Ferradura dos Vinhedos

Ferradura dos Vinhedos: rally pelas vinícolas de Livramento


Quando visitei a vitivinícola Cordilheira de Santana no verão, comentaram sobre a Ferradura dos Vinhedos e tratei de colocar logo na lista para fazer em uma próxima ida a Santana do Livramento. A oportunidade veio em julho durante a Rota Caminho Farroupilha.

Leia todos os artigos sobre o Rio Grande do Sul

AGILIZE SUA VIAGEM
Veja opções de excursões, ingressos e transfer na Serra Gaúcha

Ferradura dos Vinhedos: rally pelas vinícolas de Livramento

 

FERRADURA DOS VINHEDOS é um passeio de carro parando nos pontos turísticos ao redor do Cerro de Palomas, o caminho faz trajeto semelhante ao desenho de uma ferradura onde se concentram vinícolas e produtores rurais da região.

Cerro de Palomas na direita visto da Vitivinícola Cordilheira de Sant'ana
Cerro de Palomas na direita visto da Vitivinícola Cordilheira de Sant’ana

Eu chamei de rally por ser estrada de terra com direito a embarrar o veículo nas poças e acelerar para sentir a adrenalina. Isto porque estávamos com Paula e sua Mitsubishi L200 Savana, afinal motoristas de outros veículos iriam bem devagar para poupar o seu carro. Ou seja, é muito mais divertido e recomendo fazer em 4×4.

São dez pontos de parada, sinalizados por placas mostrando o roteiro, percorridos em cerca de três horas. Mas nem todos funcionam nos finais de semana, alguns abrem em horários específicos e com agendamento prévio e outros somente durante a semana. Por isso e pela explicação dos guias, vale contratar um receptivo para organizar todo o passeio.

Um dos trechos complicados da estrada de terra
Um dos trechos complicados da estrada de terra

Fomos com a Pampa e Fronteira, contudo, o contato foi de última hora e era domingo, ou seja, ficou incompleto. Paramos em todos os locais e ouvimos a explicação de Vera Reis. A guia foi dentro do nosso carro, mas o meio de transporte esta incluso no pacote da agência.

O que ver na Ferradura dos Vinhedos

HORTO VITIVINÍCOLA VALLAGARINA

Grande produtor e exportador de mudas de uvas.

Placa de sinalização da Ferradura dos Vinhedos
Placa de sinalização da Ferradura dos Vinhedos

VINÍCOLA SALTON

Esta é conhecida pela sede na serra gaúcha, mas os vinhedos dos vinhos mais finos são plantados ali. Tem visita técnica para receber o turista com agendamento e no futuro pensam em fazer um posto com degustação e varejo.

Entrada da Vinícola Salton
Entrada da Vinícola Salton

PASSO DOS GUEDES

Está no mapa do roteiro sem número e nem tem parada, mas tem explicação dentro do carro quando passamos pela ponte sobre o local chamado Passo dos Guedes. A história do século 19 é a seguinte: os farrapos Jacinto Guedes da Luz e Bento Martins se desafiaram para um duelo, mas o primeiro ficou com medo da peleia e fugiu pelo córrego. O fato só serviu como inspiração para o nome do córrego. O ponto pode ser uma pausa para tomar um café com produtos regionais quando agendado previamente.

VINÍCOLA NOVA ALIANÇA

Outro nome bastante conhecido por estar presente nos supermercados de todo o Rio Grande do Sul. Inclusive eu adoro o suco de uva integral na caixa com a torneira acoplada. Abre de segunda a sexta.

CERRO DA CRUZ

A parada é pela paisagem do pampa com colinas. O cerro é famoso e leva este nome por causa de uma lenda, dizem existir uma cruz no topo e esta muda de posição sozinha. Mas não falei com ninguém que tenha subido lá pra ver tal fenômeno ou confirmar a existência do objeto.

