alice springs

Bem no meio da Austrália


Rodeada por um mar de areia vermelha e ao lado das montanhas MacDonnell Ranges, Alice Springs é cheia de lugares com significados culturais e espirituais para seus donos originais – os aborígenes Arrernte.

Siga @blogterritorios no InstagramSiga no Instagram   Leia todos os artigos sobre a Austrália

Saia do Brasil conectado com o chip de celular da EasySim4U

Alice Springs e MacDonnell Ranges
Alice Springs e MacDonnell Ranges

ENCONTRE HOTEL NO OUTBACK | LEMBRE DO SEGURO VIAGEM

Camelo gigante
Camelo gigante

Alice Springs

Hoje é uma cidade dormitório para quem deseja conhecer Uluru, principalmente, mas tem outros atrativos além de ser o coração da cultura aborígene. Alice Springs é famosa pelas manobras com quadricículos, caminhadas selvagens, passeios de balão e em cima de camelos gigantes; também por seus eventos únicos como Camel Cup (corrida divertida de camelos) e Henley-on Todd Regata (regata no rio sem água). O RIO TODD corta a cidade, mas fica cheio somente na época de chuvas – 3 dias por ano.

Surgiu da necessidade de construção de uma linha telegráfica que ligava o sul ao norte do país, e no meio do caminho, ou seja, bem no meio do país fica Alice Springs. A linha foi construída por homens e camelos africanos. Com o término, os camelos foram abandonados no deserto e se adaptaram tão bem que hoje são os maiores e mais fortes do mundo. Exportados inclusive para o seu país de origem.

Ao mesmo tempo que conhecer o Outback foi o mais interessante da viagem pela Austrália, Alice Springs foi a cidade menos bonita de todas por onde passei. A arquitetura parece ter sido construída às pressas, sem nenhuma preocupação estética, e o clima seco deixa tudo pálido. Descobri que as pessoas vem para passar uma temporada e acabam ficando pra sempre, mas seguem com o pensamento de ir embora. Também é o lugar onde percebe-se a degradação dos aborígenes. A civilização mais antiga que habita a Terra vive em comunidades atormentadas pelo álcool e outros problemas sociais. Poucos conseguiram se adaptar à sociedade atual.

Vista áerea da cidade
Vista áerea da cidade

Os tours no Outback partem de Alice Springs

Sobre passeios, eu tive uma tarde e duas noites para conhecer. Como quase tudo fecha às 17 horas, só me restou explorar o centro. TOOD MALL é o coração da cidade, cheio de lojas de souvenirs, galerias de arte, museus, agências e restaurantes. É um dos melhores lugares para comprar artesanato e arte aborígene.

Strudel de maçã com chá
Strudel de maçã com chá

No final de um dos toursparamos em HERMANNSBURG HISTORICAL PRECINCT, nos arredores da cidade, é a velha missão luterana fundada por alemães em 1870. Tem museu, galeria de arte e restaurante que serve um strudel de maçã com chá super bom. Comer foi o melhor do passeio.

Placa no Northerns Territory
Placa no Northerns Territory

Descobri e fiquei com vontade de fazer a LARAPINTA TRAIL. São 223 km partindo da MacDonnell Ranges até o Monte Sonder, passando por um dos lugares mais isolados do mundo. A trilha selvagem é dividida em 12 seções que podem levar de 1 a 2 dias cada e os níveis variam de fácil a pesado, a mais curta tem 8 km e a mais longa 29 km. Todas as seções são acessíveis por carro para quem deseja fazer partes dela.

Partindo de Alice Springs as atrações podem ficar até 500 km distantes e as principais são MacDonnell Ranges, Kings CanyonUluruKata TjutaPalm Valley, Tennant Creek e Simpson Desert. Não consegui visitar todas, mas aos poucos vou escrevendo sobre as que conheci.

 

Veja todos os textos sobre esta viagem no post Índice – Mochilão Austrália

 

Tome Nota Alice Springs

Como chegar a Alice Springs: não importa de onde você venha, serão no mínimo 4 horas de voo por paisagens secas e planas. Somente a QANTAS voa das principais cidades do país, quem vem de Adelaide ou Melbourne tem a opção de voar TIGER AIRWAYS. Outro jeito que deve ser muito interessante é com THE GHAN, uma viagem de trem que cruza o país de norte a sul e vice e versa.

Hospedagem: existem vários tipos para todos os bolsos. Não recomendo o que fiquei – TODDY BACKPACKERS. O quarto para 8 custa A$22, tem uma cama horrível num quarto frio e banheiro comunitário pequeno. Quando senti a cama perguntei sobre outras opções e foi bem melhor. Pagando A$28 por pessoa ficamos num quarto duplo que dividia uma cozinha e um banheiro com outro quarto duplo. A cama era ótima, tinha aquecedor e sacada, mas apareceram baratas! A cozinha tem frigobar, micro ondas e fogão, mas não têm cadeiras e nenhum utensílio doméstico. Um cartaz avisava que era preciso um depósito de A$20 para solicitar qualquer coisa para a cozinha. Achei um exagero isso! Depois de pago vi que eles tinham tudo o que eu pudesse imaginar, mas tive que listar cada objeto que peguei. Uma chatice! Procure hotéis em Alice Springs no Booking.

Restaurante e noiteTHE ROCK BAR tem música ao vivo, ambiente agradável e bons preços. Bebi um vinho australiano maravilhoso e comi um steak típico.

Eventos: Camel Cup acontece em julho e Henley-on Todd Regata em agosto.

Estação de trem
Estação de trem

Fotos de Leandro Gabrielli e Rosemary Dukelow.

© Todos os direitos reservados. Fotos e relato 100% originais.

Roberta Martins

Roberta Martins

Publicitária, geradora de conteúdo sobre turismo, idealizadora deste site, fotógrafa e guia de turismo. Há 12 anos relata suas experiências de viagem focando em cultura e ecoturismo. Saiba mais na página da autora.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.