Vinícola Salentein

Vinho e aventuras em Mendoza

Read in English

O lugar perfeito para quem gosta de esportes radicais e bons vinhos. As paisagens desta região da Argentina são lindas e ainda abrigam o Aconcágua, a maior montanha das Américas (só perdendo para as montanhas do Himalaia). A cidade lembra localidades do interior do Rio Grande Sul com festas nas praças (churrasco de costela no fogo de chão), ruas arborizadas e calçadas estreitas.

Voando de volta para Santiago consegui ver a enorme montanha se destacando na Cordilheira dos Andes
Voando de volta para Santiago consegui ver a enorme montanha se destacando na Cordilheira dos Andes

Pegando a estrada tudo muda, vem o deserto com vegetação rasteira e montanhas altíssimas com neve no topo. Nessas montanhas foi filmado 7 anos no Tibet (no inverno), na época alguns tibetanos vieram trabalhar nas filmagens e ficaram morando, se sentiram em casa dizendo que viver naquelas montanhas era como estar no Tibet sem os conflitos religiosos.

City center
Centro

A cidade foi construída no meio do deserto, mas nem parece, pois todas as ruas são arborizadas. Quando plantaram as árvores, construíram um sistema de irrigação que mantêm elas com as folhas verdes e o calor mais ameno. As águas do rio Mendoza percorrem canaletas por toda a cidade molhando as raízes. Nos primeiros dias fiquei com medo de cair, enquanto Betu, minha anfitriã, ficava pulando as canaletas com a maior facilidade.

Parreiras na estrada
Parreiras na estrada

Depois de conhecer as montanhas e visitar vinícolas, o melhor da cidade é passear pelo centro, comprar lembranças, comer medias lunas e sorvete de doce de leite em alguma das muitas confiterias, caminhar pelo parque SAN MARTIN, subir o CERRO DE LA GLORIA e, para finalizar, curtir a noite nos bares da rua ARISTIDES VILLANUEVA, super charmosos.

San Martin Park
Parque San Martin
Parrilla en el patio
Parrilla en el patio

Nada como ter amigos locais, sempre os melhores guias. Fui muito bem recebida pela Betu e suas amigas. Conheci a cidade com aulas de história e cultura do vinho. Pegamos a estrada em direção às montanhas e sempre que eu via algo legal ela parava o carro para eu fotografar. E como se come bem na Argentina (chinchulinesmolleja, morcillaasado de tira, mmm), não fui em nenhum restaurante porque tinha uma parrilla no quintal (um dia terei uma na minha casa). Carne, bom vinho e ótima companhia, perfeito!

[box]

TOME NOTA
VINÍCOLA SALENTEIN tem ótima estrutura para receber turistas com pousada, museu, restaurante, curso de degustação e visitas guiadas. Fica ao lado do CORDÓN DEL PLATA (montanhas nevadas) e tem vinhos maravilhosos. No caminho encontrei parreirais, o que é raro, os vinhedos são plantados de forma diferente para facilitar a colheita com máquinas. Acho parreiras bem mais bonitas.

[/box]

Cordón de Plata
Cordón de Plata

© Todos os direitos reservados. Fotos e relato 100% originais.

Descubra outras cidades na Argentina:

Buenos Aires

Puerto Iguazu

Ushuaia

El Calafate

El Chaltén

Rosário

Córdoba

Roberta Martins

Roberta Martins

Publicitária, geradora de conteúdo sobre turismo, idealizadora deste site e fotógrafa. Há 11 anos relata suas experiências de viagem focando em cultura e ecoturismo.

4 comments

  1. Gostaria de dar meu depoimento sobre o guia DAMIAN – damian.almeida86@hotmail.com – que nos acompanhou em Mendoza. Fizemos as visitações nas vinícolas (fomos para 8: Achaval Ferrer, Catena Zapata, Chandon, La Azul, Salentein, Andeluna, Ruca Malen e Viña Cobos) e no passeio Alta Montanha. Fomos eu, meu marido e um casal de amigos, também de Brasília, e fomos muito bem atendidos por ele. Além da pontualidade,DAMIAN é muito prestativo, agradável, educado, excelente motorista e conhece muito bem toda a região e os vinhos! Além disso, fez todas as reservas com antecedência, tornando nossa viagem muito mais confortável. Uma excelente indicação do site e de outros amigos que já o conheciam.

    1. Olá Lina, obrigada pela sua dica. Quando viajei foi com locais, por isso não contratei guias. Espero que outros leitores tenham a mesma boa impressão que você teve.

  2. Que excelente matéria! Parabéns! Me fez recordar a minha viagem a Mendoza. Eu estou tentando aprender sobre vinhos e lá tive uma experiência inesquecível. Quando fui eu já tinha algumas vinícolas em mente..Catena, Pulenta…enfim, as mais conhecidas, mas por indicação da agencia de turismo também conheci algumas vinícolas que ainda não exportam vinhos para Brasil e amei. Como sou estudante de sommelier pedi para a agencia agendar visitas mais técnicas e pude desfrutar de experiências mais intensas com degustações em mãos de enólogos e dos donos das vinícolas. Como era a primeira vez, eu não preferi arriscar e fui nas bodegas com uma agencia de turismo especializada.
    Boa viagem a todos! Carol

  3. Olá Roberta

    Estamos planejando o nossa viagem pela América do Sul e no Blog estamos postando uma série sobre os preparativos e… finalmente publicamos o planejamento para quando estivermos passando pela Argentina. Aproveitamos essa sua dica de Mendoza 🙂

    http://vidadeviajante.com.br/planejando-uma-viagem-para-a-argentina-dicas-para-o-roteiro/

    Claro que o roteiro não está fechado e, cada vez que leio um relato novo sobre a Argentina temos vontade de mudar o roteiro… vc sabe como são essas coisas 😉 hahaha

    Tenho lido outros relatos seus e tenho gostado bastante… só temos que tomar cuidado pra não estrapolar na aventura pq temos um viajante de 3 anos que vai conosco 😉

    bjos
    Lyanne, Marcelo e Gael

Deixe uma resposta