Arte em várias formas em Veneza

Arte nas mais variadas formas em Veneza


A beleza esta presente nas mais variadas formas em Veneza e, quando se trata de arte, vemos por toda parte. Desde estilo gótico-veneziano em edifícios, até diversas galerias de arte e museus espalhadas pelos sestieri. E já que a cidade tem um enorme acervo de obras, por que não dividir as atrações por bairro para uma melhor organização? Pensando nisso, listei um roteiro para facilitar a vida dos fãs de arte.

Seguro viagem é obrigatório na Europa? Pegue o cupom de desconto e saiba como comprar aqui
Leia todos os textos sobre o país

Roteiro por bairros: arte nas mais variadas formas em Veneza

San Marco
San Marco

San Marco

De uma maneira ou de outra, todo viajante a Veneza termina ao San Marco. Este pequeno bairro abriga as principais atrações da cidade – o que também significa que, além de ser lindo, é também o mais caro e mais cheio de turistas.

Na Piazza San Marco, uma das praças mais famosas do mundo, além de notar que ela é toda rodeada de arcadas, o que chama mais atenção são três edifícios:

• A CAMPANILE DI SAN MARCO é a grande e imponente torre, com vistas incríveis da cidade.

• A BASÍLICA DE SAN MARCO
Uma maravilha da arquitetura bizantina oriental, com um interior riquíssimo coberto por mosaicos juntamente com 5 cúpulas (a mais destacada é a cúpula da Criação).

• O PALÁCIO DUCAL, que é um dos símbolos de Veneza e uma obra-prima do gótico-veneziano. Mostra o poder da cidade nos séculos passados (o palácio é do século XII) e confirma sua grandiosidade, além de abrigar valiosas obras clássicas de vários artistas e também de Tintoretto, que não poderia faltar. A Ponte dos Suspiros, que ligava o palácio às 9 prisões também é imperdível.

Interior do Palácio Ducal
Interior do Palácio Ducal
San Polo
San Polo

San Polo e Santa Croce

Santa Croce é o bairro menos turístico de Veneza e também o centro de transportes. Já San Polo é o menor e um dos mais clássicos, onde estão os edifícios mais antigos de estilo bizantino-veneziano. Os pontos altos desta dupla são a PONTE DE RIALTO, onde aproveitamos uma vista incrível do grande canal e a movimentação das gôndolas; o MERCADO, com mais de mil anos de existência; e as igrejas de I FRARI e SAN ROCCO.

A SCUOLA GRANDE DI SAN ROCCO é localizada num edifício que data de 1516 em homenagem à São Roque. Dizem por aí que quem adora Veneza, ama também Tintoretto, pois a vida do pintor está intrinsecamente ligada a cidade. E essa verdade é tanta que mais de 67 quadros dele estão aí, além de que também pintou as paredes e o teto – fazendo da Scuola o lugar que possui o maior acervo de um só pintor no mundo todo.

Cannaregio e Castello

Passear por eles é viver como um local e por isso Cannaregio e Castello são dos mais autênticos de Veneza. Neles podemos ver as venezianas idosas fofocando pelas janelas e crianças brincando pelas ruas.

Além disso, são neles que está a maior concentração de edifícios religiosos (mais de 30!), como a BASÍLICA DE SÃO JOÃO E SÃO PAULO, em Castello; e MADONNA DELL’ORTO e SANTA MARIA DEI MIRACOLLI, em Cannaregio.

Cannaregio abriga também o GHETTO VECCHIO, o famoso bairro judeu e talvez um dos mais antigos da Europa. Também um dos caminhos mais admiráveis de percorrer junto ao canal. Dois belos palácios estão neste caminho, sendo um deles, um dos edifícios góticos mais marcantes de Veneza: a CA’ D’ORO.

 

Dorsoduro

Placa no acervo pessoal de Peggy
Placa no acervo pessoal de Peggy

Fica em oposição à San Marco, do outro lado do canal, e abriga um dos museus de arte mais famosos do mundo. A GALLERIA DELL’ACCADEMIA oferece um acervo bem completo de Arte Veneziana, incluindo Tintoretto, Veronese, Bellini e Giogione.

Além do CA’ REZZONICO, que é lindo palácio na beira do canal, em Dorsoduro há um refúgio das grandes multidões de turistas que Veneza pode acarretar, o Peggy Guggenheim.

O Peggy Guggenheim Collection apresenta o acervo pessoal da colecionadora que possui várias vertentes da arte moderna dos melhores e mais importantes artistas do século 20. Entre eles Picasso a Kandinsky, Dalí a de Chirico, Magritte a Pollock e vários outros.

Peggy Guggenheim Collection
Peggy Guggenheim Collection
O bilhetinho
O bilhetinho

Está localizado onde ela morou e é um break imperdível do renascentismo, bizantino, rococó e gótico de Veneza. Acho valioso visitar esse conjunto de ecléticas obras do século 20 depois de visitar a Gallerie dell’ Accademia ou a Scuola di San Rocco. Recomendo aproveitar o ar fresco do jardim de esculturas, onde eu também deixei meu pedido na árvore de desejos de Yoko Ono.

Árvore dos desejos é uma das formas em Veneza
Árvore dos desejos

Mais artigos sobre Veneza:

Apresentando Veneza

Comer e beber em Veneza

Veneza com frio e chuva? Saiba como não perder a viagem

O que ver no Vêneto?

Tome Nota

Quem gosta de arte e for ficar mais de dois dias na cidade, a primeira dica é comprar o Venice Card. O cartão dá acesso gratuito às mais belas igrejas de Veneza, importantes museus, incluindo o Palácio Ducal, sem enfrentar filas, descontos em várias lojas da cidade e em eventos culturais como a Bienal de Veneza, fundações, exibições temporárias e alguns museus.

Se for visitar apenas museus, Get Your Guide tem um passe exclusivo. Clique no link e procure pelas atrações em Veneza.

© Todos os direitos reservados. Fotos e relato 100% originais no texto As mais variadas formas de arte em Veneza.

Mayra Jinkings

Mayra Jinkings

Mayra Jinkings, em algum lugar entre a turista e a turismóloga, uniu o amor ao desbravamento de cidades ao amor pela escrita. Sente paixão pelo desconhecido e viaja sempre que pode, ainda que seja para a cidade mais próxima. Autora do O seu guia amigo de Barcelona.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.