fbpx
Galeria Vittorio Emanuele, Milão

Milão em até 24 horas


Milão é tendência com bases sólidas na arte e na história. A capital industrial da Itália se transformou no lugar onde tudo é moderno e dinâmico. Da inovação tecnológica à moda ou da publicidade ao design, passando pela tradicional gastronomia italiana e o futebol milanês. Não à toa, tem sido eleita entre 20 as melhores cidades pra visitar na Europa nos últimos anos, segundo votação da European Best Destinations. Em 2017 ficou em segundo lugar e deve manter o bom posicionamento nesta década.

 SEGURO VIAGEM É OBRIGATÓRIO NA EUROPA. CLIQUE PARA ORÇAR

Se apenas sair caminhando e olhando vitrines revela verdadeiros tesouros, o único senão é a dúvida na escolha entre tantas opções. Ainda mais quem tem apenas algumas horas para aproveitar a cidade. O ideal seria passar pelo menos cinco dias (veja o roteiro do Agustin). Como ainda não foi possível, deixo o meu roteiro de um dia em Milão e dicas para não perder tempo se locomovendo na metrópole.

Coisas pra fazer em Milão em 1 dia

Os principais pontos turísticos se concentram ao redor da Catedral de Milão – Duomo. O objetivo deve ser chegar ao centro histórico e, a partir dali, escolher as atrações de sua preferencia. Optei por passar na frente dos prédios históricos, sem incluir visitas, e assim otimizar o meu tempo. Caminhei bastante e descansava somente nos momentos das refeições.

Catedral de Milão
Catedral de Milão

Duomo é o monumento mais importante do período gótico e cartão postal da cidade. Levou cinco séculos para ser erguido e está em constante manutenção. A vista do alto das torres deve ser incrível e só não subi porque o tempo estava nublado.

ENCONTRE HOTEL NA CIDADE | COMPARE  VALORES

Galeria Vittorio Emanuele II
Olhe pra cima na Galeria Vittorio Emanuele II
O octógono central representa as capitais italianas em diferente épocas: Milão, Torino, Firenze e Roma. Os lustres representam os continentes, América, Europa, África e Ásia
O octógono central representa as capitais italianas em diferente épocas: Milão, Torino, Firenze e Roma. Os lustres representam os continentes, América, Europa, África e Ásia

Em frente fica a Galeria Vittorio Emanuele II (1871) com piso de mármore, cúpula de vidro, afrescos nas paredes e lojas de grife entre diversos detalhes. Criação do arquiteto Giuseppe Mengoni e esculturas de Pietro Magni.

A galeria serve de passagem entre Piazza Duomo e Piazza Alla Escala. Local do famoso Teatro Alla Scala, da estátua de Leonardo da Vinci e do Palácio Marino. Teatro Alla Scala (1778) está entre os mais famosos do mundo por receber renomados artistas de ópera além da grandiosa arquitetura.

Estátua do Leonardo Da Vince
Estátua do Leonardo Da Vinci e Palácio Marino ao fundo
O Castello Sforzesco é um dos principais símbolos de Milão com intensa programação artística
O Castello Sforzesco é um dos principais símbolos de Milão com intensa programação artística

 

Continuando por ruas charmosas chegará ao bairro Brera com seus cafés, artistas e prédios antigos. Na mesma região vai encontrar o Castelo Sforzesco e o luxuoso quadrilátero da moda – Quadrilatero d’Oro, entre as vias Montenapoleone, Manzonni, Della Spiga e Sant’Andrea. Local das boutiques mais procuradas pelos fashionistas de plantão.

Se tiver mais tempo, não deixe de entrar nos museus como a Pinacoteca e Museo del Novecento. O último para apreciar obras de artistas do século XX como Picasso, Kandinskij e Modigliani. Eu adoro. Infelizmente, ficou para a próxima ida a Milão.

Hotéis em Milão

Delle Nazioni Hotel

Passei uma noite em Milão e procurei hospedagem perto da Estação Central porque tinha passagem de trem para a manhã seguinte. Delle Nazioni Hotel fica a apenas 5 minutos a pé e tem fácil acesso ao transporte público. A decoração é antiga, mas é limpo e confortável. O café da manhã surpreendeu pela variedade em hotel econômico.

