PREPARO FÍSICO

soroche

Mal de Altura (soroche): eu sofro e conto como evitar ou amenizar

Pode soar estranho, logo eu que já subi algumas montanhas com mais de 3 mil metros de altura, confessar que sofro o tal soroche. Mas é verdade e motivo de tomar algumas precauções antes e durante a viagem. Afinal a vontade de subir no topo e ver o mundo de cima é mais forte que o incômodo. Conto o que aprendi com experiências boas e ruins desde 2006 viajando para Bolívia, Peru, Chile e Argentina.

As dores de uma trilha longa

As dores de uma trilha longa

Monte Roraima (2012), junto com Salkantay (2006), foram as trilhas mais difíceis que já percorri. Não sei dizer se o caminho Inca foi a minha primeira grande travessia e eu estava despreparada ou se foi a altitude o fator complicador. Sei que no Roraima usei roupas e equipamentos adequados, tinha experiência nesse tipo de trekking, a altitude não era problema e, mesmo assim, ainda não sei classificar qual exigiu mais.

Patagônia

Trilhando a Patagônia

Minha última grande aventura foi uma expedição à Patagônia chilena e argentina com um grupo de 18 pessoas liderados pelo Ecocaminhantes. Foram 130 km de caminhadas em 18 dias nos parques: Parque Nacional de Los Glaciares, Parque Nacional Tierra del Fuego e Parque Nacional Torres del Paine, este último no Chile. E nas cidades: El Calafate, El Chaltén e Ushuaia.