Pôr do sol no Protea Hotel

Roteiro de 5 horas até 3 dias em Joanesburgo

O que vem a sua cabeça quando pensa em conhecer a África do Sul? Safari, Cidade do Cabo, Mandela, Joanesburgo…

Eu pensava assim, antes de passar mais de um mês viajando pelo país, e não estava errada. Aconteceu do leque de palavras se multiplicar dezenas de vezes quando penso em tudo o que fiz e ainda posso fazer na África do Sul. Aqui no site vai encontrar experiências diversificadas pelo leste, centro e quase todo o litoral. Mas a melhor dica para quem deseja se aprofundar na cultura vou dar agora: comece a jornada em Joanesburgo e deixe a Cape Town por último.

Por sorte, meu roteiro foi neste sentido e pela estrada. É uma boa maneira de digerir as informações aos poucos e ir percebendo a transformação do essencialmente africano para a enorme influência europeia encontrada no litoral oeste. O ponto de partida dá um soco no estômago e te deixa mal de verdade, mas no final faz todo sentido e facilita a compreensão.

O que perturba, esclarece e emociona é começar esta viagem, especificamente, pelo Museu do Apartheid e não a cidade em si. Até porque Joanesburgo também é lugar de imigrantes com diversas influências responsáveis por maquiar a essência local. Porém, é completamente diferente da famosa Cape Town.

  • Onde fica Joanesburgo? (se não está situado, clique para saber)
Joanesburgo é a capital da província de Gauteng localizada no nordeste da África do Sul e próxima a capital Pretória. É a cidade mais populosa do país e porta de entrada no continente por ser hub da companhia aérea South African Airlines. Portanto, a probabilidade de passar algumas horas quando for voar pra Cape Town, Oceania ou África é grande.
Entrada do Museu do Apartheid segrega visitantes aleatoriamente pelo ingresso
Entrada do Museu do Apartheid segrega visitantes aleatoriamente pelo ingresso

Roteiro de horas até 3 dias em Joanesburgo

Passei três dias em Joanesburgo e conto a seguir o meu roteiro. Por ser porta de entrada na África, também pode ser adaptado para quem passa horas, um ou dois dias durante uma escala.

Ruas do bairro Maboneng
Ruas do bairro Maboneng

Pra quem tem, no mínimo, 5 horas de espera no aeroporto internacional O.R. Tambo, sugiro três opções de passeios: Maboneng, Museu do Apartheid e terraço do hotel Protea. Se pode ficar um dia ou mais, Soweto é tão obrigatório quanto o museu. Por fim e, apenas se não houver oportunidade de fazer safari em algum outro lugar da África, visite o Lion’s Park.

Se hospedar no bairro MABONENG foi uma ótima escolha pra conhecer o lado mais contemporâneo e artístico de Joanesburgo a pé. Tem gastronomia variada, lojas descoladas e bons hotéis em ambiente seguro, conforme relatei aqui. Fiz um walking tour e jantei na feira gastronômica do Arts on Main no primeiro dia.

Lions Park
Lions Park

No dia seguinte fomos ao LION’S PARK e achei sem graça porque já tinha feito safari no Quênia. E depois de presenciar os animais selvagens livres em seus habitats naturais, é triste ver eles em áreas cercadas gerando lucro como atrativo turístico. Tudo bem que estão na sua terra natal protegidos por cercas dos avanços da metrópole ao redor e não estão enjaulados, mas perderam o hábito da caça e a liberdade.

A descoberta de ouro em 1886 atraiu imigrantes do mundo todo. Estas fotos são de netos e bisnetos de alguns deles convidando a seguir pela exposição no Museu do Apartheid
A descoberta de ouro em 1886 atraiu imigrantes do mundo todo. Estas fotos são de netos e bisnetos de alguns deles convidando a seguir pela exposição no Museu do Apartheid

Em seguida percorremos o trajeto até o MUSEU DO APARTHEID falantes e empolgados com as primeiras impressões sobre a cidade. A emoção se transformou em tristeza logo na terceira sala de exposições e a jornada prendeu completamente a nossa atenção até a saída. Quando o sentimento era de orgulho e ainda mais curiosidade para conhecer o povo sul africano de verdade. A visita mexeu tanto com cada um de nós que o silêncio tomou conta do carro até a próxima atração trazer de volta os sorrisos aos nossos rostos.

O motivo foi ver Joanesburgo dourada do alto do terraço do HOTEL PROTEA minutos antes do pôr do sol. Local concorrido por locais e turistas para um happy hour com vinho ou jantar o típico Springbox (carne de veado) vendo as luzes da cidade se acenderem. Assim fizemos antes de pegar a estrada para dormir no Soweto.

