10 destinos para conhecer em 2015


O final do ano se aproxima e começam as listas com as mais diversas tendências para o próximo. No turismo não é diferente e marcas como Lonely Planet, Skyscanner, Yahoo e Trip Advisor já publicaram o que seus leitores ou clientes estão a procurar, falar, e ranquear.

10 destinos para conhecer em 2015

Acho que essas listas globais são relativas e não representam a realidade dos viajantes brasileiros. Fatores como o que está sendo mostrado nos meios de comunicação, proximidade e cultura devem ser considerados. Por isso, decidi fazer a minha lista baseada no que tenho visto na mídia nacional, escutado dos amigos e experimentado em viagens recentes.

Talvez não se enquadre na sua realidade, talvez você prefira lugares não tendências para ser diferente ou, ao contrário, gosta dos saturados porque todo mundo já foi. De qualquer forma, essas listas tem o lado bom de nos deixar orgulhosos do que conhecemos ou mostrar o que nunca ouvimos falar.

Segue a minha lista de tendências para 2015 em ordem aleatória:

MILÃO

Entre maio e outubro Milão será palco da Exposição Internacional (Expo 2015), evento comparado à Copa do Mundo ou Olimpíadas realizado desde o século XIX em cidade escolhida por votação. O acontecimento atrai pessoas do mundo todo interessadas nos mais diversos temas ligados às áreas da humanidade. O assunto na cidade italiana será gastronomia e os alimentos, tema em alta no gosto dos brasileiros. Passei por lá em 2013 e já se via os preparativos, cartazes, flâmulas e totens anunciavam o grande evento.

Montagem do centro de Milão esperando a Expo 2015
Montagem do centro de Milão esperando a Expo 2015

Quando ir: primavera ou outono para evitar o calor e período de férias.

MOMBASA

O país conhecido pelos melhores safaris começa a ser descoberto pelas praias paradisíacas e luxo acessível. Quênia está presente em algumas listas e concordo plenamente depois de ter vivido experiências sensacionais no litoral e na savana. Encontrei animais que nem imaginava nos safaris, água quente e rica vida marinha. Com forte influência muçulmana, presente na arquitetura e cultura local, torna a região de Mombasa destino único e ao mesmo tempo similar a tantos outros como a Barreira de Corais da Austrália, praias do Caribe e Oriente Médio.

paraíso no quênia
Passeio de barco no Kisite Marine Park

Quando ir: entre junho e fevereiro para evitar chuvas. Nas praias faz calor o ano todo.

MONTE RORAIMA

Antes desconhecido da maioria, agora é mostrado diariamente na abertura da novela das nove da Rede Globo. O lugar (na divisa entre Venezuela, Brasil e Guiana) não é para todos e nem vai lotar de turistas, mas a exposição gerou curiosidade, virou assunto e motivou muitos aventureiros a encararem a montanha que só pode ser alcançada a pé ou de helicóptero. Escolhi o caminho mais longo depois de permanecer anos na minha lista de trilhas e realizei quando poucos sabiam o que era ou onde ficava.

Paisagem de despedida
Monte Roraima é o maior dos tepuis (tipo de montanha) da região

Quando ir: de outubro a abril para evitar chuvas, contudo, de maio a setembro cachoeiras surgem e a névoa constante parece deixar um clima misterioso.

ÁFRICA DO SUL

O país não estaria na lista se eu não estivesse acabado de voltar de lá e encontrado tantas semelhanças com o Brasil e atrações que eu nem esperava. A copa do mundo levou avanços para o turismo e respinga até hoje. O país se mostrou um lugar barato e repleto de atividades de adrenalina além dos safaris. Do surf ao trekking, da bike ao bungee jump e dezenas de atividades radicais pra desbancar o posto da Nova Zelândia pelos preços acessíveis.

Cape Town
Cape Town vista do topo da Lion’s Head

Quando ir: para safari a melhor época é agosto, para praia entre novembro e março e para as outras atividades depende se prefere frio ou calor.

URUGUAI

Meu país do coração e de tantas lembranças sempre foi acessível e soube receber bem os turistas. De uns anos pra cá foi descoberto pelos estrangeiros e a fama internacional só aumenta com as notícias polêmicas envolvendo o presidente da república e a recente liberação da maconha. Fato que ainda não está bem explicado, alguns dizem que será uma nova Holanda, outros esperam o pior. Eu acredito que o Uruguai ainda vai inovar e surpreender.

Chegando a praia
Cabo Polônio

Quando ir: no verão para aproveitar o calor nas praias e no inverno para curtir o clima nas cidades.

