Mergulhar no Mar Vermelho está entre as melhores experiências

O fantástico buraco azul em Dahab


Dahab não estava previsto no meu roteiro e acabou se tornando a melhor experiência da viagem ao Egito. Uma tarde de snorkel no maravilhoso Blue Hole (buraco azul), um dos lugares mais incríveis e desafiadores para mergulhar no Mar Vermelho.

A opção de mergulhar em Dahab foi uma sugestão do guia para compensar um desejo frustrado de mergulhar neste lado do Mar Vermelho. Havia contratado um passeio em Sharm El Sheik para mergulhar com cilindro e fazer snorkel embarcada com outros passageiros. Mas a Guarda Costeira proibiu a saída de barcos naquele dia alegando condições ruins do vento em alto mar. Tentei transferir para o dia seguinte, no entanto, a previsão de voltar da trilha do Monte Sinai era por volta do meio dia e os barcos partem antes disso. 

Então o guia Mohamed ofereceu um passeio sem necessidade do barco e era caminho entre o Monte Sinai e Sharm El Sheik. Mas iria me cobrar como tour privativo porque estava sozinha e o motorista precisava desviar o caminho. Achei justo e adorei a proatividade dele ao pensar em uma boa solução para o meu problema. Apenas descartei a ideia de mergulhar com cilindro por ter passado a noite anterior acordada fazendo trilha. Na verdade, eu estava acabada. Porém, a vontade de aproveitar a oportunidade de mergulhar no Mar Vermelho era muito maior.

O guia fluente em espanhol que me proporcionou a experiência a seguir foi recomendado pela Hórus Viagens. Empresa brasileira responsável pelo meu roteiro sozinha no Egito. Meses antes, sugeri algumas atividades e destinos que gostaria de fazer e eles organizaram tudo para mim. Inclusive, quem disser que leu no Territórios ganha 10% de desconto no pacote de viagem ao Egito.

Visual do terraço do restaurante
O Blue Hole é parte escura no meio da barreira de corais

Snorkel em Dahab: Blue Hole

Dahab tem vários pontos pra snorkel, mesmo para iniciantes, mas a grande atração é o Blue Hole. Um buraco de 110 metros de profundidade cercado por uma barreira de corais vibrante e com fauna única. Para alcançá-lo, basta nadar poucos metros por uma faixa rasa de corais a partir da costa. Ou seja, pode deixar os pertences no carro ou em um dos restaurantes em frente e se jogar na água com o equipamento.

A cara feia é pela água salgada demais, não pela experiência
A cara feia é pela água salgada demais, não pela experiência

Água extremamente salgada e muito agradável na temperatura. Eu vesti roupa curta de neoprane e foi mais para proteger do contato com os corais porque era muito raso em alguns trechos. O ideal é evitar tocar nos corais para proteção nossa e deles.

Comecei pelo Blue Hole e não achei a visibilidade tão boa, então Mohamed, que me acompanhou o tempo todo dentro d’água, convidou a seguir ele para fora do buraco. Passamos uma parte rasa e caímos em um azul profundo com peixinhos vermelhos a perder de vista. Meus olhos não alcançavam o fundo ou qualquer horizonte além de barreira, e esta se transformou em um longo paredão colorido que dizem chegar a 200 metros de profundidade. Talvez o mais colorido já visto por mim. É um lugar para passar horas e horas explorando e se emocionando com tanta beleza. Só não fiquei mais porque a fome e o cansaço falaram mais alto. Isso, depois de quase duas horas dentro d’água.

Corais e peixes em Dahab
Corais e peixes no paradão em Dahab

O texto continua após os serviços recomendados no destino.

AGILIZE SUA VIAGEM
Precisa de seguro viagem? Acesse Next Seguro Viagem e use o cupom TERRDESC.

