro era gourmet por cerca de R$ 25.

Veja mais fotos de Oribi George Nature Reserve:

 

Acompanhe todos os posts sobre esta viagem no artigo resumo – 33 dias em 5 minutos.

O projeto Blogueiros na África do Sul (#DescubraAfricadoSul) foi uma realização do Travel Concept Solution e apoio da Pangea TrailsSouth African AirwaysDetecta Hotel e incentivo da agência nacional de turismo (South African Tourism), da cidade de Joanesburgo (Joburg Tourism) e também de Cape Town (Cape Town Tourism). A viagem foi patrocinada, mas as opiniões aqui expressas são de livre expressão do autor. Veja também os blogs que participaram da viagem: Dentro de MochilãoTerritóriosViajando com Eles e Viagem Criativa.

Fotos de Roberta Martins, Cris Marques e Guilherme Tetamanti.

© Todos os direitos reservados. Fotos e relato 100% originais.

Roberta Martins

Roberta Martins

Publicitária, geradora de conteúdo sobre turismo, idealizadora deste site, fotógrafa e guia de turismo. Há 13 anos relata suas experiências de viagem focando em cultura e ecoturismo. Saiba mais na página da autora.

2 comentários

  1. Uau que fotos iradas e que lugar incrível! Vou conhecer a África do Sul em maio. Poxa, vou dar um jeitinho e colocarei Oribi George no meu roteiro. E sobre seguro viagem? Alguém me indica uma boa empresa? Bjs

    1. Olá Marina, sugiro ver o vídeo e acompanhar os próximos posts para se inspirar, não contei nem a metade das dicas ainda.

      Sobre seguro eu sempre faço com a Mondial, mas nunca precisei usar. Quem já usou diz que funciona bem. Temos parceria com eles e oferecemos um desconto de 15% para os leitores. Veja o passo a passo de como usar o cupom neste link https://territorios.com.br/como-comprar-seguro-viagem/

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.