fbpx

URBANA

Escultura em Oslo - homem ao lado da sua bicicleta

Oslo em modo econômico


Cai em uma das capitais mais caras do mundo e arregalei os olhos ao ouvir os ingleses reclamando dos preços em Oslo enquanto arrumava minha cama no quarto do hostel. O que seria de mim vindo de um país com moeda cinco vezes mais desvalorizada que a deles! Pensei… mas não deixei as “Boas-vindas” negativas me abaterem. Ativei o modo econômico no cérebro e consegui fazer quase todos os passeios de graça. Deixo as dicas para economizar e o que fazer em Oslo sem gastar muitas coroas (coroa norueguesa é a moeda oficial da Noruega).

Roberta Martins viajando sozinha pela Grécia. Em frente ao Partenon de Atenas

Sozinha em Atenas: meu roteiro de 3 dias


O primeiro dia foi andando sem rumo para me ambientar, fotografar e observar a rotina da capital. Esbarrei em várias ruínas e construções milenares sem saber sua origem, um fato positivo é não precisar pagar para entrar. Mesmo com grades, pode apreciar do lado de fora e comprar ingresso se ficar muito interessado, alguns são gratuitos. Outras descobertas despretensiosas foram os pontos altos para observar a cidade, ao mesmo tempo que me perdia, logo me encontrava ou ficava um tempo curtindo a paisagem como o momento do pôr do sol.

Vista para City do Kings Park, em Perth

City Tour grátis em Perth: Cat


Embora o dólar australiano esteja desvalorizado perante o americano, a moeda continua cara para nós brasileiros. Sendo assim, toda inspiração para economizar é bem-vinda, certo? Hoje a dica é da minha mãe, de quando ela visitou Perth pela primeira vez (os netos dela moram lá e este ano foi pela quinta vez). Ao invés de pagar o ônibus hop-on hop off, ela estudou os atrativos na Internet e usou o transporte Cat como city tour grátis parando nos pontos de interesse. E eu já conhecia a cidade, mas não tinha visto o Cat por este ângulo.