BARBADOS

A terra da cantora Rihanna é o paraíso caribenho que ficou mais perto por causa dos voos diretos com duração inferior a seis horas (a partir de São Paulo). Somado ao fato do governo local estar investido no público brasileiro com campanhas e promoções que estão surtindo efeito, pelo menos é o que tenho percebido pelo número de leitores e amigos buscando informações sobre o destino. Viajei ano passado e me encantei com a beleza e opções de lazer.

Long Beach, no lado leste de da ilha
Long Beach, no lado leste de da ilha

Quando ir: o período de tempo seco é entre dezembro e maio, mas faz calor o ano todo.

BRASIL

A Copa do Mundo era uma incógnita que se mostrou um sucesso para melhorar a impressão dos estrangeiros sobre o nosso país e, ao mesmo tempo, inflar o orgulho nacional criando a vontade de viajar mais por aqui. Claro que a alta do dólar também influenciou, mas quem tem descoberto lugares como Jalapão, Amazonas, Aparados da Serra ou todas as chapadas garante que a experiência não decepciona e pode ser até melhor que viajar para fora.

Estado do Amazonas
Entardecer visto do barco no meio da selva

Quando ir: O ano todo, apenas verifique épocas de chuva conforme a região e escolha o sul no inverno se prefere frio.

EL CHALTÉN

A capital do trekking na Argentina tem atraído cada vez mais aventureiros e, consequentemente, se modernizado sem perder a essência. Além de ser em um país vizinho tem diversas atrações naturais famosas como Campo de Gelo do Sul da Patagônia, Cerro Torre e o imponente Fiz Roy. É uma cidade jovem que já nasceu com os conceitos de sustentabilidade e turismo consciente e está em quase todas as listas para 2015, talvez pelas comemorações do seu trigésimo aniversário. Passei por lá quando nem tinha caixa eletrônico.

capital do trekking na Argentina
Cidade protegida pela montanha Fitz Roy

Quando ir: de outubro a março para fazer trilhas, nos outros períodos o gelo cobre tudo.

ARQUIPÉLAGO DE MENTAWAI

Descoberta nos anos 90 é novo paraíso dos surfistas por ter ondas perfeitas para todos os níveis. Com acesso demorado somente por barco e pouca estrutura hoteleira pode ser sonho distante para muitos, mas quem já foi jura que vai voltar. É o típico caso de boca a boca, não está na mídia, mas está nas redes sociais por meio de fotos espetaculares dos amigos. Mesmo não sendo surfista está na minha lista pela beleza natural e experiência de viagem na Indonésia.

Um dos poucos resorts do arquipélago
Um dos poucos resorts do arquipélago

Quando ir: as boas ondas estão lá o ano todo, entre maio e outubro são mais constantes.

NOVA ZELÂNDIA

Famosa por ser a terra dos esportes radicais volta a ser destaque exatamente como aconteceu na época do filme O Senhor dos Anéis. Agora é a vez da trilogia Hobbit colocar o destino nas tendências, principalmente de jovens, por causa dos cenários exuberantes incrementados com histórias fantásticas e as opções de lazer. Outro destino presente na minha lista também cultural Maori, originais da terra.

Queenstown

Quando ir: entre setembro e maio para evitar estradas interditadas pela neve. O verão é o mais parecido com o clima tropical e mais agradável.

E aí, concorda comigo? Qual o seu próximo destino ou qual é o número um da sua lista?

Quer saber mais sobre esses destinos? Leia os relatos de diferentes colaboradores escritos aqui no Territórios clicando nos links:

MILÃO | MOMBASA | MONTE RORAIMA | ÁFRICA DO SUL | URUGUAI | BARBADOS | BRASIL | EL CHALTÉN | MENTAWAI | NOVA ZELÂNDIA

Todas as fotos são minhas ou de colaboradores do Territórios como Guilherme Fonseca e Vanessa Brentano.

© Todos os direitos reservados. Fotos e relato 100% originais.

Roberta Martins

Roberta Martins

Publicitária, geradora de conteúdo sobre turismo, idealizadora deste site, fotógrafa e guia de turismo. Há 13 anos relata suas experiências de viagem focando em cultura e ecoturismo. Saiba mais na página da autora.

3 comentários

  1. Bora pra Cape Town Uhuuuuu!!!!

  2. Agora em 2015 estou com forte desejo de explorar bastante nosso Brasil 😀

    1. Sempre tenho vontade de explorar o Brasil, mas nesses meses de férias complica. Tudo fica muito caro!

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.