Malacara

Dentro da fenda do Malacara


A primeira trilha do Adventure Bloggers até que foi leve. Um preparo para o que ainda viria pela frente. Foram cerca de quatro horas no interior do canyon Malacara, no Parque Nacional da Serra Geral.

Siga @blogterritorios no InstagramSiga no Instagram
Blogueiros na entrada do parque
Blogueiros na entrada do parque

É obrigatório molhar os pés
É obrigatório molhar os pés

Trilha no Malacara

Começamos com um trajeto curto para aproveitar bem o nosso tempo, naquele dia tínhamos rodado alguns quilômetros para chegar no município de Praia Grande e já passava da uma da tarde.

A primeira visão é um leito de rio seco tomado por pedras de diferentes tamanhos e os paredões entre as nuvens como direção a seguir. Logo surgem trechos com água corrente e foi inevitável não molhar os pés em diversos momentos.

Havia uma pedra no meio do caminho... no meio do caminho havia muitas pedras
Havia uma pedra no meio do caminho… no meio do caminho havia muitas pedras

Ao nosso redor, um verde exuberante repleto de detalhes nas árvores, flores, frutos, troncos e insetos. No caminho se sentia e dava para ver a pureza da água e do ar.

Rica vegetação e pureza do ar nas manchas vermelhas
Rica vegetação e pureza do ar nas manchas vermelhas

Quanto mais perto do nosso objetivo – as piscinas naturais, maior eram os tamanhos das pedras. Algumas tinha que usar todos os apoios do corpo fora o bastão de caminhada que evitou torções e quedas.

Pedras vão aumentando de tamanho
Pedras vão aumentando de tamanho
Jodrian mergulhando em água transparente
Jodrian mergulhando em água transparente

Enfim alcançamos uma das piscinas naturais com cerca de 3 metros de profundidade de água cristalina e gelada. Embora o tempo estivesse nublado deu para suar e o desejo de se refrescar era grande. Passando o grito inicial, o corpo foi se acostumando à temperatura da água e ninguém queria sair. Mas ainda tínhamos todo o percurso de volta e dava para sentir o aumento da umidade no ar. Poderia chover a qualquer momento, o que tornaria a trilha de dificuldade média em difícil. Trajetos entre pedras são perigosos quando a chuva chega e o volume de água sobe rapidamente.

Chegando na piscina
Chegando na piscina

Uma chuva fina nos pegou na volta, mas não era motivo de alarde, vestimos capas de chuva, protegemos as mochilas e apertamos o passo.

Rodeados por verde e clima úmido
Rodeados por verde e clima úmido

Veja mais fotos do Canyon Malacara:


 

Tome Nota Malacara

O nome MALACARA vem de uma raça de cavalos, lá existe uma pedra que lembra um cavalo manchado de branco, típico dessa raça.

O PARQUE NACIONAL DA SERRA GERAL abrange os municípios de Jacinto Machado, Praia Grande (SC) e Cambará do Sul (RS). A TRILHA DAS PISCINAS DO MALACARA são 8 km ida e volta com dificuldade média, exige mobilidade plena e habilidade de caminhar pelas pedras. Podendo se tornar difícil para quem não está acostumado com esse tipo de trilha ou se o volume do rio aumenta. A companhia de um guia credenciado é obrigatória e a entrada não tem custo. Fique atento ao clima e jamais comece com previsão de chuva forte. O parque abre diariamente entre 8h e 17h.

Onde fica: 5 km do centro de Praia Grande na Estrada Geral Vila Rosa.

Essa viagem foi patrocinada.

Fotos de Leandro Gabrieli e Roberta Martins.

© Todos os direitos reservados. Fotos e relato 100% originais.

Roberta Martins

Roberta Martins

Publicitária, geradora de conteúdo sobre turismo, idealizadora deste site, fotógrafa e guia de turismo. Há 12 anos relata suas experiências de viagem focando em cultura e ecoturismo. Saiba mais na página da autora.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.