RESERVE AQUI

Nhow Hotel

Pra quem pode ficar mais dias, Agustin recomenda Nhow Hotel na zona mais moderna de Milão.

RESERVE AQUI 

Dica do Gellato – prove um sabor por dia e a viagem será muito mais feliz : )
Cioccolati Italiani Dica do Gellato – prove um sabor por dia e a viagem será muito mais feliz : )

Onde comer em Milão

As dicas abaixo foram deliciosas e acabei de confirmar que ainda são válidas. Vieram todas da Anna e da Mari do Blog Finestrino.

Cioccolati Italiani

Para se deliciar com os sorvetes italianos servidos em cones de chocolate. A vitrine da foto acima fica na via San Raffaele, 6, ao lado da Piazza Duomo.

Panzerotti saborosoLuini

Parada obrigatória para provar o barato e saboroso Panzerotti entre um atrativo e outro. É um misto de calzone com pizza, mas com outro sabor e textura. A massa é crocante podendo ser frita ou assada. Na via Santa, Radegonda, 16.

Luini
Panzerotti no Luini

 

 

 

Petit Pizza & Bistro

Pizzaria charmosa para um jantar à luz de velas. Serve massas e pratos gourmet na via Amerigo, Vespucio, 5.

Petit
A conta vem em uma caixinha de joias
Petit
Ambiente a luz de velas no jantar

 

 

 

 

 

Tram nas ruas de Milão
Tram nas ruas de Milão

Milão aeroportos e como chegar ao centro

A capital tem dois aeroportos, sendo Malpensa o principal e porta de entrada para voos internacionais. Localizado 50 km distante do centro, tem fácil transporte público para outras regiões.

De ônibus: parte a cada 20 minutos dos Terminais 1 e 2 para a Estação Central de Milão (Milano Centrale) com duração de 1 hora. Possuí conexões para outras cidades da Lombardia e o aeroporto Linate.

De trem: parte a cada 30 minutos do Terminal 1 ou 2 para a estação Cadrona e dura 40 minutos. Outra linha também leva para Milano Centrale.

De carro: alugue um carro somente se for viajar para outras cidades. O transporte público em Milão é eficiente e evita inconvenientes no trânsito ou na hora de achar estacionamento.

Interior do tram
Interior do trem

  • Circular na cidade e arredores

Abuse dos trams (bonde elétrico), ônibus e trens para explorar Milão, mas lembre-se de comprar o bilhete antecipadamente porque não há cobradores dentro do transporte público. Pode comprar dentro do aeroporto, na Internet ou em bancas de revista facilmente encontradas pela cidade.

A partir da Estação Central ou Milano Centrale, principal estação ferroviária da cidade, pode chegar a qualquer lugar na Itália em trens bala. Vale para bate e volta ou começar a jornada pelo país. Veja as distâncias de alguns locais próximos e clique, quando houver link, para ler o meu relato.

140 km de Turim | 143 km de Gênova | 158 km de Verona | 212 km de Bolonha | 272 km de Veneza | 288 km de Pisa | 298 km de Ravenna

Estação Central de Milão
Estação Central de Milão
INICIAL » ITÁLIA » MILÃO » 24 horas em Milão

Veja mais fotos de Milão:
Ruas de Milão

Arco Porta Nueva

 

Bicicletas públicas para alugar

Galeria Vittorio Emanuele II

Palácio Marino Igreja San Carlo al Corso Eu na Piazza Duomo Vitrine de queijos Duomo

Ruas de Milão e as bicicletas

 

© Todos os direitos reservados. Fotos e relato 100% originais.

Roberta Martins

Roberta Martins

Publicitária, geradora de conteúdo sobre turismo, idealizadora deste site, fotógrafa e guia de turismo. Há 13 anos relata suas experiências de viagem focando em cultura e ecoturismo. Saiba mais na página da autora.

1 comentário

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.