Destino: Montevidéu


A capital do Uruguai é nostálgica e ousada; tradicional e descolada; charmosa e antiga; é a casa de um povo com personalidade e muito acolhedor. Entre no ritmo desacelerado da cidade e preste atenção aos detalhes. O melhor são a boa comida e observar a rotina dos uruguaios. Mas sou suspeita para falar por ser da fronteira e compartilhar da mesma cultura, tanto que nem sei dizer o que seria o pior do destino.

O texto continua após os serviços recomendados no destino.

Leia todos os artigos sobre o país

AGILIZE SUA VIAGEM
Ainda falta reservar hotel? Veja os visitados no Uruguai

Precisa de seguro viagem? Saiba como comprar online

Leve o chip internacional com Internet desde o Brasil

Agende passeios e transfer agora na Get Your Guide ou saiba como funciona

Pegue as dicas para viajar de carro

Destino: Montevidéu

Siga @blogterritorios no Instagram

Siga no Instagram

Ainda falta reservar hotel?
Veja os visitados no Uruguai

Precisa de seguro? Saiba como comprar online

Leia todos os artigos sobre o país

 

Detalhes nas portas
Detalhes nas portas

 

Achuras, o exótico da parrilla
Achuras, o exótico da parrilla
 

Destino: Montevidéu

Veja abaixo o que precisa saber antes de partir. As informações serão atualizadas sempre que houver novas viagens e posts. Quer enviar a sua dica? Deixe no comentário que atualizaremos com os devidos créditos.

COMO CHEGAR E CIRCULAR

Quem chega de avião, as opções são táxi (cerca de 1500 pesos), van (300 pesos por pessoa) ou ônibus (34 pesos) de linha até o centro. Peguei o mais barato e foi muito tranquilo. Passa seguido na frente do aeroporto e leva menos de 1 hora para chegar na Ciudad Vieja. O aeroporto é bonito, moderno e tem wifi grátis com boa conexão.

Partindo de Pelotas, Rio Branco ou Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, tem ônibus confortáveis durante a madrugada. Todos chegam no Terminal 3 Cruces e a dica para economizar é compra a ida e a volta juntos.

Uma opção para ter mais liberdade é viajar de carro desde o Brasil e ir descobrindo as cidades do caminho. Mas atenção às regras, lá a multa é paga na hora ou você e o carro podem ficar presos. É obrigatório fazer a carta verde e levar a autorização do veículo, quando ele não estiver no seu nome.

Embora eu prefira caminhar pelos bairros, é bastante fácil andar de ônibus, em muitas paradas tem uma placa dizendo quais passam por ali e qual o trajeto. Além dos locais serem prestativos e educados na hora de dar a informação. De noite é recomendável e acessível pegar táxi.

 

O QUE FAZER EM MONTEVIDÉU

Conheça o máximo de restaurantes, cafés e padarias que puder. A carne, o doce de leite e o sorvete estão entre os melhores do mundo como explico no texto Delícias Uruguaias. Passeie pela Rambla e veja o pôr-do-sol; visite as feiras de rua Tristán Navarra e Biaritz; circule nos bairros Punta Carretas, Pocitos, Carrasco, Ciudad Vieja e pela rua 18 de Julio. A maioria dos pontos turísticos e a essência da cidade estão no bairro Ciudad Vieja.

 

Tuize Mendes conta o que fazer e onde comer no post Montevideo para vegetarianos e eu dou dicas para aproveitar o verão em Montevidéu.

  • Lista de restaurantes recomendados

La Fonda
O restaurante foi achado por acaso. Buscava onde almoçar depois das duas da tarde e os belos pratos servidos em mesas na rua me puxaram pra dentro. Um restaurante moderno e aconchegante com massas preparadas na hora e na frente do consumidor. Pratos com ingredientes orgânicos e tempero mediterrâneo, sem servir refrigerante, apenas sucos naturais e água saborizada. Mas cerveja e vinho tem! Ótimo atendimento, sabor e custo benefício. Pagamento somente em dinheiro e aceita reais.
Onde: Perez Catellano, 1442, no mesmo calçadão do Mercado del Puerto.

