Carol Leal

Carol Leal

Jornalista, doutora em Ciências Sociais pela PUC-RS. Não se considera uma mochileira, mas nem tão pouco uma "piriguete dos embarques"... podemos dizer que planejamento e pechincha em viagens é com ela mesmo. Seis meses antes já tem tudo programado: da passagem reservada ao mergulho cultural para não fazer feio nas interações. Claro que isso não evitou uma série de "pagações de mico" e outras histórias hilárias, o que deu um tempero extra às diversas aventuras. Para Carol, viajar é como uma terapia... é um encontro com o auto-conhecimento, de vislumbrar novas sensações, experiências e amizades para toda a vida.

O avesso do poder


Washington D.C. é a capital do poder mundial. Mais do que centro político norte-americano, o distrito, localizado junto aos Estados da Virginia e Maryland/Estados Unidos, é também sede de importantes organizações não-governamentais. No entanto, além das avenidas largas e dos prédios suntuosos e emblemáticos, como a Casa Branca e o Capitólio, a cidade revela uma infinidade de opções culturais e de passeios que fogem de seu estereótipo turístico.

Grand Canyon: superlativo da natureza


Dizer que a natureza foi generosa é pouco para falar do Grand Canyon, localizado no Arizona, Estados Unidos, e considerado uma das sete maravilhas naturais do mundo. Para mim, conhecer o parque significou confrontar-se com dimensões muito mais profundas (tanto como os mais de 400 km2 de largura ou dos 1.600 metros de profundidade) do que conhecemos, do que entendemos como vida e o nosso planeta.