Maboneng

O colorido e criativo Maboneng


Voltei a Johanesburgo por um dia e uma noite e perguntei aos locais o que havia de novo. Museus, shoppings e restaurantes foram as respostas, alguns deles no bairro onde havia me hospedado na primeira visita a cidade. Decidi voltar lá e confirmar se Maboneng continuava descolado.

Resposta positiva, mas um tanto vazio durante a semana no mês de junho. Um garçon confirmou que aos finais de semana o bairro fica agitado o ano todo. Enfim, todos os locais visitados e indicados no texto original seguem abertos, apenas atualizei com um novo bar, um rooftop com loja e festas proibidas para menores de sexta a domingo.

O texto continua após os serviços recomendados no destino.

Leia todos os artigos sobre a África do Sul

AGILIZE SUA VIAGEM
Precisa de seguro viagem? Pegue o cupom de desconto

Deseja ficar conectado? Leve o chip internacional com Internet desde o Brasil

Encara dirigir na mão esquerda? Pegue as dicas para alugar um carro no exterior

Quer agendar passeios e transfer agora? Use a Get Your Guide ou saiba como funciona

A história recente do bairro

Certo dia um empresário decidiu investir em um bairro decadente de Johanesburgo, comprou prédios velhos e foi reformando três por ano. Conforme ficavam prontas, as construções estilo galpões foram sendo ocupadas por galerias de arte, escola de cinema, restaurantes charmosos, hotel boutique e lojas descoladas. Pronto, o cenário perigoso de Maboneng virou cool!

Em 2014 Maboneng (palavra que significa local de luz) tinha 18 prédios repaginados, e a ousadia de Jonathan Liebmann previa 30 ao total e hoje nao tenho certeza mas imagino ter atingido o objetivo. Mostrando como arte, cultura e indústria criativa podem mudar radicalmente, e para melhor, ambientes urbanos.

O local continua como lazer dos moradores mais antenados de Johanesburgo e ainda é uma descoberta, pois novos estabelecimentos abrem a cada ano. Turistas ja descobriram, mas sem multidões. 

Escola de cinema e sala de exibições
Escola de cinema e sala de exibições

O colorido e criativo Maboneng

Passei minha primeira noite na África do Sul em Maboneng e foi o suficiente para mudar completamente a impressão que eu tinha de Johanesburgo. Ideia equivocada, pelo menos nos dias de hoje, influenciada pelos amigos que já foram e apenas usaram como porta de entrada no país ou relato escrito aqui pelo Agustin.

Lojas descoladas em containers
Lojas descoladas em containers

Pessoas estilosas, arte urbana, moda interessante e muito grafite foi o que encontrei pelas ruas do bairro Maboneng. Caminhei de dia e de noite sem medo, havia seguranças nas esquinas e policiamento. Visitei exposições de arte, vi a vida passar sentada em café com mesa na rua, olhei vitrines e me deliciei com um kebab na ferinha gastronômica no Arts On Main. Um dos prédios reformados virou um complexo com lojas, restaurantes, cervejaria e exposições com diversas influências. Quase todas as antigas fábricas viraram complexos, devido ao tamanho, e dão nome à quadra estampado em algumas paredes.

Fachada do Arts on Main
Fachada do Arts on Main

Arte urbana nas quadras de Maboneng
Arte urbana nas quadras de Maboneng

Maboneng Maboneng MabonengAlgumas casas grafitadas viraram ponto de encontro de músicos que comandam jam sessions animadíssimas sem agendamento prévio. Infelizmente este lado só ouvi pelas palavras do guia do hostel, nem ele sabe quando acontecem, mas está sempre atento quando escuta um som pelo bairro. 

Onde comer e beber em Maboneng

Living Room é a nova descoberta no bairro Maboneng. Um rooftop para ver a cidade um pouco mais do alto enquanto conhece pessoas, bebe drinks e come lanches ou petiscos. O queijo camembert derretido com figos estava divino e os preços bastante acessíveis. A decoração é linda e vários produtos estão à venda. Domingo e dia de música ao vivo e público hypster. Na 20 Kruger St.

Living Room
Living Room

O bairro têm estabelecimentos oferecendo culinárias do mundo todo e aos finais de semana acontece uma feira gastronômica que indico como visita obrigatória. Dei sorte e peguei o único dia do mês em que a feira funciona de noite – o Night Market, sempre na primeira quinta do mês no galpão do Arts on Main. 274, Fox Street.

O café da manhã foi no Eat Your Heart Out sentada na calçada da 290, Fox Street.

Vinho orgânico por menos de 5 dólares na Canteen, também dentro do Arts on Main.

Onde dormir em Maboneng

Hidromassagem na porta do meu quarto
Hidromassagem na porta do meu quarto

Curiocity é um hostel dentro de um local histórico, um dos prédios reformados. Foi uma gráfica frequentada por Mandela e tida como foco de resistência ao Apartheid (onde materiais eram impressos). Hoje tem o passado nas paredes mesclando com a aura cosmopolita do bairro. Tem quartos privativos e coletivos com banheiros compartilhados.

RESERVE AQUI  |  COMPARE VALORES NOS SITES DE BUSCA

12 Decades Art Hotel. Localizado no sétimo andar de um centro cultural, possui doze quartos temáticos que contam a história das últimas doze décadas do país. Cada um decorado por um designer diferente. Como estavam ocupados não pude visitar, mas as fotos pela internet dão vontade se passar uma noite por ali.

RESERVE AQUI  |  COMPARE VALORES NOS SITES DE BUSCA

Pegue as dicas básicas antes de partir para África do Sul neste texto

© Todos os direitos reservados. Fotos e relato 100% originais.

Roberta Martins

Roberta Martins

Publicitária, geradora de conteúdo sobre turismo, idealizadora deste site, fotógrafa e guia de turismo. Há 13 anos relata suas experiências de viagem focando em cultura e ecoturismo. Saiba mais na página da autora.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.