vestir nos aparados da serra

O que vestir nos Aparados da Serra


Não importa se o roteiro for aventura, contemplativo, gastronômico ou romântico, roupas e sapatos merecem uma atenção especial para se sentir bem e aproveitar ao máximo a região dos canyons do sul do Brasil. O clima muda bruscamente em qualquer estação do ano e exige peças para frio ou calor. Pancadas de chuva ou a viração (névoa densa que chega de repente tirando toda a visibilidade) são comuns e não devem atrapalhar o passeio de quem está preparado. Afinal o tempo “ruim” cria uma aura de mistério mostrando belas e diferentes paisagens.

Caminhadas em Cambará do Sul
Caminhadas em Cambará do Sul
Quando não tem vento pode ser bem quente no canyon Fortaleza
Quando não tem vento pode ser bem quente no canyon Fortaleza
Viração começando na subida da serra
Viração começando na subida da serra

A temperatura média fica entre 30 e -10 graus, sendo a diferença entre estar em cima da serra ou no pé do canyon de 5 graus. Senti isso nas poucas horas que viajei de Praia Grande (SC) para Cambará do Sul (RS), além de presenciar sol, viração, calor e chuva. No final da primavera, pegamos temperaturas entre 12 e 22 graus, mas no inverno já passei muito frio, principalmente para ver o sol nascer. Por outro lado, caminhei ou cavalguei no sol e usei apenas camiseta e calça em pleno mês de julho.

A região oferece trilhas de diferentes níveis de dificuldade - no interior do Itaimbezinho
A região oferece trilhas de diferentes níveis de dificuldade – no interior do Itaimbezinho

O que vestir nos Aparados da Serra

Uniforme oficial do Adventure Bloggers por Território Mountain
Uniforme oficial do Adventure Bloggers por
Território Mountain

O leitor deve estar imaginando o tamanho da mala que precisa para passar uns dias por lá. Não se preocupe, é média. Procuro levar roupas práticas que não deixam o calor escapar quando fechadas e não são quentes quando abertas como um corta-vento, fleece com fecho por cima da camiseta e calça bermuda. E se quero me arrumar para jantar, por exemplo, levo uma calça e blusas mais apresentáveis. Mas lá tudo é muito simples e raramente aparece alguém produzido.

Alongando antes da trilha - roupas devem ser flexíveis
Alongando antes da trilha – roupas devem ser flexíveis

 

Preparei uma lista do vestuário essencial:

Calças-bermuda – são duas peças em uma, é flexível, pode molhar que seca rapidamente no corpo e não pesa.

Camiseta Dry Fit – deixa o corpo respirar, afinal, mesmo no inverno, suamos nas caminhadas. Também seca rápido e algumas são tão leves que sinto apenas o biquíni por baixo. Nas trilhas em mata fechada a camiseta manga longa evita arranhões, queimaduras de sol e mosquitos. A Território Mountain apoiou o Adventure Bloggers e nos enviou um modelo contra odores. Todos usamos por 2 dias sem precisa lavar, funcionou.

Agasalho Fleece ou moletom – de preferencia com fecho e grosso se não for verão. O fleece pesa menos que blusão de lã e esquenta bem mais.

Corta-vento esquenta
Corta-vento esquenta
Começou a chover e logo peguei a capa de chuva tamanho GG, cabe eu e a mochila
Começou a chover e logo peguei a capa de chuva tamanho GG, cabe eu e a mochila
Estas meias foram perfeitas nas trilhas
Estas meias foram perfeitas nas trilhas

AGASALHO IMPERMEÁVEL com capuz ou capa de chuva – este deve andar sempre conosco, a chuva pode aparecer em qualquer momento.

Corta-Vento – na maioria das vezes, a sensação de frio é pelo vento gelado e essa peça consegue manter o calor do corpo mesmo sendo super fina.

MEIAS – devem ser confortáveis e com proteção nas áreas sensíveis para as caminhadas longas, desta forma as bolhas nem aparecem. Evite soquetes nas trilhas pela água, pois entra areia e machuca o pé. Indico a marca Lorpen, foi apoiadora do Adventure Bloggers enviando 2 modelos para testarmos. Gostei tanto que virou minha marca oficial de meias para trilhas.

BONÉ – ajuda a proteger do sol e da chuva, tome cuidado nas bordas dos canyons, pode voar se o vento estiver forte.

Sem medo de sujar a roupa na hora de relaxar curtindo esse visual do Fortaleza
Sem medo de sujar a roupa na hora de relaxar curtindo esse visual do Fortaleza

Calçados confortáveis variam conforme o gosto de cada um:

Tênis com sistema de drenagem
Tênis com sistema de drenagem

TÊNIS – principalmente para as caminhadas, algumas trilhas podem molhar o pé, neste caso leve mais de um. O tênis para trilhas com água deve ser fechado e em bom estado. Se for muito velho a sola vai cair no meio da trilha. Eu prefiro usar modelos com sistema de drenagem que não pesa devido a água sair facilmente e leva menos tempo para secar que os outros. Uso para tomar banho de cachoeira, assim não sinto o limo nas pedras e fico mais segura.

Bota de trilha – Segue a mesma recomendação do tênis sobre as trilhas na água e é melhor para proteger o tornozelo devido às pedras soltas, comuns nos percursos da região. Melhor ainda se for impermeável.

FIVEFINGERS – são perfeitas para relaxar depois das trilhas ou para caminhar em terrenos planos. É como estar de pé descalço sentido tudo por onde pisamos de forma protegida.

CHINELO – para usar no quarto ou relaxar depois das trilhas.

Relaxando de noite na pousada
Relaxando de noite na pousada
Blogueiros no canyon Fortaleza
Blogueiros no canyon Fortaleza

Tome Nota: como se vestir nos Aparados da Serra

Somente de junho a setembro leve touca, manta, luva, blusão de lã, segunda pele e casaco para temperaturas negativas. Essas peças são usadas em ambientes externos, dentro das pousadas e restaurantes sempre tem calefação ou lareira acesa.

Para as outras estações não esqueça de um agasalho leve e da roupa de banho, são muitas cachoeiras e piscinas naturais encontradas pelo caminho.

Leia o post sobre acessórios para trilha. 

Pode tomar banho com a calça que ela seca durante a trilha
Pode tomar banho com a calça que ela seca durante a trilha

Fotos de Leandro Gabrieli, Maurício Oliveira e Roberta Martins.

Essa viagem foi patrocinada.

© Todos os direitos reservados. Fotos e relato 100% originais.

Roberta Martins

Roberta Martins

Publicitária, geradora de conteúdo sobre turismo, idealizadora deste site, fotógrafa e guia de turismo. Há 13 anos relata suas experiências de viagem focando em cultura e ecoturismo. Saiba mais na página da autora.

5 comentários

  1. oi foi de muita ajuda as dicas ,ha anos nao faço trilhas e no meu tempo ha digo 40 anos atraz tudo tomava muito espaço nas machilas acampávamos pico marumbi ,mas pare ciamos mulas de carga isso p 2 ou 3 dias,obrigado das dicas.

  2. Parabéns pelo texto sera de grande ajudo durante minha viagem. Obrigado

  3. Estou preparando o meu carrinho de compras para montar minha mala rumo ao pólo norte. Apesar das suas dicas terem sido direcionadas para trilhas aqui em zonas tropicais, as lojas que você indica são excelentes! A variedade de produtos é ótima e sim, estou encontrando o que preciso para enfrentar o frio extremo, com preços muito bons. Adorei a dica e vou compartilhar! Abração e parabéns pelo post.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.