Vista do terraço do Protea Hotel
Vista do terraço do Protea Hotel
Bungee Jump na Orlando Towers
Bungee Jump na Orlando Towers

A ida ao SOWETO pode ser um bate e volta (cerca de 100 km) ou mais completa passando uma noite com direito a fogueira dentro do hostel. Acordamos e fomos direto com o guia de turismo (parte em bicicleta, parte a pé) começando pela favela até chegar ao lado mais rico e turístico como a casa de Nelson Mandela. A tarde continuou intensa praticando esportes radicais na ORLANDO TOWERS. O relato detalhado deste dia mais explicações sobre o Apartheid conto neste artigo.

Vista noturna do alto do Hotel Protea
Vista noturna do alto do Hotel Protea

 LEMBRE DO SEGURO VIAGEM

Mini guia o que fazer em Joanesburgo

Motorista do nosso translado
Motorista do nosso translado no aeroporto

Como chegar: o Aeroporto Internacional OR Tambo localiza-se 22 km do centro de Joanesburgo e o trajeto pode ser feito em trem, ônibus, táxi, aluguel de carro (veja com RENTAL CARS) ou contratar o serviço de translado (nossa escolha para o grupo de 4 pessoas). A opção mais rápida é pegar o trem (Gautrain) por ter estação dentro do aeroporto.

Onde dormir:

CURIOCITY BACKPACKERS era uma gráfica ativa na luta contra o Apartheid que virou hostel descolado em Maboneng. Na 302 Fox St. RESERVE AQUI.

LEBO’S SOWETO BACKPACKERS é um hostel simples e divertido na 10823A Poo St. no Soweto. RESERVE AQUI.

Prato bom e acessível com carne de veado (springbox)
Prato bom e acessível com carne de veado (springbox)

Onde comer:

PROTEA HOTEL PARKTONIAN tem o restaurante THE ORCHADS aberto ao público no terraço. Localizado na 120 De Korte St. Braamfontein. Distante 31 km do aeroporto.

THE WOLFPACK oferece hambúrguer gourmet e clima divertido para assistir jogos na televisão. Peguei um jogo de rugby antes de partir para Pretória. Na 21 4th Ave, Parkhurst.

Hamburguer no The Wolfpack
Hamburguer no The Wolfpack

Tem opções de restaurantes e feira gastronômica dentro do ARTS ON MAIN. Na 274, Fox Street do Maboneng. Na mesma rua tem um café gostoso chamado EAT YOUR HEART OUT, no número 290.

Onde ir:

O MUSEU DO APARTHEID conta a história da segregação racial na África do Sul de forma interessante e envolvente. Incluindo os acontecimentos que levaram a isto; a prisão, auge e morte de Nelson Mandela e os problemas ainda enfrentados pelos negros na atualidade. Localizado na Northern Parkway & Gol Reef Road Ormonde 2001, fica 32 km distante do aeroporto. Abre diariamente entre 9h e 17h.

O LION’S PARK está dividido em duas áreas: uma para alimentar girafas e ver outros animais não agressivos de perto; e outra bem maior para circular com seu carro (com vidros fechados!) e ver os felinos “soltos”. Neste oferece um tour em caminhão pra quem está sem carro. Fica 66 km distante do aeroporto na R512, Lanseria Road. Funciona diariamente das 8h às 21h com restaurante e loja de souvenir.

Filhote de leão no Lions Park
Filhote de leão no Lions Park
Filhote de girava no Lions Park
Filhote de girava no Lions Park

Para saber tudo o que aprendi neste viagem leia o Dicas aos Viajantes

©Todos os direitos reservados. Fotos e relato 100% originais.

O projeto Blogueiros na África do Sul (#DescubraAfricadoSul) foi uma realização do Travel Concept Solution e apoio da Pangea TrailsSouth African AirwaysDetecta Hotel e incentivo da agência nacional de turismo (South African Tourism), da cidade de Joanesburgo (Joburg Tourism) e também de Cape Town (Cape Town Tourism). A viagem foi patrocinada, mas as opiniões aqui expressas são de livre expressão do autor. Veja também os blogs que participaram da viagem: Dentro de MochilãoTerritóriosViajando com Eles e Viagem Criativa.

Se achou útil, Flip it! Se gostou das imagens, Pin it!
Roteiro de 5 horas até 3 dias em JoanesburgoRoteiro de 5 horas até 3 dias em JoanesburgoRoteiro de 5 horas até 3 dias em JoanesburgoRoteiro de 5 horas até 3 dias em Joanesburgo Roteiro de 5 horas até 3 dias em Joanesburgo Roteiro de 5 horas até 3 dias em Joanesburgo Roteiro de 5 horas até 3 dias em Joanesburgo

 

Roberta Martins

Roberta Martins

Publicitária, geradora de conteúdo sobre turismo, idealizadora deste site e fotógrafa. Há 11 anos relata suas experiências de viagem focando em cultura e ecoturismo.

Deixe uma resposta