Cerro da Cruz
Cerro da Cruz

CEMITÉRIO DA CRUZ

Tem mausoléus requintados com mais de um século de história no meio do mato. No passado as famílias construíam as tumbas dentro da propriedade em que viviam e os mais ricos ostentavam na estrutura. Como tem risco de queda e ninguém conserva o local, apenas observamos as ruínas da estrada. E neste ponto, a nossa alegria aumenta com a condição da estrada. Perfeito para quem está em um 4×4 e complicado para os outros meios de transporte. Em dias de chuva os condutores de vans e carros normais devem voltar para o início do caminho e pegar a BR-158 para fazer a outra ponta da Ferradura dos Vinhedos.

Cemitério da Cruz
Cemitério da Cruz

PASSO DA CRUZ

Outra momento pra fotografar o cenário com estrada de ferro desativada, açude e árvore enorme.

Estrada de ferro desativada
Estrada de ferro desativada

NOVOS VINHEDOS

Na verdade são as plantações de oliveiras que começam a produzir azeites em pequena escala e são a nova promessa da região. Olivo Pampa é a empresa aberta à visitação sob agendamento que contempla visita técnica ao plantio, à fábrica e degustação orientada.

VINÍCOLA ALMADÉN

A mais antiga das vinícolas da Campanha atualmente pertence ao grupo Miolo, também da serra gaúcha. Eles oferecem degustação e visita à fábrica durante a semana ou com agendamento muito prévio aos domingos, logo, não passamos do portão neste dia.

VITIVINÍCOLA CORDILHEIRA DE SANT’ANA

A empresa citada no início do texto foi a única que aceitou nos receber de última hora com tour, degustação e loja aberta para levar algumas garrafas. Desde a primeira visita já virei fã dos vinhos e da paisagem, talvez a mais bonita de todos os Vinhos da Campanha. Ali são produzidos vinhos deles e da marca Dunamis. E o meu favorito continua sendo o branco Gewürztraminer.

A empresa existe há quinze anos com alto padrão de qualidade definido pela química proprietária. Se ela não gosta da safra, nenhum vinho da uva específica é produzido naquela ano. E os produtos não tem adição de açúcar, todo o álcool vem do doce da fruta.

Vinícola fotografada no verão depois da colheita. São 20 hectares de vinhas
Vinícola fotografada no verão depois da colheita. São 20 hectares de vinhas

CERRO DE PALOMAS

E o caminho termina subindo no cartão postal de Santana do Livramento. Fica na beira da BR-158 e anuncia a chegada na cidade para quem vem do resto do Brasil. Pelo tardar da hora, optamos por ir direto para a próxima pausa que não está no mapa oficial, mas é um presente delicioso da Pampa e Fronteira.

Cerro de Palomas visto da BR-158, perto da fronteira com Uruguai
Cerro de Palomas visto da BR-158

CAFÉ CASEIRO NO CENTRO DE TRADIÇÕES RINCÃO CRIOULO

Hora de degustar pão, bolo e chimia caseiros acompanhados por um café passado na hora. Tudo feito com frutas plantadas ali mesmo e oferecidas conforme a estação do ano. Naquele dia a sensação foi provar chimia de vergamota (geleia de tangerina). E pode comprar potes pra levar. Ali também oferecem passeios a cavalo para se sentir um gaúcho de verdade cavalgando pelo pampa.

Parte do café caseiro depois do passeio
Parte do café caseiro depois do passeio

 

 

 

Cenário comum no Pampa
Cenário comum no Pampa

 

Faça passeio semelhante no Vale dos Vinhedos

E como esta foi uma viagem por uma rota histórica, conversamos com a historiadora e escritora Vera do Prado Lima Albornoz para entendermos o passado de Santana do Livramento. Ela nos presenteou com uma bela aula sobre os motivos que levaram vários grupos a se revoltarem contra o Império no século 19 e os hábitos dos moradores da fronteira. Por exemplo, como era mais fácil ir até Montevidéu de trem para passear ou fazer compras do que Porto Alegre à cavalo ou como esta proximidade influenciou a nossa cultura até hoje (a estrada asfaltada chegou na década de 1970).