Quer ficar conectado como eu fiquei? Leve o chip de dados desde o Brasil

Se prefere viajar de forma independente, agende passeios e transfer agora na Get Your Guide ou saiba como funciona

Quer ir para o Egito comigo? Clique no botão para mais informações.

https://www.instagram.com/p/BiufFL-hQdZ/

Hora do almoço

Interior do restaurante
Interior do restaurante

A orla em frente ao Blue Hole é só uma rua de terra com alguns cafés, restaurantes, escolas de mergulho e hotéis. Todos com arquitetura parecida e resguardados pela cadeia de montanhas Sinai. O guia sugeriu um restaurante com terraço para almoçarmos comida local com vista para o mar. Me joguei água doce, usei o vestiário para trocar de roupa e sentei em uma das mesas no chão. Todas eram rodeadas por tapetes e almofadas coloridos. Peixe, arroz e legumes com fartura e tempero típico foi a pedida e caiu super bem para repor as energias.

Os restaurantes e as montanhas
O turista, os restaurantes e as montanhas

 

De um lado a cadeia de montanhas Sinai, do outro, as montanhas Hijaz da Arábia Saudita  
De um lado a cadeia de montanhas Sinai…

 

De um lado a cadeia de montanhas Sinai, do outro, as montanhas Hijaz da Arábia Saudita  
…do outro, as montanhas Hijaz da Arábia Saudita

 

No segundo andar do restaurante dá pra ver melhor a dimensão do Blue Hole e as montanhas do outro lado do Mar Vermelho. Se chamam Hijaz e ficam na Arábia Saudita.

Dahab

Dahab era e ainda é uma vila de pescadores Beduínos. Ficou famosa entre os mergulhadores depois dos anos 60. Atraiu turistas, ampliou a estrutura e virou destino desejado até um incidente internacional limitar o acesso à região e afastar estrangeiros. Mas os mergulhadores nunca deixaram de pensar no Blue Hole. Inclusive, dizem ser o lugar mais perigoso para mergulho no mundo (ainda bem que eu desisti porque só fiquei sabendo desta informação depois). Mergulhar com cilindro ali é tarefa para profissionais experientes, mesmo assim, alguns já perderam suas vidas. Já snorkel é muito tranquilo pra quem esta acostumado. Afinal, é fácil se assustar com a profundidade e proximidade dos corais afiados.

Não cheguei a conhecer a cidade Dahab, apenas sei estar na lista de lugares mais interessantes do Mar Vermelho para viajantes independentes, segundo Lonely Planet. Parece ser tranquilo, bonito, barato e ainda pouco explorado.

A título de curiosidade, a palavra Dahab significa ouro no idioma árabe. Se o mineral existiu naquelas montanhas, tenho dúvidas. Agora, o tesouro submarino é de uma riqueza incalculável e quem colocou o nome na cidade devia saber muito bem disso.

O que é e onde fica o Mar Vermelho

O Mar Vermelho é um golfo do oceano Índico, entre a África e a Ásia, que continua se expandindo ano a ano por estar localizado em uma placa tectônica em movimento. Chamado de Golfo de Aqaba, é famoso há milênios por estar na Terra Santa. Foi onde Moisés abriu caminho para o povo Hebreu passar do Egito para a Terra Prometida e abriga alguns dos melhores pontos de mergulho do mundo. 

Mergulho muito perto da costa em Dahab
Mergulho muito perto da costa. Neste ponto, a profundidade é cerca de 200 metros

Tome Nota Dahab

Como chegar: o aeroporto mais próximo fica em Sharm El Sheik, cerca de uma hora de carro do centro de Dahab. Blue Hole fica afastado e leva mais uma hora. Hórus Viagens organiza saídas individuais ou e grupos para o destino.

Pegue as dicas para viajar para o Egito com segurança.

© Todos os direitos reservados. Fotos e relato 100% originais.

Roberta Martins

Roberta Martins

Publicitária, geradora de conteúdo sobre turismo, idealizadora deste site, fotógrafa e guia de turismo. Há 13 anos relata suas experiências de viagem focando em cultura e ecoturismo. Saiba mais na página da autora.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.