Parrilla del Solis
A casa oferece um ambiente bonito e agradável. Em frente ao Teatro Solis, na esquina da Bartolomé Mitre, rua de pubs e bares como a Taberna El Pony Pisador. Além dos assados, têm massas, frutos do mar e boa carta de vinhos.
Onde:Bacacay, 1309.

Cabaña Verónica
Uma das boas opções para comer parrilla dentro do Mercado del Puerto. Pode sentar nas mesas ou no balcão para pedir as carnes direto ao assador. Oferece a tradicional Medio y Medio como cortesia para ganhar clientes que acabam por sair satisfeitos.
Onde:Rambla 25 de Agosto de 1825.

La Perdiz
Restaurante famoso pela parrilla, também serve excelentes massas caseiras e frutos do mar. Ambiente bonito e sempre lotado.
Onde: Guipúzcoa, 350. Aberto para o almoço e jantar.

La Pasiva
O fast food presente em quase todos os cantos da cidade. Experimente chivito ou pancho sem medo.

Oro del Rhin
Confeitaria tradicional no centro. Perfeita para o café da manhã ou lanche da tarde.
Onde: na rua Convención, 1403 esquina com Colonia.

 

Restaurante Facal
O estabelecimento funciona da manhã até a noite com cardápio variado. As empanadas e os doces são maravilhosas para fazer uma pausa na caminhada pelo centro.
Onde: Av. 18 de Julio, 1249, em frente à fonte dos cadeados.

QUANDO IR

Apesar do frio e vento cortante, o inverno é a estação que eu mais gosto de curtir Montevidéu. Tem calefação em todos os ambientes fechados e ninguém tem medo de sair às ruas. A paisagem fica mais bonita com as folhas secas nas árvores, essas formam arcos em diversas vias e o clima convida ao mate ou aconchego dos cafés. Outono e primavera tem temperaturas agradáveis (para quem gosta do frio) e o verão é quente e úmido.

 
Gaúchos caminham e tomam mate
Gaúchos caminham e tomam mate

ONDE FICAR

A maioria dos prédios são antigos, mas estão surgindo novas e modernas opções de hotéis em Montevidéu como Puerto Mercado Hotel (antigo Ak Design Hotel), na Ciudad Vieja. Me hospedei duas vezes e escrevi a resenha neste artigo.

Uma opção para pesquisar hospedagem é o Detecta Hotel, ele compara os preços dos diferentes sites de reserva na mesma tela.

As facturas na vitrine
As facturas na vitrine

Rumo ao litoral, a pedida é Punta del Este, José IgnácioPiriápolis. Dê preferência no verão. Para o outro lado, fica a histórica Colônia de Sacramento, onde tem o ferry para Buenos Aires. Nenhuma é tão perto para um bate e volta sem ser cansativo, vale para conhecer, mas o ideal é se hospedar uns dias.

Outros destinos visitados no Uruguai:

A região de Rocha tem praias agitadas no verão, fortalezas históricas e lagoas com belas paisagens. Lá tem o parque que eu adoro acampar –Parque Santa Teresa, compras nos free shops do Chuy e as descoladas Cabo Polonio e Punta del Diablo.

Rio Branco ou Rivera são cidades de fronteira, destino de compras em free shops, gastronômico e de lazer.

 

Tours bate e volta a partir e Montevidéu

 

 

Aproveite que o Uruguai é um excelente destino para viagens de carro e alugue o seu no site da Rental Cars.

Se prefere ter todo o conteúdo para consultar durante a viagem e ainda ter sugestão de roteiros com mapa interativo detalhado, adquira o guia Uruguai de Carro.

© Todos os direitos reservados. Fotos e relato 100% originais.

Roberta Martins

Roberta Martins

Publicitária, geradora de conteúdo sobre turismo, idealizadora deste site, fotógrafa e guia de turismo. Há 12 anos relata suas experiências de viagem focando em cultura e ecoturismo. Saiba mais na página da autora.

2 comentários

    1. Era uma casa comum que encontrei pela rua quando caminhava em direção ao Parque Roldó. Passei por várias portas e janelas lindas nesta caminhada

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.