  • E A REVOLUÇÃO FARROUPILHA?

Santana do Livramento pertencia a Alegrete, terceira capital farroupilha, na época da guerra (1835-1845) e era a zona por onde circulavam os farrapos entre Brasil e Uruguai. Como ponto turístico tem a casa do General David Canabarro, o responsável por negociar a paz com Duque de Caxias seguiu vivendo ali como chefe militar. Mas apenas pra ver a fachada, por enquanto. A construção de 1845 fica na rua Vinte e Quatro de Maio, 1094.

Sem ter presenciado nenhum fato histórico relevante durante a revolução, Livramento tem seu mérito por ser terra de Paixão Côrtes, um dos fundadores do movimento tradicionalista gaúcho. O também compositor foi o responsável por resgatar a cultura e os ideais da Revolução Farroupilha nos anos 1950. Antes, ninguém celebrava a Semana Farroupilha no Estado.

Paixão Côrtes foi estudar em Porto Alegre vestindo os trajes que costumava usar em Santana do Livramento e percebeu como as pessoas da capital os desconheciam. Então pesquisou e promoveu a tradição gaúcha antes que fosse perdida. Ele atuava junto com outros gaúchos do interior como Barbosa Lessa. Paixão Côrtes fundou o CTG 35 (primeiro Centro de Tradições Gaúchas do mundo) em 1953 e continua atuante até hoje com seus 89 anos.

Leia todos os artigos postados aqui sobre a Rota Farroupilha

Outro visual do Passo da Cruz
Outro visual do Passo da Cruz

Tome Nota

Contrate PAMPA E FRONTEIRA TURISMO E EVENTOS para fazer o passeio guiado igual ao nosso. Mas reserve com antecedência para garantir os locais abertos. A agência fica na  Rua dos Andradas, 129 Galeria Planela sala 13. OU entre em contato pela Fanpage (link no nome) ou telefone 55. 3243.4999.

Para visitar somente a VITIVINÍCOLA CORDILHEIRA DE SANT’ANA basta agendar. A entrada é bem perto da BR-158 pegando a Estrada de Palomas s/n. Há placas sinalizando a entrada a direita de quem vai em direção a Santana do Livramento. Detalhes do agendamento no site.

Vinhos provados desta vez
Vinhos provados desta vez
Cave da Cordilheira de Sant'ana
Cave da Cordilheira de Sant’ana
Cenário comum no pampa
Guia RS pra levar na viagem e ler em qualquer aparelho

Esta cidade é um dos destinos da Rota Farroupilha. Se prefere ter todo o conteúdo sobre este itinerário para consultar durante a viagem e ainda ter sugestão de roteiros com mapa interativo detalhado, adquira o guia Guia RS Rota Farroupilha >>

A viagem #RotaFarroupilha é um projeto do Territórios em parceria com As Peripécias de uma FlorCafé ViagemMochilinha Gaúcha e participações especiais de Andarilhos do Mundo e da jornalista Criz Azevedo. O roteiro teve o apoio de empresas regionais como BC&M Advogados e Agropecuária Sallaberry, além do suporte do Sebrae Costa Doce e de algumas secretarias de turismo. A ideia surgiu ao saber da Rota Caminho Farroupilha elaborada pelo Sebrae RS e oferecida como pacote turístico pela Tchê Fronteira Turismo.

© Todos os direitos reservados. Fotos e relato 100% originais.

Roberta Martins

Roberta Martins

Publicitária, geradora de conteúdo sobre turismo, idealizadora deste site, fotógrafa e guia de turismo. Há 13 anos relata suas experiências de viagem focando em cultura e ecoturismo. Saiba mais na página da autora.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Chame via WhatsApp